Próximo do título estadual, Jorginho declara: ''Quero construir uma longa história no Vasco''

Time cruz-maltino saiu com a vitória por 1 a 0 no primeiro confronto da final contra o Botafogo, mas o técnico vascaíno não ficou tão contente com as poucas chances criadas

Próximo do título estadual, Jorginho declara: ''Quero construir uma longa história no Vasco''
Treinador elogiou rival e admitiu superioridade do Bota na primeira partida da final (Foto: Divulgação/Vasco)

O primeiro jogo da final do Cariocão de 2016 terminou com a vitória do Vasco por 1 a 0, gol de Jorge Henrique aos 15 minutos do segundo tempo. Com a conquista, o Time da Colina amplia a vantagem para o próximo jogo, domingo (8), às 16h (Brasília), no Maracanã.

Após o clássico, o técnico Jorginho apontou que a equipe desenvolveu algumas jogadas que não são comuns as partidas do Vasco.

“Nós fizemos algumas situações que não são comuns à nossa equipe. O que mais precisávamos era que os jogadores criassem a linha de passe, não se escondessem atrás do nosso adversário. Em alguns momentos, fizemos ligações diretas. Eles têm uma zaga muito alta. Minha preocupação maior é o Ribamar. Sofremos um pouquinho. Mas se mantivéssemos a posse de bola, o Botafogo não conseguiria tomar da gente”, avaliou.

Satisfeito com a vitória e não com a apresentado, o técnico do Vasco assumiu que o objetivo desta primeira final era ampliar a vantagem e foi sincero ao falar que as chances criadas pelos alvinegros preocupou o sistema defensivo do time que comanda.

“Eu acho que realmente o Botafogo fez uma pressão muito grande desde o início da partida. Sabemos como a equipe deles se comporta, o contra-ataque deles é mortal. Não tivemos o controle necessário no primeiro tempo. No segundo tempo, conseguimos manter a posse de bola necessária. A equipe melhorou diante do gol e da expulsão. Se tivéssemos tido um pouco mais de calma, com certeza chegaríamos ao segundo gol e talvez até aumentar o placar. O Botafogo é uma equipe que merece estar na final. Tudo o que acontecer na semana que vem, independentemente de qualquer situação, são equipes que merecem”, afirmou.

Quando indagado sobre a juventude do time adversário de cada equipe, o técnico se mostrou orgulhoso de seu elenco mais experiente. “Não tenha dúvidas que a equipe deles, pela juventude, é muito veloz. Jogadores de extrema velocidade, isso pode ser um trunfo para eles. Não perdemos na condição física. Minha equipe, apesar de ser uma equipe com uma faixa etária mais alta, se iguala muito bem na questão da parte física. A experiência conta, muitos jogadores já viveram esse momento. Isso vai ser importante para nós. Às vezes não estamos tão bem, mas conseguimos compensar com garra, com luta”.

Destaque deste clássico, o goleiro Martín Silva, recebeu muitos elogios de seu comandante que o apontou como um jogador fundamental para o time do Vasco da Gama. O Martín é excepcional. O jeito que ele sai e protege. Fez uma defesa importante. Ele é realmente um dos maiores goleiros com quem eu trabalhei. A frieza dele, o compromisso que ele tem com o objetivo do grupo. Ele percebe detalhes que muitos não percebem. É um jogador fundamental para nós que demonstra em cada momento a frieza necessária. É aquele estilo uruguaio mesmo. Que leva os jogadores ao seu ápice. É muito bom contar com um jogador desse nível”.

Na manhã deste domingo (1º) pela sua assessoria de imprensa o técnico Jorginho afirmou que permanecerá em São Januário, onde quer construir uma sequência, apesar da proposta do Cruzeiro. Aproveitou os microfones da coletiva pós-jogo para agradecer o carinho e respeito do torcedor vascaíno e deixou para eles a euforia da primeira vitória. Pois para os jogadores e comissão técnica não haverá nenhuma euforia.

“Sabemos do perigo que nós temos. Contra quem jogaremos, uma equipe extremamente determinada, muito bem treinada pelo Ricardo Gomes. Sabemos que para chegarmos ao sucesso, temos que estar concentrados a partir de hoje. Falei para eles que essa tem que ser a melhor semana para eles em relação à alimentação, ao descanso. Equipe convicta do que quer”, revelou.