Em jogo com dois gols e duas expulsões, Vasco avança na Libertadores

Com gols de Paulinho e Pikachu, Vasco elimina o Concepción e espera o vencedor  de Oriente Petrolero e Jorge Wilstermann

Em jogo com dois gols e duas expulsões, Vasco avança na Libertadores
Fonte: Paulo Fernandes/ Vasco.com.br
Vasco
2 0
Universidad Concepción
Vasco : Martín Silva; Henrique, Ricardo, Erazo (expulso), Yago Pikachu; Wellington, Desábato ( Riascos) ; Paulinho, Evander (Paulão), Wagner ( Andrey); Andrés Ríos
Universidad Concepción: Muñoz; De La Fuente, Mencia, Martínez, Berrios; Camargo, Manríquez; Droguett, Morales, Jonathan Benítez (Luis Riveros); Silva (Amarilla)
Placar: 1-0, min 5, Paulinho. 2-0, min 41, Yago Pikachu.
ÁRBITRO: José Argote (COL).
INCIDENCIAS: Jogo de volta da Primeira fase da Copa Libertadores da América entre Vasco e Universidad Concepción. A partida foi disputada no Estádio de São Januário

Na noite desta quarta-feira (7) o Vasco da Gama recebeu a equipe chilena do Universidad Concepción, diante de, aproximadamente, 13 mil torcedores em São Januário. Acumulando um 4x0 na primeira partida, o time carioca fez novamente o dever de casa e venceu por 2x0, avançando assim para a próxima fase da Libertadores. A equipe agora espera o vencedor do duelo boliviano: Jorge Wilstermann e Oriente Petrolero. O Gigante da Colina volta a competir pela Copa Libertadores da América já na próxima quarta (14).

Fonte: Paulo Fernandes/ Vasco.com.br
Fonte: Paulo Fernandes/ Vasco.com.br

Primeiro tempo morno e oportunismo vascaíno

Com a mesma equipe que atuou no Chile, o Vasco comandado pelo técnico Zé Ricardo começou a todo o vapor no início do primeiro tempo. Logo na primeira chegada do time à defesa chilena, Ricardo lança uma bola da zaga que chega aos pés de Wagner. Invadindo a pequena área, cruza para Paulinho, que só teve o trabalho de escorar a bola. Gol que colocou o atacante ao posto de mais jovem jogador a marcar na competição internacional com a camisa cruzmaltina.

Depois do gol, os anfitriões recuaram, dando espaço para o time de Concepción fazer novas investidas ao ataque. Como no Chile, a parte ofensiva da equipe chilena não soube aproveitar suas oportunidades que, na maioria das vezes, foram proporcionadas por erros da defesa vascaína. Martín Silva operou duas defesas consideradas difíceis, justificando a paixão da torcida vascaína por ele. 

Já no final da etapa, o time cruzmaltino retomou as rédeas da partida. Utilizando-se de outra jogada de cruzamento, Paulinho acha Yago Pikachu livre para cabecear, aumentando assim, o placar na Colina histórica.

Segundo tempo de expulsões e pouco futebol

No começo da etapa complementar, um princípio de silêncio pairou sobre o estádio: Com apenas 3 minutos, Erazo agride Pacheco antes da cobrança de falta a favor do Concepción, e levou diretamente o cartão vermelho.

Por conta deste imprevisto, Zé Ricardo sacou Evander da partida, substituindo-o por Paulão. A partir daí o Vasco procurou administrar a partida por conta da inferioridade numérica em campo. Aos 17 minutos, também de forma desleal, De La Fuente deixa o pé na coxa de Wagner, sendo expulso na hora pelo juiz.

Proporcionalmente iguais, mas tecnicamente distantes, o time cruzmaltino perdeu várias chances claras de gol. A fragilidade do time visitante era nítida, contudo a falta de precisão do ataque vascaíno pesou no mantimento do placar final: 2x0

No agregado, Ficou 6x0 para o Vasco da Gama, voltando com moral à maior competição do continente.