Volante Nilton revela interesse do Sport, mas empresário descarta: "Ninguém me procurou"

Atleta, que encerrou contrato com Vissel Kobe, pode voltar a trabalhar junto a Nelsinho Baptista em 2018

Volante Nilton revela interesse do Sport, mas empresário descarta: "Ninguém me procurou"
Cabeça de área estava atuando no futebol japonês ao lado do treinador (Foto: Buddhika Weerasinghe - JL/Getty Images)

A volta de Nelsinho Baptista tem movimentado muito o ambiente do Sport. O treinador do título da Copa do Brasil de 2008, que esteve por nove anos no futebol japonês, retorna confiante para encarar os novos desafios do clube na próxima temporada. Apresentado na terça-feira (12), assinou contrato de um ano com os rubro-negros.

O volante Nilton, que teve o vínculo com o Vissel Kobe - última equipe de Nelsinho no Japão - encerrado recentemente, afirmou à ESPN Brasil que foi procurado por quatro times. Além do Leão, Vasco, São Paulo e Santos demonstraram interesse em contar com seu futebol em 2018 e, apesar de ter trabalhado com o técnico, as pessoas responsáveis serão encarregadas de definir seu futuro.

"Conversas com os clubes deixo para as pessoas responsáveis. Minha esposa fica responsável também por algumas coisas. Surgiram clubes que eu passei (na carreira). Surgiram interesses do São Paulo, Santos, Sport e Vasco. Vão surgindo clubes de alto nível e, com isso, acho que vou estudando e vamos vendo o que pode ser feito e acertado", disse o cabeça de área.

Atleta foi bicampeão brasileiro com o Cruzeiro em 2013 e 2014 (Foto: Washington Alves/Light Press)
Jogador foi bicampeão brasileiro com o Cruzeiro antes de ir para o Japão (Foto: Washington Alves/Light Press)

André Cury, empresário do atleta, foi procurado pela reportagem, no entanto desconversou a respeito de qualquer negociação envolvendo o marcador no Leão. Segundo o agente, os dirigentes leoninos sequer iniciaram um negócio: "Ninguém do Sport entrou em contato comigo", assegurou em exclusividade à VAVEL Brasil.

Baptista, que diz conhecer o elenco, cita que era peça fundamental nas contratações de estrangeiros nos nipônicos. Por conta disso, foi quem solicitou a ida do meio-campista bicampeão brasileiro com o Cruzeiro - em 2013 e 2014 - e pode ser essencial no retorno do jogador ao Brasil após duas temporadas fora.

"Tinha que ficar atento ao mercado brasileiro, pois no Japão o técnico é responsável pela contratação do jogador estrangeiro. Sempre estive observando e pedindo as informações. Estava fora, mas não deixei de pensar e analisar o futebol brasileiro. Estou a par do elenco do Sport e, por isso, conheço alguns pessoalmente, além de jogadores de renome. Os mais jovens tenho algumas informações", garantiu.