Sport repete erros, Avaí vence e deixa zona de rebaixamento

Time rubro-negro esbarrou na desorganização e na falta de pontaria durante o jogo

Sport repete erros, Avaí vence e deixa zona de rebaixamento
Sport amargou sua 6ª partida sem vitória (Foto: Divulgação / Sport Club do Recife)
Sport
0 1
Avaí
Sport: MAGRÃO; SAMUEL XAVIER (BRUNO XAVIER, MIN. 73), HENRÍQUEZ, RONALDO ALVES E MENA; RITHELY (OSVALDO, MIN. 61), PATRICK, WESLEY E DIEGO SOUZA; EVERTON FELIPE (ROGÉRIO, MIN. 43) E ANDRÉ. TÉCNICO: VANDERLEI LUXEMBURGO.
Avaí: DOUGLAS; LEANDRO SILVA, AIRTON, BETÃO E CAPA (ROMULO, MIN. 74); JUDSON, SIMIÃO, PEDRO CASTRO E JUAN (JOÃO PAULO, MIN. 68); JOEL (WILLIANS, MIN. 61) E JÚNIOR DUTRA. TÉCNICO: CLAUDINEI OLIVEIRA.
Placar: 0-1, MIN.44, JUNIOR DUTRA.
ÁRBITRO: WAGNER DO NASCIMENTO MAGALHÃES (RJ), AUXILIADO POR RODRIGO CORRÊA (RJ) E THIAGO CORREA (RJ). CARTÕES AMARELOS: DIEGO SOUZA, HENRÍQUEZ, ANDRÉ E MENA (SPORT); CAPA, MAURÍCIO KOZLINSKI, JÚNIOR DUTRA, RÔMULO E JOÃO PAULO (AVAÍ).
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 23ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO, SENDO REALIZADA NA ILHA DO RETIRO, RECIFE, PERNAMBUCO.

O Sport segue sua via crucis no Campeonato Brasileiro. Nesse domingo (10), em partida contra o Avaí, na Ilha do Retiro, o Leão amargou a sua sexta partida sem vitória, com o agravante de ter sido a terceira derrota seguida, se aproximando cada vez mais da zona de rebaixamento e deixando de lado o sonho do ínicio do campeonato de ir para a Libertadores. O gol solitário da partida foi marcado por Júnior Dutra, ainda no primeiro tempo de jogo.

Com o resultado, o Sport caiu para 12ª colocação, com 29 pontos, apenas três acima do primeiro time do Z4, que é o Vitória. Agora o Leão tem um compromisso ainda mais díficil, quando pega o Flamengo no próximo domingo (17), às 16h, na Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro.

Já o Avaí, que continua como o melhor time do campeonato no returno, saí da incômoda zona de rebaixamento e agora é o 14º no Brasileirão com 28. Depois da importante vitória, o time catarinense volta as suas atenções para a partida contra o Atlético-MG, na Ressacada, também no próximo domingo (17).

Avaí aproveita erros e sai na frente

Apesar de jogar fora de casa, o Avaí não se intimidou e procurava jogar de igual para igual com o Sport. Tanto que, após uma tentativa sem sucesso de bicicleta de Diego Souza, teve a primeira chance clara do jogo com Joel, que depois de boa jogada pela lateral, bateu firme para boa defesa do goleiro Magrão que não soltou.

Depois dos 15 primeiros minutos, a tônica do jogo mudou. O Sport procurou se impor e partir para cima, explorando a velocidade de Everton Felipe e usando seus volantes como elemento surpresa. E aos 17', as tentativas resultaram em uma boa oportunidade. Everton bateu para o gol, Douglas fez grande defesa e no rebote, Rithely, que só precisava empurrar para o fundo das redes, bateu em cima de Capa, perdendo assim, chance incrível para o time rubro-negro.

Contestado nas últimas partidas, o meia Diego Souza crescia de produção na partida, procurando jogo. E foi dele o cruzamento para mais uma chance clara do Leão. Mas Patrick, sozinho, de frente para o goleiro, cabeceou para fora, para desespero da torcida rubro-negra.

A impaciência do time da casa era o combustível para o Avaí, por conta dos muitos erros de passe. O time catarinense, abusava dos contra-ataques e tinha facilidade para chegar na área adversária. Esses fatores foram demonstrados, quando Júnior Dutra se antecipou à marcação de Henríquez e após cruzamento de Juan, cabeceou para o gol, sem chances para Magrão, marcando o primeiro tento da partida.

Com o gol, os visitantes cresceram na partida e perderam outra boa chance, dessa vez em cabeçada de Airton, que Magrão tirou com os pés, antes de Joel chegar para o arremate. A resposta rubro-negra só veio ao final do primeiro tempo, com Henriquez, que pegou rebote do chute de Diego Souza e na pequena área, sem goleiro, não conseguiu empatar a partida.

Time rubro-negro não consegue reagir

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o Sport foi para cima em busca do gol de empate. Mena cruzou e Capa tentou cortar, mas a bola acabou sobrando para Diego Souza. O camisa 87, mesmo de canhota, bateu forte, Betão se atirou na frente da bola e evitou o gol. Os jogadores chegaram a pedir penalti, mas o juiz só deu escanteio.

Por conta do péssimo resultado até então, Luxemburgo não teve dúvidas em fazer uma substituição mais ousada. Tirou Rithely, que saiu muito vaiado e colocou Osvaldo, em busca de mais força ofensiva. A mudança não surtiu efeito. O time, apesar da pressão, não conseguia oferecer perigo para Douglas, já que sempre pecava na hora de marcar.

Luxa fez uma última aposta desesperada e colocou o atacante Bruno Xavier na equipe. O jogador veio do Nacional-SP e agradou nos treinamentos, mas em seu primeiro toque na bola, já protagonizou um lance bizarro, quando na tentativa de domínio, chutou a bola em sua própria mão. O Sport não conseguia criar e ia na base do abafa. André tentou uma bicicleta e a bola foi para Wesley, que bateu em cima da zaga avaiana.

O final do jogo ainda reservou coisas ruins. Como reflexo de um time perdido e descontrolado em campo, o Avaí teve chances de marcar duas vezes. A primeira com Willians, após driblar Mena e ter o chute interceptado por Ronaldo Alves e a segunda com Rômulo de fora da área para defesa firme de Magrão. Mas foi só, placar de 1 a 0 para o time azul e branco de Santa Catarina.