Após mais uma derrota como visitante, Wagner admite: "Ainda vamos encontrar a maneira certa de jogar fora de casa"

Meio-campista atuou como principal armador, função anteriormente exercida por Nenê, e foi substituído no início do segundo tempo por conta de lesão

Após mais uma derrota como visitante, Wagner admite: "Ainda vamos encontrar a maneira certa de jogar fora de casa"
Reprodução: globoesporte.com

A equipe do Vasco visitou o São Paulo e sofreu mais um revés jogando fora de casa pelo Campeonato Brasileiro. Com um gol de Lucas Pratto logo no início da partida, os donos da casa administraram o placar, em duelo bastante truncado, e não viram os cariocas levarem perigo à sua meta durante boa parte do confronto. 

Sem Nenê, que provavelmente será negociado e não mais atuará pelo Cruzmaltino, Escudero foi titular, jogando pela esquerda, e ficou com Wagner a responsabilidade de armar a equipe. A atuação vascaína foi regular, mas a dificuldade para criar e o gol sofrido logo nos primeiros minutos acabaram culminando em derrota.

"Está complicado. Fizemos um jogo interessante contra o Vitória, nos postamos bem, conseguimos suportar a pressão no início e fizemos gols no final. Hoje não entramos ligados e pagamos com a derrota", disse Wagner, que complementou dizendo: "Ainda vamos encontrar a maneira certa de jogar fora de casa. Sentimos falta do Milton nessas partidas. Não podemos baixar a cabeça".

Substituído logo no início do segundo tempo, após sentir lesão muscular, o atleta falou, mesmo que sem um laudo oficial, sobre o que sentiu e o provável tempo que ficará fora: "Foi o primeiro pique que eu dei no segundo tempo, está muito frio. Talvez tenha sido uma pequena contratura. Vou fazer o exame nesta quinta para saber. Pelo que eu senti e pelo que o doutor falou, acho que dez dias (de recuperação)".

Quem também falou sobre a atuação da equipe vascaína foi o lateral-esquerdo Ramon, titular nas últimas partidas: "Se não tivéssemos levado um gol no início, se tivéssemos segurado mais uns 15 minutos, a tensão ia para eles. Mas levamos o gol. Tivemos alguns momentos melhores, mais volume, mas faltou o último passe". 

Club de Regatas Vasco da Gama