David comemora gol no triunfo do Vitória: "Estou feliz por ajudar"

Ainda assim, mesmo com triunfo sobre o América-MG, a torcida do Leão vaiou o time após o apito final do árbitro

David comemora gol no triunfo do Vitória: "Estou feliz por ajudar"
Jogadores do Vitória comemoram gol no triunfo sobre o América-MG (Foto: Divulgação/E.C. Vitória)

O Vitória voltou a vencer no Brasileirão, após oito partidas sem triunfo. O Leão bateu o lanterna América-MG por 2 a 1 neste domingo (28), na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA). Os gols do rubro-negro baiano foram marcados por Marcelo e David. Danilo descontou para o Coelho

O atacante David, autor do segundo gol do triunfo do Vitória, comemorou o tento e disse que o feito melhorou sua autoestima. "A gente estava convencendo, mas podia dar mais. O Vander saiu machucado e eu estava precisando do gol para melhorar minha autoestima. Estou feliz por ajudar. Dá para respirar um pouco, mas o foco é o mesmo, porque nosso lugar é lá em cima", contou.

Ao término do jogo, a torcida baiana vaiou o time pelo fraco futebol apresentado e do sufoco que passou nos minutos finais após o gol dos mineiros. O lateral Diego Renan criticou a insatisfação dos torcedores.

"Isso eles (torcedores) é que têm que responder (sobre as vaias). Estamos fazendo nosso trabalho. Nem sempre faremos o que querem ver. Hoje conseguimos a vitória. Torcedor tem que entender que três pontos em casa é importante, independente de como for. As vezes não vamos jogar tão bem, mas vamos conquistar a vitória. (...) Algumas vezes a gente joga bem e perde. Hoje fizemos um bom jogo e conseguimos a vitória", disse.

O técnico rubro-negro Vagner Mancini também comentou sobre as vaias."O torcedor quer ver o seu time ganhar. Não podemos, de maneira alguma, tirar isso do torcedor. Nós somos torcedores. Esse é o papel do torcedor. Eu tenho que entender. Ele veio, incentivou. A gente não tem nada contra as vaias. Em determinado momento, elas são bem-vindas porque é importante para que não haja acomodação. Estamos vivendo um momento difícil, em que a ansiedade faz parte do ingrediente do jogo. Ganhar com folga talvez não venha neste momento. O mais importante é que a equipe venceu", afirmou.

"O Vitória fez um bom jogo no geral. Oscilou um pouquinho. O América-MG teve o domínio em alguns momentos do jogo, no início e no final. No mais, o Vitória colocou a bola no chão e tentou jogar. A equipe fez 1 a 0 e voltou diferente no segundo. Adiantamentos a marcação. Chegamos ao segundo gol e tivemos oportunidades para fazer mais. Acabamos tomando gol em um erro coletivo. Passamos seis ou sete minutos de sufoco, o que é normal", enfatizou Vágner avaliando a exibição do time.

Ao final da coletiva, Mancini reclamou com os repórteres por que não perguntaram a ele sobre a substituição do meia colombiano Cárdenas, que fez o cruzamento na cabeça de David na jogada do gol que deu o triunfo.

"Ninguém vai me perguntar por que substituí o Cárdenas?", questionou e em seguida teve o seu pedido atendido. "Àqueles que me criticaram, eu estava assistindo o mesmo jogo. O Cárdenas leva a mão na parte posterior da coxa. Eu pergunto, e ele fala que sentiu. De repente, eu substituo ele. Ai vem uma enxurrada de críticas. Queria perguntar a quem me criticou se não viu Cárdenas colocar a mão na coxa", explicou o treinador. 

Com os três pontos, o Vitória deixou a zona de rebaixamento. O time ocupa a 15ª colocação com 26 pontos. O próximo jogo do time baiano será contra o Coritiba, pelo confronto de volta da Copa Sul-americana, nessa quarta-feira (31), às 17h, no Estádio Belfort Duarte, em Curitiba (PR). Já pelo Brasileirão, o Leão só volta à campo no próximo dia 7, uma quarta-feira, às 19h30 para visitar o Atlético-MG, no estádio do Independência.