Invicto há cinco meses, Vasco leva vantagem sobre o Botafogo nos clássicos recentes

Vascaínos não perdem para os alvinegros desde 2013, tendo vencido, neste meio período, o título carioca de 2015

Invicto há cinco meses, Vasco leva vantagem sobre o Botafogo nos clássicos recentes
Andrezinho, que já jogou pelo Botafogo, hoje é um dos destaques vascaínos (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Vasco e Botafogo disputarão a final do Campeonato Carioca nos dois próximos domingos, e a equipe de São Januário parece estar em melhor forma contra os rivais. Nos últimos sete clássicos entre as equipes, os vascaínos venceram em quatro oportunidades, com as outras três terminando em empate.

Assim, iniciou-se uma pequena hegemonia nos confrontos recentes, e levando para a final uma confiança que vai além da boa campanha que os vascaínos tiveram no campeonato, vencendo o título da Taça Guanabara e sendo o primeiro colocado na classificação geral.

Em ano ruim, Vasco fecha 2013, ano de rebaixamento, com empate contra o Botafogo

O ano de 2013 foi um dos piores da história para os vascaínos. Com problemas em quase todos setores, principalmente no gol, os cruzmaltinos fizeram uma campanha muito ruim no Campeonato Brasileiro e acabaram rebaixados para a Série B. 

Enquanto os botafoguenses disputavam uma vaga na Libertadores, seus rivais de São Januário lutavam contra o rebaixamento. A partida válida pela trigésima rodada do Campeonato Brasileiro foi reflexo dessa diferença entre as equipes.

Em jogo movimentado, o Botafogo começou avassalador e logo abriu 2 a 0, mostrando superioridade e fazendo jus ao favoritismo que sua campanha o dava. Por sorte, mesmo com todos os problemas, o Vasco contava com Juninho Pernambucano, que mesmo tendo começado a partida no banco de reservas, entrou no decorrer da segunda etapa e deu as duas assistências para os gols vascaínos.

No fim, sacramentou-se o resultado de 2 a 2 entre as equipes. Exatamente ali começou a sequência invicta dos cruzmaltinos. 

Em ano de apenas um clássico, Vasco inicia prolongamento de sua boa fase contra o rival

O único clássico ocorrido em 2014 foi pela primeira fase do Campeonato Carioca, com o placar terminando com 1 a 0 para os vascaínos. O gol da partida foi marcado por Thalles, jovem que vinha se destacando com a camisa cruzmaltina, e que até hoje é esperança de gols da equipe.

Os botafoguenses, aliás, entraram nessa partida com uma equipe reserva, já que tinha maiores prioridades na época, não dando tanto valor ao campeonato estadual.

Com muitos clássicos, 2015 sacramenta hegemonia vascaína com título

Três clássicos foram disputados em 2015 por Vasco e Botafogo, com todos sendo pelo Campeonato Carioca, já que os alvinegros jogaram a Série B e os vascaínos a Série A do campeonato nacional.

A primeira partida entre as equipes terminou em empate, 1 a 1, com as mesmas vindo a se encontrar na final da competição, que acabou sendo vencida pelos vascaínos.

Nas finais, a equipe de São Januário venceu as duas partidas. A primeira terminou com o placar de 1 a 0, com gol de Rafael Silva. Já a segunda terminou com placar de 2 a 1, com gols de Rafael Silva e Gilberto para os vascaínos, e Diego Jardel para os botafoguenses.

Tal clássico sacramentou o título dos cruzmaltinos, dando fim a um longo jejum, já que os mesmos não conquistavam o título estadual desde 2003.

Rafael Silva e Gilberto, os autores dos gols vascaínos na final do Campeonato Carioca de 2015 (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
Rafael Silva e Gilberto, os autores dos gols vascaínos na final do Campeonato Carioca de 2015 (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Vantagem continua em 2016

Na atual temporada, as equipes se enfrenteram duas vezes. Na primeira oportunidade, em partida de nível baixíssimo em São Januário, ocorreu um empate de 1 a 1, com gols de Riascos e Emerson, para Vasco e Botafogo, respectivamente. 

Já no segundo duelo, disputado também no estádio dos vascaínos,  os donos da casa venceram por 1 a 0, com gol do garoto Thalles, em ótima trama ofensiva comandada por Nenê, a grande estrela da equipe.

Nenê e Riascos são as principais esperanças de gols para os vascaínos nos clássicos (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
Nenê e Riascos são as principais esperanças de gols para os vascaínos nos clássicos (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

No ano de 2016, aliás, as duas equipes são os destaques do campeonato. O vascaínos mantiveram sua base do final da última temporada e conseguiram uma coesão tática interessante, fazendo com que desde o início do campeonato estivessem um passo à frente dos rivais, que mudaram bastante o esqueleto do time titular.

Já os botafoguense, com dedo de Ricardo Gomes, montaram praticamente uma nova equipe, já que houve uma debandada dos principais jogadores que conquistaram o acesso no campeonato nacional do ano de 2015. Os alvinegros começaram a temporada muito bem, e só foram perder sua invencibilidade contra os vascaínos, no segundo clássico disputado pelas equipes. 

Há um equilíbrio iminente entre ambos times. Os vascaínos vêm com mais confiança, já que venceram a Taça Guanabaram e eliminaram os flamenguistas na semifinal da competição, com certa tranquilidade. Os botafoguenses, por sua vez, fizeram uma partida dramática contra o Fluminense, vencendo por 1 a 0, com gol do garoto Ribamar, em um duelo extremamente disputado.

É impossível prever se a hegemonia vascaína se manterá por muito mais tempo, ou se já na primeira partida das finais uma derrota irá quebrar esse jejum dos alvinegros contra seus rivais. Tudo isso serve apenas para apimentar e dar mais valor à disputa, como se fosse necessário valorizar ainda mais a decisão de um campeonato.

O favoritismo vascaíno é evidente, porém, o equilíbrio em uma final é óbvio, e não se espera nada além de ótimas partidas envolvendo as duas melhores equipes da competição.