Sport vence Ponte Preta sem dificuldades e abre boa vantagem para volta na Sul-Americana

Leão volta a vencer após sete jogos na temporada, derrota Macaca e encaminha classificação às quartas de final do torneio continental

Sport vence Ponte Preta sem dificuldades e abre boa vantagem para volta na Sul-Americana
Foto: Williams Aguiar/Sport
Sport
3 1
Ponte Preta
Sport: Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Durval e Sander; Rithely, Patrick, Reinaldo Lenis (Rogério, min. 67), Diego Souza e Sander; André (Anselmo, min. 88). Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Ponte Preta: Aranha; Nino Paraíba (Claudinho, min. 76), Marllon, Luan Peres e Danilo; Fernando Bob, Naldo e Elton (Renato Cajá, intervalo); Felipe Saraiva, Léo Gamalho e Lucca (Jeferson, min. 65). Técnico: Gilson Kleina
Placar: 1-0, min. 7, Ronaldo Alves; 2-0, min. 44, Rithely; 3-0, min. 75, André; 3-1, min. 82, Felipe Saraiva
ÁRBITRO: Gustavo Murillo (COL). Cartão amarelo: Danilo (min. 6), Diego Souza (min. 29), Durval (min. 36), Sander (min. 49), Nino Paraíba (min. 53) e Fernando Bob (min. 72)
INCIDENCIAS: Partida de ida das oitavas de final da Copa Sul-Americana 2017, disputada na Ilha do Retiro, em Recife, Pernambuco

Sai zica! Voltando a ter uma boa atuação, o Sport se sobressaiu e ficou à frente na briga por uma das vagas nas quartas de final da Copa Sul-Americana 2017. Na noite desta quarta-feira (13), na Ilha do Retiro, os rubro-negros foram superiores à Ponte Preta no confronto de ida das oitavas de final e levaram a melhor depois de bater por 3 a 1, com gols de Ronaldo AlvesRithely e AndréFelipe Saraiva descontou para os alvinegros.

A vantagem para a volta, que é na próxima quarta-feira (20), às 19h15, é dos leoninos, pois poderão perder até por um tento de diferença. Os pontepretanos, por outro lado, precisam de vitória por dois ou mais na sua casa sem sofrer tentos para ficar com classificação à próxima fase do continental.

Os times voltam a campo, pela 24ª rodada do Brasileirão, neste final de semana. Os pernambucanos vão até o Rio de Janeiro para medir forças com o Flamengo no domingo (17) no Luso Brasileiro, às 16h, enquanto os paulistas recebem o lanterna Atlético-GO no sábado (16), às 21h, no Moisés Lucarelli.

Sport é mais efetivo e sai em vantagem

Visando se reabilitar com a torcida, por estar em má fase, o Sport foi a campo motivado e indo para cima desde o primeiro minuto de partida. A persistência, entretanto, não era refletida em momentos criados. Na base da insistência, o Leão saiu em vantagem, quando Mena cobrou o escanteio e Diego Souza cabeceou para milagre de Aranha. No rebote, Ronaldo Alves completou para o fundo do gol e fez o público celebrar.

Melhor em campo, o time pernambucano continuou atacando, porém a Ponte Preta iniciou a esboçar uma possível reação. Sem criatividade, a Macaca pouco conseguiu levar perigo à meta de Magrão, que não foi exigido com frequência, enquanto que o goleiro adversário esperava a equipe mandante atacar.

Mais efetivo e criativo, Leão sai com boa vantagem no primeiro tempo (Foto: Williams Aguiar/Sport)
Mais efetivo e criativo, Leão sai com boa vantagem sobre Ponte na etapa inicial (Foto: Williams Aguiar/Sport)

Apesar do confronto ter ficado equilibrado, os donos da casa seguiram mais presentes ao ataque, já os visitantes focaram em se defender. Os mandantes pressionaram o máximo que puderam, contudo não foram efetivos o suficiente para alcançar o segundo tento e ampliar o placar diante dos torcedores.

Nos minutos finais, todavia, a rede pontepretana voltou a balançar em Recife. Em nova cobrança de escanteio, Mena mandou com perfeição e dessa vez Rithely não titubeou. O volante leonino deu bonito cabeceio tirando do alcance do camisa 1 adversário e estufou bem o barbante, com os presentes indo ao delírio.

Sport segue pressionando e sai vitorioso

Para o segundo tempo, Gilson Kleina buscou dar mais gás ofensivo aos alvinegros ao promover a entrada de Renato Cajá na vaga de Elton no meio-campo. Ainda assim, a primeira boa oportunidade foi do Sport, já que André lançou Diego Souza em profundidade, contudo Aranha saiu bem e evitou.

Logo em seguida, o Leão voltou a assustar. Raul Prata recebeu passe perfeito de Rithely e ficou de frente ao camisa 1 e finalizou tirando, no entanto o zagueiro Marllon estava atento e tirou em cima da linha. No minuto seguinte, Mena apareceu bem por trás de Danilo e visou pegar de surpresa, mas chutou fraco.

Continuando com a pressão, os rubro-negros tiveram duas chances de chegar ao gol. Na primeira, Patrick recebeu um passe na área e bateu em direção à meta. Aranha não segurou, a bola resvalou ainda em um defensor e Nino Paraíba cortou em cima da linha. Logo depois, Rithely arrematou à distância, contou com desvio em Luan Peres e foi na trave direita.

André marca terceiro gol rubro-negro e sacramenta reencontro leonino com as vitórias (Foto: Williams Aguiar/Sport)
André marca terceiro gol rubro-negro e sacramenta reencontro com as vitórias (Foto: Williams Aguiar/Sport)

O bom momento prosseguiu e o placar enfim foi ampliado. Raul Prata tentou cruzar na pequena área e a marcação interveio. O mesmo Raul teve a chance de voltar a mandar na área e André apareceu sozinho e apenas empurrou para dentro do barbante, assegurando o reencontro com as vitórias.

Tentando dar a última cartada e ficar viva para a volta, a Ponte fez sua última modificação. Nino Paraíba foi sacado de campo, com Claudinho entrando em seu lugar. No primeiro lance na partida, o atacante deu o cruzamento após contra-ataque fatal e Felipe Saraiva apareceu entre a marcação para finalizar, de primeira, descontando, entretanto sem o tempo suficiente de reação.