Vasco tropeça em casa contra Luverdense, mas permanece no G-4

Cruzmaltino até sai em vantagem, porém cede empate ao Verdão e se complica no grupo classificatório de retorno à elite

Vasco tropeça em casa contra Luverdense, mas permanece no G-4
Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br
Vasco
1 1
Luverdense
Vasco: Jordi; Pikachu, Luan, Rodrigo, Julio Cesar (Alan Cardoso); William (Jorge Henrique), Bruno Gallo, Andrezinho, Nenê; Ederson (Junior Dutra), Thalles; TEC: Jorginho.
Luverdense: Diogo Silva; Raul Prata, Gabriel Valongo, Everton, Paulinho; Jean Patrick, Ricardo, Sérgio Mota, Douglas Baggio; Rafael Silva (Macena), Alfredo; TEC: Junior Rocha.
Placar: 1-0, Thalles, 20min. 1T; 1-1, Alfredo, 6min. 2T.
ÁRBITRO: Leandro Pedro Vuaden; Cartões Amarelos: Pikachu, Rodrigo, Julio Cesar, Nenê (VAS); Diogo Silva, Ricardo (LEC).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B, realizada na noite desta terça-feira (8), em São Januário, Rio de Janeiro. Publico: 2.555 pessoas.

A reta final da Série B do Campeonato Brasileiro 2016 vai chegando e, com isso, as definições vão se desenhando. Na briga pelo acesso, só o Atlético-GO tem vaga garantida, enquanto que o Sampaio Corrêa foi o primeiro rebaixado. O Vasco, antes favorito ao Diogo Silva; Raul Prata, Gabriel Valongo, Everton, Paulinho; Jean Patrick, Ricardo, Sérgio Mota, Douglas Baggio; Rafael Silva (Macena), Alfredo; TEC: Junior Rocha.Diogo Silva; Raul Prata, Gabriel Valongo, Everton, Paulinho; Jean Patrick, Ricardo, Sérgio Mota, Douglas Baggio; Rafael Silva (Macena), Alfredo; TEC: Junior Rocha.título e a obter lugar no G-4, teve uma atuação apática na noite desta terça-feira (8) e ficou no empate por 1 a 1 contra o Luverdense em São Januário, em duelo válido pela 35ª rodada; Thalles abriu o placar e Alfredo marcou pelo Verdão.

Com o resultado negativo, o Cruzmaltino vê os rivais diretos para ter um espaço na elite se aproximarem cada vez mais, já que permanece no grupo classificaitório, mas caindo à 3ª posição e indo a 59 pontos. Os alviverdes, por outro lado, permanecem na 9ª colocação e chegam aos 51 pontos ganhos, ficando distante dos adversários.

Os times voltam a campo, pela 36ª rodada da Segundona, no próximo sábado (12). Tentando se aproximar cada vez mais de garantir a vaga na Série A, os cariocas vão até Bragança Paulista para duelar contra o Bragantino, às 16h30 (de Brasília), enquanto os matogrossenses estão de volta a Lucas do Rio Verde para enfrentar o Bahia no estádio Passo das Emas, às 19h30 (de Brasília).

Vasco é mais eficaz e sai em vantagem

Favorito ao título e acesso, o Vasco precisava da vitória para estar em situação mais tranquila. Já o Luverdense, mais abaixo na tabela, foi a campo tentando surpreender, pois ainda sonhava com vaga no G-4. O início, todavia, foi favorável ao alviverde, uma vez que Ricardo ficou com a sobra na entrada da área e bateu forte para boa defesa de Jordi no canto direito.

Mais criativo no setor ofensivo, o Verdão do Oeste permaneceu com a pressão e teve boa oportunidade de tirar o zero do marcador. Após ir com perigo pelas laterais, Everton emendou cruzamento na pequena área e cabeceou por cima da meta do alvinegro, com a bola raspando o travessão.

Thalles deixa o Cruzmaltino em vantagem na única chance criada (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
Thalles deixa o Cruzmaltino em vantagem na única chance criada (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

No minuto seguinte, porém, o Cruzmaltino mostrou eficiência e foi ao gol. Aproveitando espaço cedido pela defesa visitante, Nenê deu bom passe em profundidade para Thalles, que saiu de cara para o goleiro. Com liberdade, o atacante dos mandantes finalizou rasteiro e estufou o barbante, abrindo o placar.

Apesar da pouca criatividade e qualidade no setor ofensivo, foram os matogrossenses que assustaram mais vezes durante a primeira etapa do jogo. Focado no ataque, a equipe do centro-oeste do país saiu livre pelo meio-campo e Sérgio Mota, da intermediária, encheu o pé, mas o camisa 1 dos cariocas espalmou errado e deu um susto na torcida.

Verdão marca e arranca importante empate

Na etapa final, as equipes voltaram sem mudanças no esquema tático e com a mesma postura dentro de campo. Aproveitando que os donos da casa estavam mais apáticos, os visitantes tiveram um início forte e de maior intensidade ofensiva. Com maior posse de bola, o Verdão foi efetivo e deixou tudo igual, quando Alfredo aproveitou a sobra dada por Jordi e cabeceou no fundo do barbante. 

Buscando corrigir os erros, Jorginho promoveu duas mexidas no time após ceder o empate. William e Éderson, que estavam mal, acabaram sendo substituídos para as vagas de Júnior Dutra e Jorge Henrique, respectivamente. Sem criatividade para atacar, o Cruzmaltino não foi bem e era vaiado pela torcida, insatisfeita com a atuação ruim.

Verdão acha empate na persistência e arranca resultado (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)
Verdão acha empate na persistência e arranca resultado (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Com uma produtividade abaixo da crítica, o Gigante da Colina tentou todas as alternativas possíveis para furar o bloqueio defensivo, mas o alviverde foi seguro e conseguiu conter os ímpetos. Em um lance com mais perigo, em troca de passes dentro da pequena área, Nenê serviu Júlio César, que surgiu livre pela esquerda e chutou cruzado, todavia Diogo Silva afastou.

Nos minutos finais, ambos visaram chegar à zona ofensiva em maior número de jogadores, entretanto não assustaram os goleiros. A única jogada que ainda animou os quase 3000 presentes ao São Januário foi já perto dos acréscimos, quando Luan soltou a bomba depois de uma boa cobrança de escanteio, contudo Moacir tirou em cima da linha ao garantir a igualdade.