Em duelo de líderes isolados, Vasco recebe Atlético-GO em São Januário

Empatados com 48 pontos ganhos, Cruzmaltino leva vantagem nas vitórias conquistadas; Dragão abre mão do discurso sobre título e mura na classificação para a Elite

Em duelo de líderes isolados, Vasco recebe Atlético-GO em São Januário
Foto: Carlos Gregorio Jr./ Vasco
Vasco da Gama
Atlético-GO
Vasco da Gama: Martín Silva; Yago Pikachu, Luan, Rodrigo, Alan; Diguinho, Douglas (William), Andrezinho, Nenê; Junior Dutra (Jorge Henrique), Ederson; TEC: Jorginho
Atlético-GO: Kléver; Matheus Ribeiro, Marllon, Lino e Romário; Pedro Bambu, Michel, Marquinho, Jorginho e Gilsinho; Júnior Viçosa; TEC: Marcelo Cabo.
ÁRBITRO: Felipe Duarte Varejão – ES (Asp-Fifa), auxiliado por: Vanderson Antonio Zanotti – ES (Asp-Fifa) e Ramires Santos Cândido – ES (CBF).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2016, a ser realizada neste sábado (24), às 16h30, no Estádio São Januário, Rio de Janeiro.

O tão aguardado duelo na Série B se aproxima. Vasco da Gama e Atlético-GO, as duas equipes que desde o início da competição vem brigando pela liderança. Com mais regularidade, os cariocas se mantiveram na ponta em todas as rodadas, já para os goianos, a variação entre as posições, quase sempre, dentro do G-4, os mantém na briga, demonstrando a qualidade dos dois elencos. O confronto acontece neste sábado (24), às 16h30, em São Januário.

O equilíbrio não poderia ser maior. Empatados na liderança, com 48 pontos somados, o único diferencial é o número de vitórias, 14 a 13, garantindo a ponta ao Gigante da Colina, mas permitindo que o Dragão sonhe, de forma bem real, com a tão sonhada primeira posição. A verdade é: quem vencer o confronto dará um passo importantíssimo em direção ao título da competição, já que Brasil e Ceará, os rivais mais bem posicionados na luta pelo troféu, somam ambos, 40 pontos.

Um trio capixaba, comandado por Felipe Duarte Varejão, arbitrará o duelo. Nas bandeiras, Vanderson Antonio Zanotti e Ramires Santos Cândido foram escalados para auxiliar. Em comum, arbitro e primeiro assistente fazem parte do quadro da CBF, mas aspiram vaga no plantel internacional.

Jorginho finaliza preparação vascaína sem Julio Cesar, lesionado, e Douglas e Junior Dutra, dúvidas

Para a partida mais importante na Série B, Jorginho tem várias certezas. Além da qualidade do adversário, do que é preciso fazer para vencê-lo e todas as variáveis dentro de campo, o treinador vascaíno terá agora que administrar uma outra confirmação, a ausência do lateral veterano Julio Cesar. O atleta sentiu desconforto muscular no empate por 2 a 2 diante do Santos, na última quarta-feira, sendo então, substituído por Alan. Ao passar por reavaliação, notou-se a necessidade de tratamento no Caprres, o Centro Avançado de Preparação e Reabilitação Esportiva do Vasco, à fim de evitar futuros problemas. Para a vaga de Júlio, o jovem Alan deverá ser a escolha, alterando drasticamente entre experiência e juventude, no flanco esquerdo de campo.

Outras duas dores de cabeça para o comandante vascaíno atendem pelos nomes de Douglas e Junior Dutra. Os dois atletas também se queixaram de problemas físicos durante os treinamentos posteriores ao confronto pela Copa do Brasil e são dúvidas para sábado. Ambos passarão por exames na noite desta sexta (23) para garantir que não corram nenhum risco e, se tudo der certo, estarão no gramado de São Januário.

Mas caso a dupla não possa atuar, as possíveis alternativas devem ser as entradas de William Oliveira, Bruno Gallo ou Julio dos Santos, na contensão, e de Jorge Henrique, Caio Monteiro, Thalles ou Lenadrão, na frente, mas tudo dependerá de como os atletas reagirão aos estímulos nesta noite.

Marcelo Cabo garante que briga do Dragão é pela classificação, e rechaça discurso sobre título; Magno Cruz desfalcará equipe diante do Vasco

Mesmo com a bela campanha na Série B, o treinador do Atlético-GO, Marcelo Cabo, abre mão do discurso natural, sobre a briga incessante pelo título, contra o rival do próximo jogo, o Vasco da Gama. Para o treinador, nem mesmo o isolamento na liderança, ao lado do oponente deste sábado, garante ao Dragão, condição de brigar pelo título, pelo menos por agora.

O discurso de “pés no chão” de Cabo vem em boa hora, já que a briga pela liderança ainda terá muito tempo para se desenrolar. Ainda na 27ª rodada, diretoria e comissão técnica do rubro-negro miram na vaga para a Série A, antes de tudo, de certa forma tentando blindar a equipe de comentários adversos, caso sejam derrotados pelo Vasco.

Segundo Cabo, todo o planejamento por trás da boa temporada do Dragão vem sendo seguido à risca e nele, a principal meta para a equipe é a conquista de uma vaga na Elite do Futebol do Brasil para 2017. Dando o exemplo do Ceará, “montado para subir” segundo o treinador, mas que não vence há dez partidas, Cabo garante que o Atlético buscará, se possível, a ponta da tabela, mas sempre dando um passo de cada vez.

Sobre a ausência de Magno Cruz, que será poupado para a partida devido a excessivo desgaste muscular, Marcelo é enfático ao afirmar que se deve olhar toda a competição, e não somente o duelo contra o Vasco. Desta forma, manter o atleta afastado, mesmo reconhecendo seu grau de importância no elenco, bem como a grandeza do duelo, passa, novamente, pelo planejamento, definido previamente.

Para o lugar de Magno Cruz, Marquinho é o mais cotado. Com características mais defensivas, o jogador deverá ajudar ainda mais na recomposição do meio-campo rubro-negro, ajudando o Atlético a vencer a batalha no setor, conquistando assim maior posse de bola e, consequentemente, chegando mais facilmente ao gol adversário.