Alegria de estar 34 jogos invicto atrai torcedores vascaínos de todo Brasil

De um lado festa, os capixabas foram muito calorosos na recepção vascaína. Do outro, assunto herdado, filho de Dinamite cobra salários atrasados ao Vasco da Gama

Alegria de estar 34 jogos invicto atrai torcedores vascaínos de todo Brasil
(Foto: Divulgação/Vasco)

Por onde passa este time do Vasco carrega uma multidão. A série invicta de 34 jogos anima os torcedores que cada vez mais querem ter contato com os jogadores vascaínos. Nesta sexta-feira (10), o elenco desembarcou no aeroporto do Espírito Santo para se concentrar para o confronto contra o Atlético-GO, sábado (11) às 16h30 pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro Série B.

No saguão do aeroporto Eurico Salles, em Vitória, os mais assediados foram o meia Andrezinho e os zagueiros Rodrigo e Luan, além do técnico Jorginho que agradeceu o carinho “A gente já tinha vindo aqui outra vez, o pessoal tratou a gente com muito carinho e agora novamente. Fico feliz porque agora a gente volta campeão carioca e esperamos continuar assim bem no Brasileiro”.

Para o jogo contra o vice-líder, o lateral Madson, que prolongou seu contrato até julho de 2019foi liberado pelo departamento médico, porém ainda é dúvida se volta a sua posição de titular, pois o seu substituto Yago Pikachu tem feito boas partidas. Outra questão sobre a formação do time é quem ocupará a vaga do camisa 10 Nenê, suspenso por cartão amarelo. O técnico vascaíno confia no grupo, diz saber que o Vasco é o time a ser batido pelos adversários, no entanto, elogia o Atlético-GO e alerta para os contra-ataques.

Com um elenco compacto, uma boa notícia para o grupo é que o Vasco deve ter no próximo final de semana, na partida contra o Paysandu, o seu goleiro Martín Silva. Com a eliminação da Copa América do Centenário, a seleção do Uruguai terá seu último compromisso da fase de grupo na segunda-feira (13), diante a Jamaica, pelo grupo C. 

Na justiça

O filho do ex-jogador e presidente do clube Roberto Dinamite moveu uma ação trabalhista na Justiça Regional contra o Vasco da Gama. Rodrigo Dinamite foi jogador da base na Colina e atuou no cruz-maltino de 2010 a 2014, ele cobra três meses de salário atrasado, verbas trabalhistas e rescisórias do período que que permaneceu em São Januário. O intervalo de anos que alega a falta de compromisso compreende o mandato de seu pai.