Mancini condena arbitragem no empate com a Ponte: "Errou e nos tirou uma ajuda na tabela"

Técnico do Vitória ficou na bronca com Ricardo Marques Ribeiro; treinador também falou sobre desgaste físico do time; Kieza, mais acintoso, pôs culpa do empate também no juíz

Mancini condena arbitragem no empate com a Ponte: "Errou e nos tirou uma ajuda na tabela"
Foto: Francisco Galvão/EC Vitória

Após resultado positivo em plena Arena do Grêmio contra o tricolor gaúcho na última quinta-feira (23), o Vitória esteve perto de mais três pontos mas ficou no empate de 1 a 1 no Barradão contra a Ponte Preta. O resultado deixou o clube baiano próximo da zona de rebaixamento, na 14° posição com apenas 13 pontos.

Os jogadores e comissão técnica do Vitória reclamaram bastante ainda em jogo e após o apito final. Dois lances no segundo tempo que foram anulados pelo árbitro não passaram em branco: impedimento marcado em cabeceio de Kieza e toque de mão do Dagboerto marcado aos 50 minutos, em jogada que seria o gol da virada do time de Vágner Mancini.

Para o treinador, em entrevista coletiva no estádio, o resultado poderia ser diferente. Contando sobre erro do árbitro, Vágner salientou que o time estaria em situação melhor na tabela: "Infelizmente o árbitro errou e isso nos tirou uma grande ajuda na tabela. No jogo, ele não teve participações destacadas, a não ser nos erros. Ele teve a chance de voltar atrás, quando consultou o assistente, gerou uma dúvida."

Mas nem só da arbitragem falou o comandante baiano. O técnico sentiu o desgaste de uma semana completa e viu seus jogadores com problemas dentro de campo. "Estavamos desgastados fisicamente. Tivemos jogo na quinta e viagem logo após. Mas isso acontece com outros times então não podemos usar como desculpa paa o resultado, porém perdemos tempo das jogadas e todas as segundas bola ficavam com a Ponte. Vamos acertar tudo até quarta-feira, não podemos mais oscilar", reforçou

Vágner também falou de suas substituições. "No momento da partida, Gabriel saiu por não termos necessidade de contar com mais um jogador veloz. Marcelo entrou no lugar de Amaral porque o prórpio já não estava mais aguentando ficar em campo, estava se arrastando", ressaltou, entendendo que Leandro Domingues era opção para o segundo tempo.

Kieza, que tomou terceiro amarelo e desfalcará time na próxima rodada, ainda irritado, reforçou ideia que o árbitro teve influência direta no resultado da partida. "O Ricardo mentiu na cara dura e disse que poderia ter sido mão. O juíz assumiu a responsabilidade. Se a gente falar demais na imprensa, corre risco de tomar gancho."

Além de Kieza, o Vitória não contará com Marinho - que foi vetado instantes antes da partida de hoje - e Fernando Miguel. O goleiro teve de ser substituído por lesão na panturrilha e nesta segunda (27) deve se submeter a exames. Os baianos voltam a campo na quarta-feira (29) às 19h30 em casa para enfrentar o Sport, em jogo válido pela 12° rodada do Campeonato Brasileiro.