Jorginho credita vitória ao elenco e elogia Eder Luis: "Muito feliz de contar com ele"

Técnico vascaíno se mantém alheio a especulações da CBF e contente pelo trabalho que vem sendo feito pelo grupo na Série B

Jorginho credita vitória ao elenco e elogia Eder Luis: "Muito feliz de contar com ele"
Foto: Divulgação/Vasco

O Vasco da Gama encontrou a vitória diante o Náutico nesta terça-feira (14), às 19h15 (Brasília) em São Januário. O time cruz-maltino venceu por 3 a 2, com o último gol marcado por Eder Luis que havia entrado na segunda etapa da partida. Porém, este dia o foco das perguntas foi voltado ao técnico Jorginho sobre as possíveis sondagens da CBF para ocupar o cargo de técnico da seleção brasileira.

Quanto à saída do Dunga, o futebol brasileiro vive de resultados. Quando não se tem resultados, a gente acaba perdendo o emprego. Quanto à situação do Tite, são apenas hipóteses”, Jorginho disse que ficou muito concentrado para o jogo e não buscou saber sobre os andamentos em relação ao futuro técnico da seleção. “Estava bem concentrado no jogo hoje, a vitória era fundamental. Fiquei alheio a isso e preocupado com o nosso jogo. O pessoal me fala, mas tudo é hipótese. Deixa as coisas se concretizarem.

O comandante vascaíno tentou voltar a atenção ao jogador que para ele mereceu destaque na partida, o atacante Eder Luis que entrou aos 29 minutos do segundo tempo e marcou um gol aos 32 minutos.“Nós, que acompanhamos o Eder diariamente, víamos o temor que ele tinha de não voltar a jogar. Foi importante nós sabermos usá-lo no momento certo, aos poucos. Esse jogador foi ganhando confiança. Acompanhei o Eder há muito tempo. Ele bate muito bem de fora da área, é decisivo. Fico muito feliz de contar com ele.

O técnico Jorginho exaltou a experiência do grupo e confirmou que a derrota que acabou com a série invicta foi desoladora, porém se mostrou confiante na continuação do projeto principal: o retorno a série A.

Eu tenho um conhecimento bem profundo daquilo que os jogadores podem dar. Quando eu coloquei o Rafael Vaz de atacante, para muitos foi uma loucura. Mas como a gente conhece bem o grupo que temos na mão, isso é fundamental. Eu agradeço muito ao Vasco da Gama por ter acreditado no trabalho, feito com que a base desses jogadores permanecesse aqui. Sei que eles estão fazendo de tudo para contratar outros jogadores, principalmente um atacante, porque precisamos ter três atacantes.

"O presidente conversando comigo: 'Eu sei que você sempre acaba encontrando uma saída'. E eu disse: 'Presidente, mas, por favor, nós precisamos' (risos). É importante conhecer bem o grupo, ter um modelo de jogo, mas que não fique engessado. Não estamos engessados no 4-4-2. Estamos completamente livres dentro do jogo. Apesar de ter mantido o Jorge Henrique na posição do Andrezinho, a gente sabe que muda a forma de jogar um pouquinho. A equipe está muito atenta em relação a isso tudo”.