Após goleada, Zé Ricardo mostra confiança para jogar na altitude: "Vamos superar"

Vantagem de quatro gols traz confiança aos vascaínos, mas jogar bem acima do nível do mar preocupa e mantém o alerta ligado

Após goleada, Zé Ricardo mostra confiança para jogar na altitude: "Vamos superar"
São Januário - Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Surpreendendo na Pré-Libertadores, o Vasco conseguiu mais um ótimo resultado e goleou o Jorge Wilstermann por 4 a 0, em São Januário, mantendo a boa fase e ficando muito perto de carimbar sua vaga na fase de grupos da mais importante competição da América do Sul.

Com o nome gritado pela torcida, Zé Ricardo é visto como o principal responsável das boas atuações vascaínas neste início de campeonato. O elenco sem estrelas gerou desconfiança nos adeptos, mas a consciência e a consistência tática fazem com que o melhor de cada jogador se sobressaia, abusando do jogo coletivo e de ataques letais, afunilando as ações defensivas do adversário.

Sobre o elenco, Zé elogiou o comprometimento dos atletas: "Temos um grupo muito bom de trabalho. O nível de profissionalismo dos nossos atletas é de orgulhar", e completou com: "Estávamos confiantes. A vitória foi construída na nossa maneira de jogar. Os gols no fim coroaram a atuação nossa".

Um dos destaque da equipe até aqui é Yago Pikachu. Voltando à lateral, sua posição de origem, o paraense se readaptou rapidamente à função e tem aparecido como uma ótima arma ofensiva, tendo marcado gols em todas as três primeiras partidas da Pré-Libertadores.

"Quando formatamos o nosso elenco, demos prioridade a versatilidade. Yago Pikachu se readaptou rápido na lateral", disse o comandante cruzmaltino, elogiando seu atleta.

Agradado com a atuação dessa quarta, o treinador disse: "Hoje vi uma equipe leve, solta. O primeiro tempo tivemos mais de 70% de posse de bola. Podíamos ter tido vantagem maior", mas continuou equilibrando o seu discurso com: "Sem dúvida uma boa vantagem. Conquistada com merecimento. Mas temos de ter os pés no chão. Não vejo jogando diferente".

Zé Ricardo assumiu que será sua primeira experiência na altitude, mas se mostrou confiante, mesmo "mantendo os pés no chão", como havia dito. "Primeira vez que vou jogar na altitude. Vamos superar. Não vejo problema em jogar lá. A bola corre mais na altitude", finalizou o treinador.