Lateral Madson comemora evolução do Vasco no Campeonato Brasileiro

Atleta exaltou o fato da equipe depender apenas de si para estar no torneio mais importante do continente, a Libertadores

Lateral Madson comemora evolução do Vasco no Campeonato Brasileiro
(Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Última semana de grandes emoções no Campeonato Brasileiro. Para os torcedores vascaínos, a vitória sobre a rebaixada Ponte Preta neste domingo(3) às 17h em São Januário, será a "cereja do bolo" para coroar o ano positivo do gigante da colina. E foi pensando nesta partida que Madson falou hoje com a imprensa sobre a expectativa do jogo, após o treinamento que foi realizado nesta quarta-feira(29) no campo anexo da colina histórica. Para o jogador, a semana foi tranquila e espera sair vitorioso nessa partida, que é tratada como o duelo do ano, para o elenco.

"A expectativa é a melhor possível. O professor Zé Ricardo e todo o grupo estão buscando fazer uma excelente semana de trabalho, de forma tranquila. Essa é a semana do ano, teremos pela frente o jogo do ano e estamos focados para buscar essa vitória e a sonhada vaga na Libertadores. O rebaixamento da Ponte Preta não muda em nada o panorama do jogo. Tivemos um exemplo disso diante do Cruzeiro. Mesmo já classificados para a Libertadores, eles fizeram uma partida difícil contra a gente, de muita pressão. Creio que aqui será do mesmo jeito. Os jogadores que vierem, vão querer honrar a camisa que vestem. Nós estamos preparados e pensando somente em vencer, para fechar o ano com o nosso objetivo cumprido", disse o jogador.

Analisando a temporada, Madson festejou o desempenho do elenco, principalmente, depois da chegada do técnico Zé Ricardo, que para o lateral, foi preponderante na questão tática, com relação ao comportamento do time dentro de campo e com a entrada de novas peças importantes que ajudaram na mudança de postura da equipe que passou a tomar menos gols e criar mais jogadas para o gol, propondo jogo, com posse de bola e jogadas ensaiadas, tanto com bola rolando quanto parada.

"Quando o chegou, tivemos um período para trabalhar juntos. Nesse tempo ele conseguiu atuar no nosso sistema de jogo, com muita conversa também. Ele é um treinador que chama os atletas e conversa, passa as ideias dele. Conseguimos assimilar isso muito rápido. A entrada de alguns jogadores também nos ajudou muito, como o Ramon e o Anderson Martins. Elevaram o nosso sistema defensivo, ao lado de todo o grupo. O conceito do Zé Ricardo foi importante para o nosso trabalho, ele está de parabéns. Que bom que o time mudou e estamos em um momento bom para chegar na Libertadores", explicou o lateral.

Com a confiança em alta no elenco, o resultado dentro de campo foi apenas consequência do ano positivo vascaíno. A presença no G7 não é surpresa para o atleta. Segundo ele, do presidente ao roupeiro, todos estavam convictos de que o Vasco da gama voltaria ao torneio mais importante do continente, onde conquistou em duas oportunidades.

"Pela grandeza do Vasco da Gama, incomodou ver as pessoas fazendo questionamento sobre rebaixamento. Mas nosso objetivo sempre foi brigar lá em cima, nosso e do presidente. O Zé Ricardo também tem uma parcela de responsabilidade enorme nessa evolução da equipe. A chegada dele foi importante, ele propôs um novo comportamento tático e o principal foi que passamos a sofrer menos gols. Os jogadores elevaram seu futebol, a exemplo do nosso companheiro Wellington. Ele está atuando de uma forma totalmente diferente do primeiro turno, hoje é um dos pilares do nosso time e vive um ótimo momento. Estamos focados, trabalhando forte e esperamos finalizar esse ano com chave de ouro", finalizou