Rumo à Olimpíada: Luan, zagueiro do Vasco da Gama

O defensor será o Vasco nos Jogos Rio 2016. Conheça mais da história do atleta cruz-maltino.

Rumo à Olimpíada: Luan, zagueiro do Vasco da Gama
Rumo à Olimpíada: Luan, zagueiro do Vasco da Gama

Quando foi anunciado sua convocação à Seleção Olímpica, Luan não estava entre os favoritos, o que surpreendeu algumas pessoas, que esperavam o retorno de Thiago Silva. Com boas atuações pelo Vasco e tendo moral com Rogério Micale, com quem trabalhou nas categorias de base defendendo o Brasil, o capixaba será o Vasco na Olimpíada.

Quando chegou ao Vasco, Luan tinha apenas 13 anos. Nascido em Vitória, capital do Espirito Santo, foi criado em Fundão, interior do estado. Vindo de família de vascaínos, o capixaba jogava em escolhinhas de futebol da região e já demonstrava grande talento, até que um dia recebeu um convite para ir ao Rio de Janeiro fazer um teste no Gigante da Colina. Chegando, passou para o mirim e começou sua carreira no esporte.

Com o tempo, passou a ser considerado como promessa. Ainda na base, já era comparado ao ídolo vascaíno Mauro Galvão, por sua frieza e técnica nas jogadas. Ao longo que foi passando de categorias, recebeu inúmeros conselhos que fez questão de ouvi-los, ainda mais sobre sua postura pouco agressiva com os adversários. O zagueiro não sabia utilizar força e ao mesmo tempo técnica. Sempre era visto com uma excelente saída de bola, mas não 'chegava duro' nos rivais.

"Eu era técnico demais. Não dava porrada. Hoje sei que tenho de chegar junto e dar chutão quando se faz necessário. Acredito que estou bem mais completo, mas sempre ciente de que a vida no futebol é um aprendizado constante", disse o zagueiro.

Foi relacionado na primeira vez a um jogo profissional em 2012, quando ficou no banco na partida contra o Corinthians, em São Januário. Foi fazer sua estreia contra o Náutico, no Estádio dos Aflitos, entrou no segundo tempo improvisado de lateral. Na partida seguinte, contra o Bahia, ainda improvisado, começou como titular, e marcou seu primeiro gol com a camisa cruz-maltina no jogo seguinte contra o Figueirense com o passe de Juninho Pernambucano.

Em 2013, com a saída do amigo Dedé, Luan teve sua oportunidade de ser titular na temporada. Contudo, o time teve um inicio de ano péssimo, sofrendo muitos gols e o capixaba acabou sendo sacado da equipe e virou quarta opção para a zaga dando lugar para outro garoto da base, Jomar. Porém, no mesmo ano, aquele tomou seu lugar sofreu uma lesão e Luan ganhou nova chance que agarrou e não saiu mais do time, mesmo o Vasco tendo caído para a segunda divisão daquele ano.

Sua trajetória na Seleção Brasileira, começou na base, quando era constantemente convocado. Participou do Torneio Oito Nações e do Quadrangular Internacional, onde sagrou-se campeão nas duas ocasiões. Com boas atuações e boa presença em campo, chegou a ser capitão do Sub-20 que participou do Campeonato Sul-Americano de 2013.

Luan na coletiva após sua convocação (Foto: Paulo Fernandes/Vasco da Gama)

Era uma manhã quarta-feira, 29 de junho, quando saiu o nome dos convocados. E assim que Rogerio Micale anunciou seu nome na lista, Luan estava na sala dos médicos fazendo acupuntura, e segundo o mesmo, o celular não parou mais de tocar.

"Eu estava na sala dos médicos fazendo acupuntura. Estou muito feliz. Meu celular não parou de tocar. Já chorei. É a realização de um sonho. Tenho que agradecer o Vasco pela oportunidade. É um sonho para todas as crianças. Muito feliz, e vamos em busca desse ouro inédito", disse Luan.

Como disputa, o capixaba terá Rodrigo Caio e Marquinhos, que veem em ótima fase em suas equipes. O objetivo claro é conquistar o ouro, mas Luan vem trabalhando para conquistar seu espaço nessa Seleção e ser um dos grandes nomes para a conquista.

"Estou trabalhando dia e noite. Sem dúvida é o melhor momento da minha carreira. Não tenho nada a reclamar. Joguei todos os jogos no Pan. Conheci o Micale. Já tinha jogado contra ele nos juniores, ele no Atlético-MG, eu no Vasco. Ele é um cara muito correto, muito sério. Ele fala olhando no olho. Vi o que ele falou sobre mim na entrevista dele", frisou o zagueiro.

Luan se apresenta à Seleção no dia 18 de julho para começar a preparação para a Olimpíada. Com sua saída, o Vasco terá que se virar para arrumar a defesa, que conta com Aislan, Jomar e Rafael Marques, recém chegado. A diferença do time com Luan em campo é bem notável, todas as vezes que foi substituido, o Almirante teve sérios problemas defensivos, e a torcida já pardeu a paciência com o Aislan por seguidas falhas. Luan também tem como diferencial sempre se apresentar bem no ataque, como homem supresa em jogadas de escanteio e falta levantada na área, já guardou 12 gols como profissional pelo clube carioca. Pela Seleção Sub-20, fez 12 partidas e marcou duas vezes, mesmo número de tentos pela Sub-22.

Em 2016, Luan foi um dos principais responsáveis pela defesa sólida vascaína, que terminou invicto no Campeonato Carioca. Venceu a Taça Guanabara em cima do Fluminense. Foi às semi-finais contra o maior rival, o Flamengo, e segurou o time na defesa que saiu de campo com o placar a favor de 2 a 0. Na final, contra o Botafogo, ajudou a derrotar na primeira partida por 1 a 0, gol de Jorge Henrique, e na finalíssima segurou o placar em 1 a 1 para se sagrar campeão pelo segundo ano seguindo.

Não é um curiculo vasto de títulos como profissional, mas o garoto sempre se mostra confiante em campo, além de ser uma boa arma ofensiva e não ter histórico de grandes falhas. Isso justifica a confiança que Micale tem em Luan para ser um dos que irão compor o Brasil para mais uma caça ao ouro inédito, algo que já se tornou um tabú para os brasileiros. Em 2012 batemos na trave perdendo para o México por 2 a 0 na final daquele ano, dessa vez estaremos em casa, o que pode ser mais simbólica a conquista.

Ficha técnica

Nome: Luan Garcia Teixeira

Nascimento: 10 de maio de 1993

Local de nascimento: Vitória, Espirto Santo

Idade: 23 anos

Posição: Zagueiro

Altura: 1,88m

Pé: Destro

Clubes: Vasco da Gama

Campeão: Campeonato Carioca 2015 e 2016