Sem Hélio e Nezinho, Vasco conta com estrela de David Jackson para vencer o Macaé

Norte-americano se destaca mais uma vez e se consolida como o grande nome da equipe vascaína

Sem Hélio e Nezinho, Vasco conta com estrela de David Jackson para vencer o Macaé
David Jackson em ação no duelo contra o Macaé (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
Vasco da Gama
75 62
Macaé

Após ter suas atenções voltadas ao torneio amistoso disputado no Ceará, onde foi campeão, o Vasco voltou a jogar pelo Campeonato Carioca, pela segunda rodada da competição. No Ginásio de São Januário, às 19:30 desta terça-feira (30) os cruzmaltinos receberam a equipe do Macaé, e conquistaram mais uma vitória na competição.

Com os desfalques de Gaúcho, Hélio e Nezinho, o técnico Christiano Pereira precisou promover mudanças na equipe vascaína. Gaúcho já não vinha jogando por conta de lesão, mas Hélio e Nezinho foram substituídos por Márcio e Palacios, enquanto David Jackson, Fiorotto e Murilo Becker, titulares em todas as partidas disputadas até aqui, completaram o quinteto titular vascaíno.

Nível baixo e péssima atuação dos pivôs marcaram o primeiro tempo vascaíno

A partida começou bastante equilibrada. A equipe do Macaé conseguiu marcar os cinco primeiros pontos, mas logo os vascaínos viraram o placar, com boa sequência de Márcio, ex-jogador macaense. Ponto a ponto, a liderança variava e nenhuma equipe se distanciava. Nos rebotes, os pivôs vascaínos não conseguiam se encontrar, e também não aproveitavam as chances que tinham. Palacios, armador titular da equipe do Vasco, foi responsável por duas bolas de três pontos no final do quarto, e os jogadores da equipe do Macaé conseguiram responder imediatamente, freando o ímpeto dos donos da casa. O primeiro período da partida terminou com o placar marcando 18 a 18.

O nível que já era baixo no primeiro quarto, no segundo caiu ainda mais. O técnico vascaíno voltou à quadra com Marcellus, Drudi e Wagner no time titular, visando melhorar o aproveitamento nos rebotes e dar mais velocidade às ações ofensivas. Não deu certo. A equipe do Macaé assumiu o comando da partida, mesmo pontuando pouco, e soube aproveitar os muitos erros dos donos da casa. Ao fim do quarto, o Macaé vencia por 30 a 26.

David Jackson toma conta da partida e leva o Vasco à vitória

O terceiro quarto ficou marcado pela mudança de postura do Vasco. A equipe se arrumou defensivamente, seus pivôs melhoraram em seus aproveitamentos nos arremessos e o norte-americano David Jackson entrou de vez na partida. Com esses fatores, a equipe do Macaé pouco pode fazer. Pouco a pouco, os mandantes foram construindo a vantagem, e com duas sensacionais bolas de três de David Jackson, foram ao último quarto com dez pontos de vantagem, vencendo por 54 a 44.

Com uma boa vantagem no placar, os vascaínos tranquilizaram a partida no último quarto e conseguiram manter o equilíbrio, não deixando os adversários encostarem. David Jackson não jogou os dez minutos, mas ainda assim foi o destaque do último período, contando também com boas atuações de Márcio e Palacios, que haviam sumido após o ótimo primeiro quarto que fizeram. Ricardinho, grande ídolo da torcida vascaína, teve a oportunidade de jogar e conseguiu converter os dois lances livres que cobrou. A partida terminou com o placar de 75 a 62 para o Vasco.

O próximo adversário das duas equipes será o Flamengo. Os cruzmaltinos enfrentarão seus rivais no dia 3 de outubro, os reencontrando após a vitória conquistada no Super Four do Ceará. Ja os macaenses enfrentarão os rubro-negros no dias 6 de outubro, em Macaé.