Vasco recebe Londrina em Manaus buscando reabilitação na Série B

Cariocas sonham com fase melhor e recuperação da liderança, mas paranaenses vêm voando buscando acesso à Série A

Vasco recebe Londrina em Manaus buscando reabilitação na Série B
Foto: Carlos Gregorio Jr./ Vasco
Vasco da Gama
Londrina
Vasco da Gama: Martín Silva; Madson, Luan, Jomar, Julio Cesar; Diguinho, Andrezinho, Nenê; Junior Dutra, Ederson, Thalles; TEC: Jorginho.
Londrina: Marcelo Rangel; Lucas Ramon, Everton Sena, Marcondes, Léo; Germano, Anderson, Fillipe Soutto, Zé Rafael; Jô, Alisson Safira (Keirrison); TEC: Claudio Tencati.
ÁRBITRO: Renan Roberto de Souza - PB (CBF); auxiliado por Tomaz Diniz de Araújo - PB (CBF) e Márcio Freire Lopes - PB (CBF).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2016, à ser realizada às 18h30 deste sábado (8), na Arena da Amazônia, em Manaus, Amazonas.

Vivendo uma de suas piores fases na temporada, o Vasco receberá a equipe do Londrina, neste sábado (8), às 18h30 (de Brasília), em Manaus. A partida, válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B, representa igual importância para ambas as equipes, já que, tanto na luta pelo título, quanto pelo G-4, cariocas e paranaenses, respectivamente, seguem vivos.

Porém, a boa fase é do Londrina, que vem de cinco jogos de invencibilidade, acumulando três vitórias e dois empates. Já o agora vice-líder, Vasco, após um ótimo primeiro turno, se viu em um momento ruim, chegando até, a perder a liderança na rodada passada, após derrota para o Paysandu, fato que não havia ocorrido ainda na competição.

Uma combinação de resultados recoloca o Vasco na ponta, bem como o Londrina, no G-4. A equipe paranaense já fazia parte do grupo que classifica quatro equipes à elite do Brasil em 2017, mas após a vitória do Náutico, nesta sexta, o Timbú assumiu seu lugar, empurrando os alvianis para quinto. À medida que o fim da competição se aproxima, cada cálculo, ponto e combinação se torna pertinente, já que apenas quatro pontos separam o líder do quinto colocado.

Renan Roberto de Sousa, da Paraíba, será o responsável pelo comando disciplinar da partida. Ele contará com o apoio dos também paraibanos, Tomaz Diniz de Araújo e Marcio Freire Lopes. O trio faz parte do Quadro da Confederação Brasileira de Futebol.

Com treino tático, Vasco finaliza preparação na Arena da Amazônia

A equipe cruzmaltina terminou o preparo para o decisivo confronto com o Londrina, neste sábado. Sob o olhar atento do treinador Jorginho, jogadores, titulares e reservas, se movimentaram em campo, buscando o ajuste fino, que ainda falta para a equipe e que pode lhe render a recuperação da ponta na tabela de classificação.

A atividade teve como foco o próximo jogo, buscando o aprimoramento de fundamentos básicos como cruzamentos, finalizações, cobranças de faltas e toques rápidos no meio campo. Tudo isso, exatamente pelo temor sobre a equipe do Paraná. Segundo Jorginho, o próximo adversário do Vasco tem muita qualidade, e mesmo com a vitória vascaína no primeiro turno, Comissão Técnica e jogadores não se enganam: será um duelo difícil.

Para o alívio dos vascaínos, o camisa 10, Nenê, está de volta. O apoiador cumpriu suspensão automática na derrota para o Paysandu, rodada passada, mas estará apto a participar da partida. Outro elemento positivo é o local da partida. Manaus se mostrou uma capital calorosa para o Gigante da Colina. Grandes públicos, jogos marcantes e vitórias vêm sendo a tônica vascaína por lá, dando esperanças ao torcedor e a todos no clube, de que dias melhores estão por vir.

Mas para que tudo dê certo, ainda segundo o comandante do Vasco, o segredo é voltar a vencer. Toda a pressão pela qual os atletas vêm sendo submetidos, tem desgastado o elenco, mas caso a equipe engrene novamente, a saída da fase adversa se torna mais provável.

Buscando recuperação física para a equipe, Londrina finaliza preparação com treino leve

Após mais de oito horas de viagem, a equipe do Londrina conseguiu, na noite de ontem, finalmente, chegar a Manaus. A logística, bastante adversa, se dá pela falta de estrutura do aeroporto da cidade, tornando a distância, já longa entre Paraná e Amazonas, quase interminável. Por isso, o treinador Cláudio Tencati, em medida acertada, decidiu por realizar apenas um treinamento leve para os atletas, no estádio Carlos Zamith, na capital amazonense, apenas para manter seus atletas em movimento.

A atividade, que contou com os vinte atletas relacionados para a partida, foi acompanhada de perto por cerca de 50 torcedores que viajaram atrás da equipe, além dos que moram na cidade. Além de movimentar os jogadores, Tencati também tinha a intenção de adaptá-los ao forte calor, comum na região, e bastante raro no Paraná.

Citando a partida diante do Santos do Amapá, em 2014, pela Série D, o treinador mostrou preocupação com a desidratação dos atletas. Por isso, o trabalho foi realizado no fim da tarde, em horário próximo ao do apito inicial, neste sábado, buscando condicionar os atletas a uma situação mais próxima possível da realidade.

Sobre o time que irá à campo, Tencati deixou transparecer que a base será a mesma da vitória sobre o Bahia, na rodada passada. Matheus segue fora com lesão muscular, mantendo Everton Sena e Marcondes no miolo de zaga. Mas a punica alteração deverá acontecer no ataque, com a entrada de Alisson Safira na vaga de Keirrison.