Sport se impõe diante do Vitória para encerrar jejum e deixar zona de rebaixamento

Rubro-negro pernambucano colocou fim a sequência negativa de nove partidas sem vencer e saltou na tabela da competição nacional; Leão da Barra segue com dificuldades para triunfar como mandante

Sport se impõe diante do Vitória para encerrar jejum e deixar zona de rebaixamento
Foto: Divulgação/Vitória
Vitória
1 2
Sport
Vitória: Caíque; Caíque Sá (Danilinho, min 73), Ramon, Wallace e Juninho; Uillian Correia, Filipi Soutto (Patric, min 60), David (André Lima, min 61), Yago e Neilton; Trelléz. Técnico: Vagner Mancini.
Sport: Magrão; Raul Prata, Ronaldo Alves, Henriquez e Mena; Anselmo, Patrick, Wesley (Rodrigo, min 63), Diego Souza e Osvaldo (Lenis, min 62); André (Juninho, min 80). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
Placar: 0-1, Diego Souza, min 44; 0-2, Lenis, min 65; 1-2, Tréllez, min 83;
ÁRBITRO: Marcelo Aparecido de Souza (SP), auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP). Cartões amarelos: André Lima e Uillian Correia (Vitória); Mena, André e Diego Souza (Sport). Cartão vermelho: André Lima (Vitória).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 27ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, disputada no Barradão, em Salvador, na Bahia. Público: 17.538. Renda: R$ 285.584,00.

O Sport reencontrou o caminho das vitórias. O momento era o pior possível, com uma sequência negativa de nove partidas sem conseguir vencer, mas na tarde desta quinta-feira (12) diante do Vitória, no Barradão, em Salvador, na Bahia, pela 27ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, os leoninos mostraram uma aplicação tática maior e conseguiram sair de campo com o triunfo por 2 a 1. Diego Souza e Lenis fizeram para o Leão Pernambucano, enquanto Tréllez marcou para o rubro-negro baiano.

Com o resultado desta tarde, o Vitória volta a ficar ameaçado pela zona de rebaixamento, perdendo uma posição e ficando na 12ª colocação, com 32 pontos, um a mais apenas que o 17º colocado, o São Paulo. Já o Sport deixa o Z-4 e salta na tabela de competição pulando para 11ª posição, com 33 pontos, mas ainda não está distante dos quatro últimos colocados na pontuação.

A 28ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro será realizada no próximo final de semana. O Vitória vai entrar em campo, entretanto, apenas na próxima segunda-feira (16), quando terá pela frente um duelo com o Santos, às 20h00, no Pacaembu, em São Paulo. Já o Sport terá um confronto, no próximo domingo (15), às 17h00 (horário de Brasília), diante do Atlético-MG, na Ilha do Retiro, em Recife, Pernambuco.

Leão pernambucano é superior e sai na frente do Leão da Barra com Diego Souza marcando golaço

O confronto começou com as duas equipes se estudando bastante, mas com o Sport partindo mais em direção ao ataque na tentativa de surpreender, enquanto o Vitória se fechava para não correr riscos. A primeira boa chegada foi para o rubro-negro pernambucano ainda com um minuto, quando André recebeu na área e chutou forte para fora, assustando o goleiro Caíque, que apenas ficou olhando a bola bater na rede pelo lado de fora.

Trabalhando sempre com maior volume no setor ofensivo, o Sport mostrava problemas para encaixar as jogadas e acertar os passes para possibilitar boas finalizações, deixando a defesa do Vitória sem maiores dificuldades para evitar os perigos, mas o ataque do rubro-negro baiano também estava sem grande inspiração, assim, poucas oportunidades estavam sendo criadas. Aos 21 minutos, entretanto, o Leão da Barra chegou com perigo. Juninho cobrou falta com qualidade e o goleiro Magrão fez ótima defesa para evitar o pior.

Vendo a possibilidade de os donos da casa começarem uma pressão, o Sport respondeu ainda aos 22 minutos, quando Diego Souza recebeu pela direita, puxou para entrada da área e chutou cruzado para ótima defesa do goleiro Caíque. Momentos depois, Diego Souza entrou na área com liberdade, mas a marcação fechou bem os espaços na hora certa e evitou a finalização. Aos poucos, as chances voltaram a sumir, isso por conta da falta de criação no meio-campo de ambos, que erravam muitos passes.

Com a baixa criatividade, uma boa oportunidade só veio aparecer aos 38 minutos, quando Patrick avançou com liberdade pela esquerda e cruzou na medida para André cabecear bem, mas o goleiro Caíque mostrou qualidade e fez um milagre.  Aos 44 minutos a festa do rubro-negro pernambucano ficou garantida, pois Diego Souza cobrou uma falta com muita qualidade e tirou qualquer chance de defesa do goleiro Caíque para delírio da torcida leonina. Desta maneira, o primeiro tempo foi encerrado no 1 a 0 em favor dos visitantes.

Lenis marca, Sport suporta pressão do Vitória e reencontra o caminho das vitórias

Para o segundo tempo, o técnico Vagner Mancini resolveu manter a mesma formação da etapa inicial, enquanto o técnico Vanderlei Luxemburgo também não quis saber de fazer alterações. Com a bola rolando, o Sport voltou sendo melhor, buscando o ataque para aumentar a vantagem e por muito pouco não conseguiu fazer mais um ainda com um minuto, quando Patrick levou na área pela esquerda e Osvaldo cabeceou para fora, com perigo.

Buscando melhorar o desempenho, o técnico Vagner Mancini resolveu fazer duas alterações tirando o volante Fillipi Soutto para colocar Patric e depois colocou o atacante André Lima na vaga de David. Já o técnico Vanderlei Luxemburgo também promoveu duas modificações. Ele tirou o atacante Osvaldo para colocar Lenis e acionou o volante Rodrigo na vaga de Wesley. O efeito, entretanto, surtiu em favor dos rubro-negros pernambucanos, pois aos 20 minutos Diego Souza entrou com liberdade na área e tocou para Lenis completar para o fundo das redes para delírio da torcida leonina.

A necessidade de buscar uma reação deixava a defesa do Vitória exposta ao contra-ataque, enquanto os rubro-negros pernambucanos se fechavam para atacar no momento certo. Aos 31 minutos, o Leão pernambucano quase aumentou a vantagem, mas Patrick não conseguiu aproveitar bem a bola que sobrou na frente da área e chutou em cima da marcação. A resposta do Leão da Barra foi logo depois, com Tréllez recebendo pela esquerda e chutando por cima da meta defendida pelo goleiro Magrão, que apenas observou a bola ir para fora.

Diante da desvantagem, ao Vitória restou partir para cima de qualquer maneira e a recompensa veio acontecer aos 38 minutos. Patric levantou na área pela direita, André Lima ajeitou para trás e encontrou Tréllez sozinho na frente da meta, que finalizou com qualidade para delírio da torcida leonina da Barra. Uma reação ficou bem distante quando o atacante André Lima recebeu dois amarelos em menos de dois minutos e acabou sendo expulso. Assim, os rubro-negros pernambucanos conseguiram suportar a pressão do Leão da Barra e a partida foi encerrada no 2 a 1 para os visitantes.

Sport Club do Recife