Estreante Gabriel marca, Sport bate Afogados da Ingazeira e assume liderança provisória

Jogo mostrou times poucos inspirados, mas os jogadores que entraram na segunda etapa fizeram a diferença para o Leão.

Estreante Gabriel marca, Sport bate Afogados da Ingazeira e assume liderança provisória
Thomás marcou primeiro gol do Leão (Foto: Williams Aguiar / Sport Club do Recife)
Sport
2 0
Afogados da Ingazeira
Sport: Magrão; Felipe Rodrigues (Thallyson, MIN. 63) , Ronaldo Alves, Durval e Sander; Fabrício e Pedro Castro; Reinaldo Lenis (Gabriel, MIN. 46) e Marlone; Rogério e André (Thomás, MIN. 46). TÉCNICO: NELSINHO BAPTISTA.
Afogados da Ingazeira: Evandrízio; Arlan, Vinícius, Oséas e Thalison; Douglas Bomba e Madson; Tarcísio (Evandro, MIN. 72); Willian, Etinho (Lenilson, MIN. 65) e Roger (Bebeto, MIN.76). TÉCNICO: PEDRO MANTA.
Placar: 1-0, Thomás, MIN. 50; 2-0, Gabriel, MIN. 83
ÁRBITRO: SEBASTIÃO RUFINO FILHO (PE). Cartões amarelos: Fabrício (Sport); Arlan (Afogados da Ingazeira).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 2ª rodada do Campeonato Pernambucano 2018, sendo realizada na Ilha do Retiro, em Recife.

O Campeonato Pernambucano 2018 vai engrenando. Em confronto válido pela 2ª rodada do estadual, Sport e Afogados da Ingazeira fizeram um jogo de pouca inspiração na noite deste sábado (20), na Ilha do Retiro. Com gols de Thomás e Gabriel, ambos no segundo tempo, o Leão saiu com a vitória por 2 a 0.

Com o resultado, a equipe rubro-negra assume a liderança provisória da competição, que terá sua rodada finalizada só no próximo domingo (21), com o restante dos jogos. O próximo compromisso do Leão será o clássico contra o Náutico, na Arena Pernambuco, quarta-feira (24), às 21h30 (Recife).

Já o Afogados da Ingazeira continua sem vencer na competição e agora terá que vencer o Belo Jardim, em sua casa, na próxima quarta-feira (24), às 20h, se não quiser se distanciar do grupo de oito times que vão para a fase de mata-mata do Pernambucano 2018.

Primeiro tempo de poucas emoções

Ainda sem entrosamento no início de temporada, o Sport teve muitas dificuldades no início da primeira etapa. Além de errar muitos passes, o time dava muito espaço para o Afogados da Ingazeira atacar. Tanto que a primeira chance do jogo foi dos visitantes, quando Roger cruzou para Etinho que ajeitou de cabeça para trás, mas Ronaldo Alves chegou providencialmente cortando a bola.

O primeiro chute também foi da Coruja, em um contra-ataque armado por Willian, que deu belo passe para Etinho ganhar de Ronaldo Alves na corrida, mas na hora de bater, pegou fraco na bola, facilitando a defesa do goleiro Magrão. Pouco tempo depois, Roger bateu escanteio venenoso, mas o goleiro rubro-negro conseguiu cortar antes da chegada dos atacantes adversários.

Os sustos serviram para o Leão acordar na partida e partir para cima. A primeira e grande chance do time da casa foi com André. Após boa jogada de Lenis e Rogério, o atacante recebeu na entrada da pequena área e tirou do goleiro, mas Oséas em cima da linha evitou a abertura de placar. Depois foi a vez de Rogério receber sozinho na área e mandar uma bomba na trave.

Perto do final dos 45 minutos iniciais, o Sport mostrava um futebol burocrático, sem conseguir agredir. A postura extremamente defensiva do Afogados também dificultava as chegadas do Leão. Outro fator que foi primordial para o desempenho ruim do time da casa eram os inúmeros erros de passe no meio. Foi só para um primeiro tempo fraco por parte das duas equipes.

Substitutos fazem a diferença

As mudanças feitas por Nelsinho Baptista surtiram efeito logo no início do segundo tempo. Gabriel avançou pelo meio e enfiou para Rogério, o atacante foi até a linha de fundo e cruzou rasteiro para a pequena área. O goleiro Evandrízio ainda chegou a tocar na bola, mas acabou deixando ela passar para Thomás, que de frente para o gol, abriu o placar na Ilha do Retiro.

A expectativa era de que o gol melhorasse o jogo, já que o Afogados teria que ir para cima buscando o empate e daria mais espaço ao time rubro-negro. Mas não foi o que aconteceu. O jogo continuou com o mesmo panorama visto na primeira etapa, com o Sport pouco fazendo para marcar o segundo e a Coruja sem forças para conseguir atacar.

Isso só mudou quando Rogério teve duas boas chances de marcar. A primeira foi em uma bela jogada de Gabriel, que colocou o atacante na cara do gol, mas ele se atrapalhou e perdeu a oportunidade de ampliar o placar. Em seguida, chute de Thomás defendido por Evandrízio e mais uma chance perdida por Rogério, que bateu para fora.

Ficou evidente que o maior proveito tirado pelo Sport nesse jogo foi com a estreia de Gabriel. A performance do jogador foi fechada com chave de ouro, após um verdadeiro golaço marcado por ele. Marlone fez belo lançamento, Gabriel dominou, puxou para a perna esquerda e bateu com categoria para dar números finais ao jogo.