Sem Andrezinho e Martín Silva, Vasco defende invencibilidade contra Vila Nova

Líder da competição, equipe carioca tenta manter sua invencibilidade contra o Tigre em Brasília

Sem Andrezinho e Martín Silva, Vasco defende invencibilidade contra Vila Nova
Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Vila Nova
Vasco da Gama
Vila Nova: Edson; Jéfferson Feijão, Anderson, Vinícius Simon, Marcelo Cordeiro; Robston, Maguinho, Leandinho, Jean Carlos, Roger; Vandinho. Técnico: Rogério Mancini.
Vasco da Gama: Jordi; Yago Pikachu, Luan, Rodrigo, Julio Cesar; Marcelo Mattos, Julio dos Santos, Evander. Nenê; Jorge Henrique, Thalles. Técnico: Jorginho.
INCIDENCIAS: Duelo válido pela 3ª rodada da Série B de 2016. Partida será realizada no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, às 21:30 desta terça-feira (24).

Nesta terça-feira (24), Vila Nova e Vasco se enfrentarão em Brasília, no Estádio Mané Garrincha, pela terceira rodada da Série B de 2016. Os cariocas que vivem uma das maiores séries invictas de sua história, são os líderes da competição, com seis pontos. Os goianos, por outro lado, ocupam a oitava posição, com uma vitória e uma derrota. 

Os vascaínos vêm de vitória contra o Tupi, em São Januário, por 1 a 0, com gol de Luan, enquanto o Vila Nova perdeu para o Náutico, fora de casa, por 3 a 2.

Vindo de derrota, Vila Nova conta com o desfalque de Victor Bolt

Na partida contra o Náutico, o volante Victor Bolt foi expulso e quebrou o esquema construído pelo técnico Rogério Mancini, que promoveu a entrada de Maguinho para compor o meio-campo. É provável que o jogador herde a vaga deixada por Bolt, mas o treinador ainda estuda suas opções e não dá certeza de quem entrará como titular na partida.

"O Vasco vem de meses sem derrotas. Contra o CRB estavam perdendo e empataram com um zagueiro que entrou como atacante (na Copa do Brasil). O que a gente treinou é ter a bola no meio-campo e fazer com que a defesa deles saia um pouco mais para a gente jogar num espaço vazio", disse o técnico da equipe goiana. 

Em suma, Rogério Mancini busca dar consistência ao seu meio de campo, visando controlar a partida e não deixar os vascaínos tão soltos em campo. A entrada de Maguinho faria com que o esquema das duas primeiras partidas fosse basicamente repetido, já que o jogador faz a mesma função de Bolt. 

Mesmo com desfalques, Jorginho busca manter mesmo esquema

A lesão de Andrezinho certamente afetará bastante o funcionamento do meio de campo vascaíno. Quando saiu machucado, na última partida, o experiente jogador deu lugar a Evander, garoto de dezessete anos que vem recebendo algumas chances do técnico. O jovem pouco fez, e a equipe acabou perdendo a principal característica que Andrezinho trazia: qualidade na saída de bola. Jorginho ainda não confirmou quem será titular, mas a vaga deve ficar entre Yago Pikachu, Diguinho e Evander. 

Outro desfalque vascaíno é o goleiro Martín Silva, um dos grandes destaques da equipe nos últimos anos. Sendo peça fundamental na série invicta dos cruzmaltinos, o uruguaio se apresentou à seleção de seu país para a disputa da Copa América, e desfalcará sua equipe durante algumas rodadas da Série B. 

Jordi, substituto de Martín, ainda é jovem. No último ano foi bastante criticado por algumas atuações enquanto o titular esteve ausente, mas nessa temporada conseguiu aproveitar as poucas oportunidades que teve, e irá para a partida com um pouco mais de confiança, não apenas por sua parte, mas também por parte da torcida, que já consegue enxergar futuro no jovem goleiro.

O técnico Jorginho expressou abertamente a sua insatisfação com as últimas atuações de sua equipe. Mesmo com as vitórias, não se tem visto um futebol vistoso por parte dos vascaínos, e Nenê continua sendo o jogador que carrega a equipe ofensivamente. Quando não com gols, com assistências. O técnico ainda busca um time que funcione bem e jogue um futebol agradável, além de vencer.