Visando permanecer na liderança, Vasco recebe surpreendente Brasil de Pelotas

Para não perder liderança da Série B, Vasco precisa vencer o Xavante em São Januário

Visando permanecer na liderança, Vasco recebe surpreendente Brasil de Pelotas
Equipes se enfrentam pela 15ª rodada da Série B - (Carlos Gregório Jr / Vasco da Gama)
Vasco da Gama
Brasil de Pelotas
Vasco da Gama: Jordi, Madson, Rodrigo, Luan e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Julio dos Santos, Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Thalles
Brasil de Pelotas: Eduardo Martini, Weldinho, Leandro, Teco e Marlon; Leandro Leite, Washington, Felipe Garcia e Diogo Oliveira; Marcos Paraná (Galiardo) e Ramon
ÁRBITRO: Alisson Sidnei Furtado (TO), auxiliado por Fabio Pereira (TO) e Natal da Silva Ramos Júnior (TO)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B, a ser realizada em São Januário, às 18h30

Neste sábado (9), Vasco da Gama recebe o Brasil de Pelotas em São Januário, às 18h30, em jogo válido pela décima quinta rodada da Série B do Brasileirão. Para o confronto, os dois times têm lista cheia de pendurados, mas vivem momentos distintos: enquanto os vascaínos tentam manter liderança, os visitantes desejam chegar ao G4. 

Sem Jorginho na beirada do gramado, o Caldeirão será palco de uma importante luta pelos preciosos três pontos. Xavante aposta no artilheiro Felipe Garcia.

Desfalcado e com lista de pendurados, Vasco procura manter-se na liderança 

Vindo de duas derrotas consecutivas, a liderança vascaína na competição está comprometida. Com 28 pontos, mesma pontuação do vice-líder Atlético-GO, o time carioca necessita da vitória a qualquer custo. Martín SilvaLeandrão estão suspensos pelos três cartões amarelos; zagueiro Jomar continua fora por sua recente lesão no joelho.

O atacante Jorge Henrique retorna após cumprir suspensão. Outro desfalque, inédito, é do treinador Jorginho. O comandante foi expulso por reclamação da arbitragem diante da derrota para o Avaí, por 2 a 1 na Ressacada. Seu substituto será o auxiliar Zinho, parceiro de sua total confiança. 

"O Zinho é um treinador, e eu considero assim. Nunca vou considerar meu auxiliar como um auxiliar. Ele tem voz de decisão. A decisão sempre no final é o treinador que dá, mas eu ouço muito o Zinho. E ele tem toda a capacidade. Vão estar ele e o Cleber no banco. Nós não vamos usar nenhum tipo de comunicação, nem de mensagem. Não é certo. Porque ele sabe o que tem que fazer. Vamos conversar antes, sobre todas as possibilidades, começar ganhando, sair atrás. Vamos tirar todas as dúvidas. E total confiança. No intervalo entrarei e vou ter uma visão privilegiada. O Cleber vai ver o que sentimos, ficamos quase que perto do corner. Total confiança no Zinho, tenho certeza que ele vai se sair bem. E que vamos fazer um grande jogo", disse o técnico. 

Além disso, a presença de Eder Luís também é dúvida. O jogador sentiu dores na panturrilha e deverá desfalcar o elenco. Jorginho também comentou a respeito do atacante Caio Monteiro, cria da base e que atuou bem nos minutos finais contra o Avaí, marcando o único gol vascaíno da partida. Ele pode ser uma opção surpresa na escalação, juntamente com o Thalles e Jorge Henrique pela frente.

"É um jogador com muita qualidade, que joga de lado, mas ao mesmo tempo pode ser o primeiro atacante. Muito rápido, ousado, jogador realmente que parte para cima, bate bem de direita, de esquerda. Estamos muito felizes pela ascensão dele. Motivação de ele ter ido para a Seleção Sub-20. É um jogador que está realmente querendo um espaço dentro do grupo", elogiou.

O esquema a ser utilizado não foi revelado pelo técnico. "Em relação ao time, não fico preocupado em tentar coisas novas. Dentro do jogo você pode surpreender o adversário com as mesmas peças que você tem, basta ter uma postura diferente. Demonstramos isso em vários jogos, quando estávamos com uma equipe conservadora e fomos extremamente ofensivos, com uma marcação em linha alta. É isso que temos que fazer dentro de casa", afirmou.

Concluiu: "Estamos fazendo um trabalho muito bom e não podemos perder o foco por conta de duas derrotas. Nós somos os líderes do Brasileiro e vai permanecer assim. Trabalhamos muito com o comportamento tático e cobramos bastante intensidade dos atletas durante a semana de trabalho. Precisamos estar ligados o tempo todo".

Dividindo o mesmo pensamento, o zagueiro Rodrigo pede o apoio da torcida dentro de casa: "Perdemos os dois últimos jogos que fizemos aqui, mas estamos bem no campeonato. Portanto, gostaríamos que o nosso torcedor comparecesse e jogasse ao nosso favor. Nosso time já demonstrou valor e merece ser novamente abraçado pela torcida como foi no ano passado".

Almejando aproximação do G-4, Brasil de Pelotas viaja ao Rio de Janeiro 

Com o aproveitamento de 52.4% na segunda divisão deste ano, o Xavante venceu sem dificuldades o Joinville na última rodada do campeonato, por 2 a 0. Os gols foram marcados por Marcos Paraná e Felipe Garcia, ambos atuarão neste sábado (9).

O time de Rogério Zimmermann deverá entrar com a seguinte relação: Luiz Müller, Weldinho, Leandro, Teco e Marlon; Leandro Leite, Washington, Felipe Garcia e Diogo Oliveira; Marcos Paraná (Galiardo) e Ramon. Dentre os pendurados estão Marcos Paraná, Wender, Cirilo, Diogo Oliveira, Nathan, Ramon, Galiardo. O desfalque será o goleiro titular, Eduardo Martini, que sequer viajou à capital carioca. Luiz Müller, também de bastante experiência, será o substituto natural do arqueiro.

O rubro-negro pelotense ocupa a sétima colocação da tabela, somando 22 pontos e quer a aproximação do G-4 da competição.