Vasco 2016: liderado por Nenê, Gigante da Colina busca retorno à elite mais uma vez

Depois de um 2015 turbulento, o Vasco volta à Série B do Campeonato Brasileiro e busca se reerguer.

Vasco 2016: liderado por Nenê, Gigante da Colina busca retorno à elite mais uma vez
(Foto: Edição de Arte/VAVEL Brasil)

Pela terceira vez o Vasco está na segunda divisão do Campeonato Brasileiro. Na temporada passada, o Cruz-maltino fez ótima campanha no Campeonato Carioca e acabou campeão daquela edição, mas no Brasileirão o time demonstrava um péssimo desempenho, o que levou ao terceiro rebaixamento de sua história em oito anos.

Quando terminou o Campeonato Brasileiro, o Gigante da Colina obtinha 41 pontos (10 vitórias, 11 empates e 17 derrotas), um baixo aproveitamente de 36%, o segundo pior entre os outros anos de descensos.

Contudo, na reta final, após a chegada de Jorginho, o time cresceu, o que fez com a diretoria mantesse uma espinha dorsal para a temporada de 2016, renovou contrato com o principal jogador, Nenê e outro importantes também, como Andrezinho e o uruguaio Martín Silva. Para o Campeonato Carioca, fez apenas duas contratações, trouxe o lateral-direito Yago Pikachu, ex-Paysandu e o volante Marcelo Mattos, ex-Vitória e Botafogo.

(Foto: Paulo Fernandes/Vasco da Gama)

A pré-temporada vascaína foi em Pinheiral, município localizado no sul do estado do Rio de Janeiro. O elenco viajou com o intuito de focar suas forças para o Campeonato Carioca. O técnico Jorginho levou oito oriundos da base para que pudesse avaliar os garotos. Foram eles: Gabriel Félix (goleiro), Kadu Fernandes (zagueiro), Alan (lateral-esquerdo), Andrey (volante), Mateus Vital (meia), Evander (meia), Matheus Índio (meia) e Caio Monteiro (atacante). Destacando Mateus Vital, que foi bastante utilizado pelo treinador e até disputou alguns jogos como titular no começo do Carioca.

O momento do Vasco é muito bom, o time conseguiu chegar à final do Estadual de forma invicta desde novembro de 2015, quando perdeu o clássico para o Fluminense. O Almirante conta com a boa fase de Riascos, a qualidade de Nenê, o pique de Andrezinho, a ótima zaga formada por Luan e Rodrigo e excelentes defesas de Martín Silva.

Para a Série B, os vascaínos esperam que dessa vez seja menos trabalhoso, e consigam trazer o segundo título da segunda divisão para casa. Em 2013, o Vasco sofreu para se classicar de volta à Série A, onde terminou em 3° colocado e ficou marcado pelas péssimas atuações daquele ano, na última partida a torcida chegou a vaiar o time. Diferente de 2009, onde conseguiram o acesso com rodadas de antecedência e faturou o título com êxito.

(Foto: Arena/CON/Getty Images)

Diferente dos rivais cariocas, o Vasco não precisará se preocupar onde jogar, já que o Maracanã e Engenhão estão entregues às obras para as Olimpíadas. Todo torcedor vascaíno enche a boca para dizer com orgulho que tem casa, que tem São Januário. Contudo, é provável que logo depois das realizações dos Jogos, o Gigante da Colina utilize o Maracanã para algumas partidas e poder fazer caixa.

A primeira partida na Série B será fora de casa, contra o Sampaio Corrêa, no Maranhão, no dia 12 de maio. O local da partida ainda não foi definido.