Zé Ricardo comemora classificação à primeira fase da Libertadores: “Sempre acreditamos”

Treinador comentou que o elenco sempre acreditou na classificação, e que o atual momento político do clube em nada interferiu no bom momento vivido pelo elenco

Zé Ricardo comemora classificação à primeira fase da Libertadores: “Sempre acreditamos”
Zé Ricardo comemora, emocionado, após o fim de jogo em São Januário. (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

O Brasileirão acabou da melhor maneira para o Vasco da Gama. A vitória por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, em São Januário, selou a temporada vascaína com direito a vaga na próxima edição da Taça Libertadores da América. Com os três pontos somados, o clube chegou aos 56 totais, ficando empatado com o maior rival, Flamengo, mas sendo superado no saldo de gols, ocupando a sétima posição, colocação que dá direito à participação na primeira fase da competição continental, que já acontece no próximo mês de janeiro.

Vasco vence Ponte Preta e garante a classificação para Libertadores da América

Após muita festa do elenco, comissão técnica e torcedores no caldeirão de São Januário, o treinador da equipe, Zé Ricardo, concedeu entrevista coletiva e usou um tom bastante cometido, dizendo que como todo o elenco, sempre acreditou na vaga, nunca duvidando em qualquer momento, mesmo quando a imprensa insistia em colocar o Gigante da Colina como um dos postulantes a rebaixamento.

Não quero parecer demagogo, mas quando a gente inicia um trabalho, quer sempre o melhor. Sabíamos que o momento era difícil. Quero destacar o trabalho do Milton Mendes, do Valdir. Meu grupo sempre acreditou que poderia ir longe”, comentou o comandante.

+ Autor do primeiro gol, Paulinho afirma que Vasco deve honrar vaga na Libertadores

Zé também analisou o ambiente do clube, que, segundo ele, é extremamente favorável. O treinador deixou claro que mesmo com o momento conturbado vivido pelo clube, nada foi sentido pelos atletas, mas que antes de chegar ao Vasco, existiram comentários negativos sobre ar respirado na Colina.

Bom ambiente não é feito só pelo treinador. É desde a pessoa que faz o lanche, a direção, todos fazendo a sua parte. Estamos recuperando o Clube, que merece estar no lugar que está. Não podemos só comemorar, o Vasco precisa brigar por títulos. Recebi muita mensagem quando recebi o convite, perguntavam se eu estava maluco, por pegar um time com problemas políticos. Mas tinha convicção de que faríamos um bom trabalho”, observou Zé.

+ Nenê exalta temporada do Vasco e afasta desconfiança: "Muitos não esperavam"

Perguntado sobre o elenco a ser utilizado na próxima temporada, Zé foi enfático ao comentar que o planejamento de 2018 passará por um elenco montado através da mescla de atletas que fazem parte do atual grupo, somados a jogadores que se destacaram no ano, montando assim o grupo que lutará pela Libertadores.

Futebol custa caro, é caro fazer futebol. Sabemos que alguns clubes vivem um momento não muito bom, mas sabemos que com criatividade podemos fazer uma equipe competitiva. Temos atletas voltando, que podem dar um corpo para nossa equipe e a partir disso podemos buscar atletas que se encaixem em nosso perfil e no nosso estilo de jogo”, finalizou o treinador.

+ Anderson Martins exalta elenco do Vasco e projeta Libertadores: "Vamos com tudo"

O Vasco agora entra de férias, devendo se reapresentar logo após a virada de ano, já que o planejamento para a próxima equipe deverá começar logo, pois em janeiro acontece o primeiro jogo decisivo pela primeira fase da Libertadores 2018. A única chance de classificação direta para a fase de grupos da principal competição da América do Sul é em caso de título do Flamengo, na Sul-Americana, mas é difícil imaginar o torcedor vascaíno fazendo votos positivos aos rivais. Além do principal torneio das Américas, o Gigante da Colina irá disputar em 2018 o Campeonato Carioca, a Copa do Brasil e a Série A do Campeonato Brasileiro, com possibilidades de disputar também a Copa Sul-Americana.