Chegadas e saídas: o setor defensivo do Vasco da Gama

Sem Anderson Martins, Madson e Ramon, Cruz-Maltino começa 2018 com perdas significativas na defesa; reposição é boa mas precisa se provar

Chegadas e saídas: o setor defensivo do Vasco da Gama
(Foto: Hector Vivas/Getty Images)

O Vasco estreia nesta quinta-feira (18) contra o Bangu às 19h30 em São Januário com portões fechados por decisão em conjunto de seus candidatos à presidência. Se fora de campo o clima é de indefinição, dentro de campo o clima é de renovação - pelo menos em um dos setores do time de Zé Ricardo.

Da zaga que terminou o ano passado restaram apenas Breno e HenriqueMadson saiu para o Grêmio e Anderson Martins acertou com o São Paulo. Para repor o elenco, a diretoria cruzmaltina contratou Erazo, Luiz GustavoRafael Galhardo e Fabrício. O clube ainda tem Ramon - que recentemente renovou seu contrato - machucado.

Madson, Anderson Martins e Paulão: as saídas do Vasco

O ano de 2017 não começou bem para Madson, apesar das dificuldades e do mau momento, Madson se encontrou no esquema de Zé Ricardo, que deu mais liberdade ao lateral. Terminou a temporada bem e foi mais um que saiu em busca de dias mais tranquilos: acertou por quatro temporadas com o Grêmio.

(Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Um dos responsáveis diretos pela arrancada do Vasco na segunda metade do ano, Anderson Martins rescindiu seu contrato com o Cruz-Maltino para jogar no São Paulo após problemas de bastidores no clube. A indefinição de quem seria o presidente e os salários atrasados pesaram na decisão; uma perda técnica difícil de repor.

Contratado por empréstimo, Paulão não era o zagueiro dos sonhos do torcedor cruzmaltino, mas se fazia presente quando necessário. Com experiência em grandes clubes - casos de Grêmio, Cruzeiro e Internacional -, o zagueiro era considerado um reserva aceitável de Anderson Martins e Breno.

Entre vendas e rescisões, Galhardo, Fabrício e Erazo chegam para serem titulares

(Foto: Lucas Uebel/Getty Images) 

Sem acumular tantos jogos desde 2015, Galhardo rodou o Brasil e o mundo até chegar ao Vasco. O lateral formado no Flamengo passou por Santos, Bahia, Grêmio, Anderlecht (BEL), Atlético-PR e Cruzeiro. Dos últimos, obteve sucesso somente no Santos e no Grêmio; pouco fez nas outras equipes. Chega ao Vasco ainda para se provar.

Sem poder contar com Ramon, lesionado, o Vasco acertou a contratação de Fabrício, ex-Internacional e Cruzeiro. Além de atuar como lateral, Fabrício pode ser útil também como meia. Apesar do comportamento estourado, já visto em alguns clubes, o lateral é polivalente e pode ajudar bastante o Gigante da Colina

Sem jogar muito no Atlético-MG, 'El elegante' - como é chamado Erazo - chegou ao Vasco tendo jogado apenas três partidas na temporada passada. O zagueiro sofreu com as lesões e sucumbiu a boa fase de Gabriel e do contratado Felipe Santana. No Vasco, Erazo tem tudo para ser titular e terá tudo para recuperar o futebol.