Zé Ricardo valoriza vitória sobre Cruzeiro: "Poder de superação muito grande"

Treinador exaltou a motivação dos atletas nos três pontos conquistados fora de casa, contra o Cruzeiro, garantindo ainda a possibilidade de classificação na Libertadores da América

Zé Ricardo valoriza vitória sobre Cruzeiro: "Poder de superação muito grande"
(Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

O verdadeiro presente de natal vascaíno está mais próximo do que nunca. Depois da importante vitória, de um a zero, contra o Cruzeiro nesse Domingo(26), válido pela 37° rodada do Campeonato Brasileiro, no Mineirão.

O cruzmaltino tem a vantagem de decidir a possível classificação na última rodada, dentro de casa. Para isso, o Vasco da gama teve que batalhar para conquistar os três pontos. Já classificado para a Libertadores, o clube mineiro não ia facilitar para os time da colina. Porém, o técnico Zé Ricardo já sabia que não existe mais jogo fácil para um time que deseja uma vaga na competição mais importante do continente.

"É uma dura caminhada. A gente teve um jogo dificílimo hoje. Acho que hoje o futebol nos agraciou com a vitória, porque, realmente, jogar contra o Cruzeiro, aqui no Mineirão ou em qualquer lugar, é muito difícil, é uma equipe muito qualificada e não é atoa que é o atual campeão da Copa do Brasil, e ainda bem que a gente conseguiu, logo no primeiro tempo, fazer o nosso gol e depois conseguimos sustentar até o final. Poder de superação muito grande do nosso grupo, mas precisamos ter mais uma semana de trabalho bem feito. Tivemos outras semanas bem feitas mas essa semana, em especial, tem que ser a nossa melhor semana e fazer um grande jogo contra a Ponte pra tentar a tão sonhada vaga na Libertadores", disse o treinador.

Mas para garantir esse suada vitória, o Vasco teve que provar, mais uma vez, que sua defesa faz a diferença nos jogos. Tanto no ataque, quanto na defesa. Na frente, o zagueiro Paulão foi o autor do gol que garantiu os três pontos para o clube da colina. Na parte defensiva, a volta do xerife Anderson Martins foi determinante para dar qualidade e solidez ao sistema defensivo. Porém, o destaque da partida foi mesmo capitão, Martín Silva, que fez belas defesas e foi importante para deixar o placar cruzeirense inalterado.

"Sem problemas em fazer esse comentário porque, tem 15 dias atrás, lá em São Januário, eu fiz um elogio público ao Victor, pela atuação que ele teve naquela ocasião, e hoje realmente o Martín mostrou toda a sua qualidade porque ele tá numa Copa do Mundo. E tivemos outros jogadores também, individualmente, muito bem. Hoje a gente tinha que, realmente, mostrar individualmente uma superação, ajuda o nosso grupo porque a gente não fez uma partida tecnicamente e táticamente de nível alto", esmiuçou Zé Ricardo.

De fato, foi um ano de reviravoltas em São Januário. Cotado para ser um dos clubes que ia brigar pelo rebaixamento, o expresso da vitória fez valer de sua história e mais uma vez honrou o ditado de que, time grande, tem camisa que pesa. Para Zé Ricardo, os resultados apareceram diante das virtudes e convicções de quem vive o dia a dia vascaíno. Além disso, existe a confiança no trabalho de atletas e comissão técnica, onde o resultado todos puderam ver desde que o treinador assumiu o comando da equipe cruzmaltina.

"Olha, quando a gente tem confiança no trabalho, confiança nos atletas, uma comissão técnica competente, o Clube oferece condições para que você desenvolva esse trabalho, as coisas ficam mais fáceis. Os resultados acontecem. Futebol não se faz da noite pro dia, exige médio, longo prazo e, às vezes, nem a médio e longo prazo as coisas acontecem do jeito que você imagina. Mas eu acho que tudo parte da convicção que você tem como profissional.", ressaltou.

"O Clube tem convicção daquilo que quer, daquilo que almeja e trabalha em cima disso. É natural que numa construção, existam irregularidades, altos e baixos e, nem por isso, você tem que deixar de ter as convicções que você acredita. Futebol, às vezes, o mais difícil, é fazer o simples e a gente tá tentando traçar um caminho de reconquista do Vasco, de reconstrução do Vasco, e por isso, eu credito essa subida do Vasco exclusivamente aos nossos atletas porque entenderam, acreditaram e, por isso, a gente conseguiu dar alguns passos pra frente. Mas o principal deles ainda está por vir, se Deus quiser, no domingo que vem, comemoraremos próximo da nossa torcida", finalizou o comandante.

Na próxima, e última, rodada, o Vasco da Gama recebe a já rebaixada Ponte Preta diante da sua torcida no Domingo (03), Em São Januário, às 17h.