Negociações com atacantes esfriam e Vasco sofre para encontrar outras opções no mercado

Após a recusa de Leandro Damião, Gilberto era visto como prioridade, mas negociação também não será concretizada

Negociações com atacantes esfriam e Vasco sofre para encontrar outras opções no mercado
Leandrão parece ser a melhor opção para os vascaínos no atual elenco(Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Desde o início da temporada a diretoria do Vasco busca no mercado um centroavante incontestável. Após as saídas de Rafael Silva e Leandrão, a equipe carioca passou a contar apenas com Riascos e Thalles para exercer tal função, fato qual deixou a comissão técnica e os torcedores apreensivos. O empréstimo do jogador colombiano terminaria ao fim do Campeonato Carioca e Thalles aparentava não estar em condições de assumir a titularidade da equipe. 

Enquanto Riascos marcava gols e mostrava à diretoria que valeria a pena algum esforço financeiro para a renovação de seu vínculo com o clube carioca, o Cruzeiro, detentor do passe do atacante, demonstrou uma postura irreversível e o valor base que já havia assustado os vascaínos há algum tempo, se tornou um impecilho enorme, culminando na volta do jogador à equipe mineira. 

Após o fim do campeonato estadual, Thalles passou a receber mais oportunidades e Leandrão voltou de seu empréstimo, também se tornando uma opção para o técnico Joginho. O primeiro não agradou o treinador e muito menos a torcida. Com atuações irregulares e poucos gols, o jovem logo perdeu espaço para o experiente centroavante, e viu seu concorrente marcar mais gols em uma única partida do que ele havia marcado em todas oportunidades que recebeu.

A necessidade que apenas veio aumentando com o passar da temporada, chegou a um ponto onde a diretoria parece ter esgotado suas opções. Por estar disputando a Série B, o Vasco não conta com um mercado favorável, mesmo com a ótima campanha que vem desempenhando e com o peso de sua camisa. 

Poucas foram as especulações concretas desde a saída de Riascos. Leandro Damião, nome de peso, parecia estar acertado com a equipe da colina mas acabou fechando com o Flamengo, maior rival dos vascaínos. Funcionários do clube chegaram a dizer que o jogador não havia nem chegado perto de fechar com o Vasco, já que seus valores altíssimos poderíam trazer algum problema financeiro ao clube, mas nada foi confirmado formalmente.

Gilberto enquanto ainda atuava pelo Vasco (Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.br)
Gilberto enquanto ainda atuava pelo Vasco (Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.br)

A outra opção encontrada pela diretoria foi o atacante Gilberto, que passou pela colina em 2015 e assumiu o status de artilheiro da equipe. À epoca, o atacante apenas saiu do Vasco pois uma sequência de partidas sem marcar tirou a paciência do então técnico Celso Roth, e o jogador se viu insatisfeito com a reserva, fato qual o fez voltar à MLS, liga americana de futebol. 

A torcida sempre lembra do nome do atacante nas redes sociais, pedindo certo esforço da diretoria para recontratá-lo. Porém, parece que Gilberto guarda mágoas da maneira como foi tratado em São Januário e ofertas de equipes que disputam a Série A podem estar distanciando o jogador de um retorno à colina. Baseado nas últimas informações obtidas pela imprensa com o empresário do atacante, parece que as negociações não fluíram e os vascaínos já se retiraram da briga pela contratação do atleta. 

Sem mais opções aparentes no mercado, Jorginho vem se virando como pode, contando com uma alavancada na fase dos atacantes que estão no elenco do Vasco. Na base, os atacantes que sobem ao profissional são de lado de campo, normalmente, e nenhum centroavante tem se destacado a ponto de fazer Jorginho subi-lo ao profissional. Apenas Hugo Borges tem feito bastante gols, mas nunca foi cogitado pela treinador dar uma oportunidade ao jovem na equipe principal, talvez por sua falta de capacidade física para aguentar as duras partidas que são disputadas pela Série B.

É provável que nas próximas semanas algumas especulações surjam. Seria desagradável ver a diretoria deixar passar um pedido feito abertamente pelo treinador, em relação à contratação de um homem de referência. Até lá, a equipe conta com a estrela de Nenê e os muitos gols de seus zagueiros, que vêm salvando o Vasco de seus problemas ofensivos iminentes, e que já tiram a paciência dos torcedores há bastante tempo.