Em crise, Sport enfrenta Ponte Preta pelo primeiro jogo das oitavas de final da Sul Americana

O jogo de volta está marcado para a próxima quarta feira (20), no Estádio Moisés Lucarelli

Em crise, Sport enfrenta Ponte Preta pelo primeiro jogo das
oitavas de final da Sul Americana
Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife
SPORT
PONTE PRETA
SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Mena (Sander); Rithely, Patrick, Thomás (Lenis ou Mena), Diego Souza e Rogério; André. Técnico: VAnderlei Luxemburgo.
PONTE PRETA: Aranha, Nino Paraíba, Marllon, Luan Peres e Danilo Barcelos; Naldo, Fernando Bob e Elton (Renato Cajá); Felipe Saraiva, Lucca e Léo Gamalho. Técnico: Gilson Kleina.
INCIDENCIAS: JOGO DE IDA DAS QUARTAS DE FINAL DA COPA SUL-AMERICANDA, A SER DISPUTADO NA ILHA DO RETIRO, EM RECIFE/PE.

Há seis jogos sem vencer, Sport encara a Ponte Preta, na noite desta quarta-feira (13), às 19h15, na Ilha do Retiro, pela partida de ida das quartas de final da Sul Americana. No último confronto das equipes, em Recife, o placar terminou empatado em 0 a 0, pela 20º rodada do Campeonato Brasileiro 2017.

Na fase anterior, o Leão superou o Arsenal de Sarandí em casa por 2 a 0 e na Argentina foi derrotado por 2 a 1, avançando nos pênaltis. A Macaca, por sua vez, deixou o Sol de América para trás após vencer por 1 a 0 em Campinas e por 3 a 1 no Paraguai.

Com desfalques, Luxemburgo faz mistério sobre escalação leonina

O último treino do Sport para a partida foi fechado. A principal dúvida é a respeito de quem entra no lugar do meia Everton Felipe, que saiu de campo lesionado, na última partida, contra o Avaí. Além dele, o zagueiro Henríquez cumprirá suspensão automática por ter recebido o terceiro cartão amarelo e o volante Wesley não pode jogar a competição, por ter sido inscrito inicialmente pelo São Paulo.

Para o meio campo, a disputada está entre Rogério ou Thomás. Na zaga, Durval deve ser acionado e a briga pela titularidade fica entre para volante fica entre Anselmo e Thallyson. Além dos desfalques já citados, Osvaldo e Juninho também ficarão de fora, o primeiro foi cadastrado na Sul-Americana pelo Fluminense e o segundo está com uma virose. 

A equipe rubro-negra pretende mudar a postura em campo para construir um bom placar em casa e não tomar sustos no jogo de volta. “As coisas podem mudar da noite para o dia, como mudaram. Somos fortes em casa e estamos mostrando isso na competição. Se a gente se entregar e trabalhar, vamos manter esse fator casa”, disse o volante Patrick.

Sem escalação definida, Kleina não revela time titular alvinegro

Pelo pouco tempo existente para treinamentos, a expectativa é que o comandante da macaca mantenha o mesmo time que empatou com o São Paulo em 2 a 2, na rodada anterior do Brasileirão. O único poupado é Emerson Sheik, que apresentou desgaste físico.

“Temos que ir com a força máxima. Vamos fazer uma equipe forte. A nossa pretensão é fazer um grande jogo e saber usar o regulamento. Isso é o mais importante. O Sport na Ilha do Retiro tem força, e por não estarem tendo resultados positivos, sabemos que haverá mudanças no sentido de cobrança. Temos que estar com atitude e com postura. E com a reação que tivemos contra o São Paulo, que tenhamos uma crescente nos dois campeonatos” afirmou Kleina.

O atacante Luis Ali sentiu uma lesão na panturrilha esquerda e não deve ser relacionado para a partida. Enquanto isso, Lucca, está totalmente recuperado da entorse no tornozelo e deve ir a campo. Léo Gamalho, Danilo Barcelos e Felipe Saraiva foram inscritos nos lugares de Kadu, Fábio Braga e Lins e estão aptos para jogar.