Vasco liga sinal de alerta e busca melhores resultados para garantir o acesso à Série A

Após perder a liderança, equipe carioca vê a briga pelo acesso se intensificar

Vasco liga sinal de alerta e busca melhores resultados para garantir o acesso à Série A
Jorginho comandando o treino para a próxima partida. Técnico vascaíno começa a ser contestado pela torcida (Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

Sempre que um gigante do futebol nacional disputa a Série B, espera-se que o mesmo conquiste o título e não tenha dificuldades para conseguir o acesso. Foi assim com o Vasco em 2009, quando enfrentou o descenso pela primeira vez. Já em 2014, em sua segunda passagem pela segunda divisão, a equipe carioca lutou até o fim pela vaga na elite nacional, e a garantiu após algumas partidas tensas na reta final da competição.

A atual temporada começou com os vascaínos sendo vistos como uma grande surpresa no cenário nacional. Mesmo com a queda, a confiança da equipe aumentou devido as suas boas atuações e a consistência tática demonstrada na reta final do Campeonato Brasileiro de 2015. Se tornando bicampeão carioca em 2016, o medo do torcedor de sofrer como na última passagem pela Série B, praticamente não existia, porém, nas últimas semanas isso mudou.

Desde o início da competição, em poucas partidas o Vasco convenceu e demonstrou alguma superioridade. Dependendo dos lampejos de Nenê, principalmente, a equipe pareceu ter sentido o peso de sua alta média de idade e caiu de rendimento durante a temporada, causando descontentamento por parte da torcida, que só não protestava incisivamente pois a confirmação do acesso parecia apenas uma questão de tempo.

Enquanto seguia na liderança, ainda que com atuações abaixo do esperado, o discurso no Vasco era bastante positivo, tanto é que os contratos da maioria dos jogadores do elenco foram renovados, demonstrando a vontade da diretoria de manter a mesma base para a prórima temporada. Porém, com os últimos resultados ruins, a equipe perdeu a liderança da competição e se assustou com a proximidade das outras equipes, que fazem parte da disputa pelo acesso.

Jogadores como Julio Cesar, Madson, Diguinho, Marcelo Mattos e Jorge Henrique, são constantemente contestados por suas atuações, e os mesmos parecem intocáveis na visão do treinador vascaíno. Por mais que em algumas partidas fiquem no banco, por conta da pressão, sempre voltam ao time titular e continuam sem convencer a torcida, que sempre cobram mais oportunidades aos jovens, uma promessa feita por Jorginho no início da temporada.

Nenê, a grande estrela da equipe, não conseguiu manter seu nível nas atuações após alguns problemas físicos, e Andrezinho também caiu de rendimento, praticamente extinguindo a criatividade do meio campo vascaíno. Por sorte, o garoto Douglas, que poucos conheciam, subiu ao time profisisonal, se tornou titular e agradou bastante. Talvez o jovem seja o principal ponto positivo do Vasco nessa temporada, e uma das poucas certezas do atual time titular.  

O declínio da defesa vascaína é outro dos principais pontos negativos que se agravaram durante a temporada. Com Martín e Luan sempre desfalcando a equipe por seus compromissos com suas seleções, seus reservas não conseguiram ter boas atuações, falhando diretamente em diversas partidas. Jordi e Aislan são contestados frequentemente, com o segundo sendo um jogador que a torcida não entende o motivo de Jorginho ter insistido tanto em dar chances ao mesmo durante o campeonato.

Jorge Henrique é como um coringa de Jorginho, porém, seus números no ataque estão bem abaixo do esperado (Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)
Jorge Henrique é como um coringa de Jorginho, porém, seus números no ataque estão bem abaixo do esperado (Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

Desfalques e reaproveitamento dos jovens

Com a contusão de Marcelo Mattos e a convocação de Douglas para a seleção brasileira, é provável que Andrey receba algumas oportunidades, junto a Bruno Gallo, que teve problemas físicos nos últimos meses. Além deles, Evander também deve receber mais oportunidades, levando em conta que é a grande promessa da base vascaína.

Para a próxima partida, o Vasco também não contará com Julio Cesar, que está suspenso, e Alan Cardoso deve voltar a receber chances na lateral. O jovem, aliás, se portou muito bem nas partidas que jogou, porém, o técnico Jorginho o colocou novamente no banco e deu mais um voto de confiança a Julio Cesar, um dos mais contestados pela torcida.

Andrey e Alan Cardoso devem voltar a receber chances nas próximas partidas (Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)
Andrey e Alan Cardoso devem voltar a receber chances nas próximas partidas (Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

Por fim, a grande esperança do Vasco ainda é Nenê. Tentando voltar a fazer diferença após os problemas físicos, o craque vascaíno voltará à equipe no duelo contra o Londrina, e mais do que nunca, tem a responsabilidade de elevar o nível das atuações vascaínas. 

A torcida já se encontra preocupada. Com seus rivais indo bem na Série A, seria um desastre não conseguir o acesso. É óbvio que os vascaínos ainda são favoritos ao título, porém, se continuarem perdendo mais do que vencendo, o gigante poderá continuar adormecido por mais uma temporada.