Apoiado por Eurico, Campello é eleito novo presidente do Vasco

Noite foi marcada por protestos, que resultaram em gás de pimenta do lado de fora da Sede Náutica, e um misto de sentimentos na sessão de votação. Novo presidente toma posse na próxima semana

Apoiado por Eurico, Campello é eleito novo presidente do Vasco
Foto: Divulgação:Vasco da Gama

Enfim, um presidente. Após cortar ligação com o candidato Julio Brant de última hora e se juntar com a chapa do ex-presidente do clube, Eurico Miranda, Alexandre Campello ganhou força para disputar a presidência do Vasco e conseguiu sair vitorioso. Com 154 votos contra 88, o candidato se tornou o novo presidente do clube na noite desta sexta-feira, dia 19, em cerimônia realizada na Sede Náutica do clube. 

Ansiedade para a votação e protestos 

A falta de uma solução na presidência do clube afetou diversas coisas, como os jogadores e a torcida, que se divide entre as chapas. Na véspera da votação de hoje, um grande grupo de torcedores do Gigante da Colina protestou na porta do local, carregando faixas de apoios ao Julio Brant (veja na imagem abaixo), e fazendo gritos de ordem contra Eurico Miranda e Alexandre Campello, principais alvos do protesto. Os ânimos se acalmaram quando, com seus 94 anos e toda uma história no clube, Antônio Soares Calçada, em sua cadeira de rodas, chegou ao local e foi recebido com carinho pelos torcedores ali presentes. Dentro da Sede, ao se levantar para votar, Calçada foi aplaudido de pé por todos os conselheiros que estavam no local.

Foto: Beatriz Pessôa

Confusões dentro da Sede

Se do lado de fora houve confusão e, em determinado momento, intervenção mais dura da polícia, dentro do local a situação quase se igualou. No momento da contagem dos votos para a presidência do Conselho Deliberativo do clube, Julio Brant se levantou e pediu a palavra. Em sua fala, comentou sobre a mudança de chapa de última hora do Alexandre Campello e disse que a vontade dos sócios do clube deve ser respeitada sobre o próximo presidente. Vale lembrar que pela votação de sócios, a qual houve confusão com a tão falada "Urna 7", a chapa encabeçada por Brant saiu vitoriosa. 

Os ânimos aumentaram, criando uma grande confusão dentro da sessão, onde as chapas discutiram. Em outro momento, Eurico Miranda pediu a palavra, fazendo com que novamente os ânimos ficassem exaltados. Houve discussão entre o ex-presidente do clube e o candidato Julio Brant. Além da confusão física, teve também vaias e gritos de protestos. 

Eleições e novas presidências no clube

Duas presidências estavam em jogo na noite desta sexta-feira: a do Conselho Deliberativo do Clube, disputada pela chapa de cartão azul, do Roberto Monteiro, da chapa do candidato Alexandre Campello, e a chapa do cartão amarelo, do Eduardo Rebuzzi, da chapa do Julio Brant.

Ao todo, 254 de 300 conselheiros participaram da votação, sendo 145 eleitos, 67 beneméritos e 42 beneméritos natos. Após a apuração, veio o resultado: Monteiro novo presidente do Conselho com 158 votos, batendo os 96 votos para Rebuzzi. Sob vaias, o novo presidente tomou posso para, enfim, ter a eleição para a presidência do clube.

Foto: Divulgação/Vasco da Gama

Veio a principal votação da noite, a da presidência do clube. Na disputa, Campello e Brant. Ao total, 242 conselheiros participaram e votaram nas urnas, elegendo Alexandre Campello, da chapa do Roberto Monteiro, para presidente do Vasco no triênio 2018/2020 com 154 votos contra 88 do Julio Brant.