Pressionado por sequência ruim, Vasco recebe ainda esperançoso Luverdense

Com título distante, equipe carioca precisa vencer para encaminhar o acesso, enquanto os mato-grossenses mantêm vivo o sonho de chegar ao G-4

Pressionado por sequência ruim, Vasco recebe ainda esperançoso Luverdense
Estádio Passo das Emas, Lucas do Rio Verde (MT)- Fotos: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br
Vasco da Gama
Luverdense
Vasco da Gama: Jordi; Yago Pikachu, Rodrigo, Luan e Julio Cesar; Bruno Gallo, William, Andrezinho e Nenê; Junior Dutra e Éderson. Téc: Jorginho
Luverdense: ​Diogo Silva; Raul Prata, Everton, Gabriel Valongo e Paulinho; Jean Patrick, Ricardo, Rafael Silva e Sérgio Mota; Douglas Baggio e Alfredo. Téc: Junior Rocha
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 35ª RODADA DA SÉRIE B DO CAMPEONATO BRASILEIRO DE 2016. SERÁ DISPUTADA NO ESTÁDIO DE SÃO JANUÁRIO, NO RIO DE JANEIRO, COM INÍCIO MARCADO PARA ÀS 21H30.

A necessidade de vitória nunca pareceu tão grande para o Vasco nessa Série B. As atuações irregulares continuam irritando a torcida, que há algum tempo já vê sua paciência esgotada e agora sofre com a falta de garantia do acesso, que há poucos meses havia sido cravado até pelos menos fanáticos.

Nesta terça-feira (8), às 21h30, o Vasco recebe o Luverdense, que ainda sonham com o G-4. Há quatro jogos sem perder, com dois empates e duas vitórias, o LEC está a apenas quatro pontos do Bahia, quarto colocado, e uma vitória contra o Vasco renovaria as esperanças da equipe, tornando a Série A um sonho menos distante.

No duelo válido pelo primeiro turno, os vascaínos por pouco não venceram. Com o time reserva, foram superiores durante toda a partida, porém, nos minutos finais uma falha coletiva não foi perdoada e o Luverdense empatou o confronto, que até então os cariocas venciam por 1 a 0. O Vasco jogou com os reservas nessa partida pois ainda estava em meio à disputa da Copa do Brasil, prioridade da equipe na época. 

Desfalcado de alguns jogadores, técnico Jorginho promoverá mudanças na equipe titular

Vindo de derrota para o Brasil de Pelotas, o Vasco precisa tornar suas atuações ao menos regulares, para que a torcida reencontre sua confiança e volte a apoiar a equipe, como fez na primeira metade da competição. A fase ruim deixou o clima em São Januário pesado, e o discurso de ainda brigar pelo título foi substituido pelo lamento por agora vê-lo tão distante. Apenas uma melhora na postura da equipe poderia mudar esse parâmetro pessimista que agora se instala. Com 58 pontos, o Cruz-maltino é o vice-líder, seis atrás do líder Atlético-GO e com quatro de vantagem para o Náutico, 5º colocado.

O zagueiro Luan lamentou o distanciamento da liderança, mas agora quer foco para garantir o acesso."Sabemos que o objetivo era liderar de ponta a ponta. Não conseguimos, mas era para mantermos essa gordura. Era para eu estar aqui hoje falando praticamente classificado para a Série A. Mas o que tem na minha frente é o Luverdense, time que está tentando se aproximar do G-4. E eu sou o Vasco, time que vai lutar para vencer e subir", disse.

Com os desfalques de Madson e Douglas, que estão suspensos, e Martín Silva, que está a serviço da seleção uruguaia, Jorginho terá de promover algumas mudanças. Yago Pikachu entrará na lateral direita e Jordi no gol, com a única dúvida restando para a vaga de Douglas. Na última partida, Bruno Gallo foi utilizado e não comprometeu. É provável que o volante seja titular, porém, o treinador vascaíno ainda não confirmou quem será o substituto da jovem promessa vascaína.

Mesmo em má fase, a grande esperança vascaina ainda é Nenê. O camisa 10 vive seu pior momento com a camisa cruzmaltina, porém, na última partida voltou a dar uma assistência, fato qual não ocorria há nove jogos. O desgaste da longa temporada afetou o elenco vascaíno, o qual tem bastante jogadores com idade elevada, e apenas espera-se que um último gás possa ser dado pela equipe, para que essa reta final não seja ainda mais sofrida para o torcedor. 

Sem desfalques, Luverdense repete escalação da vitória contra o Criciúma

Mesmo ainda longe do acesso, o Luverdense tem se destacado pelas boas atuações em seus domínios. Na última rodada, a equipe recebeu o Criciúma e mais uma vez venceu como mandante, pelo placar de 2 a 1, com gols de Raphael Macena e Jean Patrick, ex-Vasco. A meta agora é manter a sequência e levar a boa fase aos jogos disputados longe de casa, onde a equipe não tem conseguido manter a regularidade. 

Segundo os matemáticos, a equipe mato-grossense tem pouco mais de 1% de chances de subir à Série A, porém, a fase não poderia ser melhor. Já na reta final da competição, é muito difícil repetir a escalação por conta das suspensões e contusões, e o treinador Júnior Rocha terá essa oportunidade. Com todos os jogadores que foram titulares na última rodada disponíveis, o Luverdense vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Vasco com a esperança de conseguir um resultado difícil, mas não improvável, principalmente se levar em consideração a péssima fase do adversário.