Zé Ricardo lamenta empate fora de casa contra Sport com um a mais

Técnico cruzmaltino destacou a sequência dos três primeiros jogos que enfrentou no comando do clube da colina histórica

Zé Ricardo lamenta empate fora de casa contra Sport com um a mais
(Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

Empate com gosto amargo. Apesar do 1 a 1 fora de casa contra o Sport Recife, pela 25° rodada do Campeonato Brasileiro, na Ilha do retiro, o Vasco teve grandes chances de sair com uma vitória. A equipe cruzmaltina se mostrou organizada, como característica dos time de Zé Ricardo, com seu 4-2-3-1 montado com Nenê, Yago Picachu e Mateus Vital à frente de André Rios, jogador que incomodou à todo momento os zagueiros Henríquez e Ronaldo Alves. Mesmo bem postado taticamente, o Vasco ainda teria mais uma vantagem. 

Entre momentos de oscilação na partida, o técnico Zé Ricardo, viu sua equipe ficar com um jogador a mais, aos 20 minutos do primeiro tempo, quando o árbitro Sandro Meira Ricci expulsou Diego Souza. Parecia que era a noite vascaína na casa do leão. Porém, o treinador viu sua vantagem ir embora quando sofreu o gol de empate no segundo tempo, na cabeçada do atacante André, deslocando Martín Silva. Mesmo com um a menos, o time recuou e preferiu segurar o empate fora de casa.

"Realmente fizemos um jogo, tecnicamente, talvez dos três que eu participei como treinador aqui, mais abaixo mas poderíamos até ter saído com os três pontos aqui mas pelo volume que o Sport imprimiu no segundo tempo e, principalmente, no início do jogo o resultado acabou sendo justo", disse o comandante.

Sem ter "tempo pra pensar", Zé Ricardo já chegou no Vasco vendo pela frente o vice-líder e o líder disparado do Campeonato Brasileiro. Confrontos esses, um em casa e outro fora, respectivamente, considerados de maior importância dentro do clube. Passados os confrontos, o que se esperava era um duelo com uma dificuldade menor, mas não aconteceu. O técnico exaltou a complicação de enfrentar times no topo da tabela e times, que tem o chamado "confronto direto", ou seja, estão próximos na tabela de classificação do campeonato.

"Eu penso que é uma sequência muito difícil que nós tivemos. Estreiamos contra o Grêmio, em casa, depois pegamos o Corinthians fora (de casa). Duas equipes que, até então, vinham liderando. O Grêmio agora veio pra terceiro colocado e o Sport, com uma situação parecida com a nossa, e aqui no Recife sempre é muito complicado", explicou.

(Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)
(Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

Mesmo com o empate, o Vasco permanece na parte de cima da tabela, entre os dez primeiros, e já se especula uma possibilidade de disputar a Libertadores, desejo assumido do Presidente do clube, Eurico Miranda, e dos jogadores. Já que Flamengo e Cruzeiro, finalistas da Copa do Brasil, estão no G-6, o rubro-negro carioca ainda permanece na Sul-Americana e, se vencer a competição, pode abrir mais uma vaga para o torneio intercontinental da América no Brasileirão.

Além do Grêmio que, se conquistar a Libertadres da América, abre ainda mais uma vaga, formando um G-9. Mesmo com tantas oportunidades de chegar a grande competição entre clubes do continente, o treinador prefere pensar com "um passo de cada vez" e seguir com a teoria de que, cada jogo é uma final.

"É lógico que a gente pensa jogo a jogo mas, sinceramente, eu penso que a gente tem que tentar se manter o máximo possível próximo do G-8 porque até o G-8 pode dar uma vaga pra Libertadores. Eu acho que se a gente conseguir se manter próximo, a Sul-Americana pode ser até um objetivo também. Então temos que pensar grande, agora voltamos à jogar em casa, apesar desse último jogo que a gente cumpre portões fechados e, logicamente, saímos chateados daqui por não termos feito uma partida tecnicamente que esperávamos mas ficou pra trás e agora é pensar na Chapecoense, já que sábado a gente tem outra final pra gente", finalizou Zé Ricardo.

O Vasco agora tem pela frente à Chapecoense, como já disse o treinador vascaíno, que ocupa a décima colocação, enquanto o clube cruzmaltino ocupa uma posição a cima, a nona. O jogo é válido pela 26° rodada do Campeonato Brasileiro, no Sábado (30), às 16h, em São Januário, no Rio de Janeiro. O clube da colina histórica ainda vai cumprir a punição que sofreu depois do jogo contra o Flamengo, na 12° rodada, no primeiro turno, na Casa do Vasco da Gama.