Frustrado com momento do Vitória, Willian Farias quer coletivo acima do individual

Capitão concedeu coletiva após treinamento nesta quinta-feira (3) e reitera o desejo também de confiança para tentar resultado positivo no Barradão

Frustrado com momento do Vitória, Willian Farias quer coletivo acima do individual
Foto: Francisco Galvão/Vitória

Durante esta quinta-feira (3), o Vitória treinou na Toca do Leão em apenas um período, visando o duelo contra o Atlético-PR na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, que será no domingo (6). Argel Fucks comandou um trabalho tático e foco em bolas paradas. O time está na 17° posição com 36 pontos, a primeira equipe dentro da zona de rebaixamento.

Depois da preparação, o volante Willian Farias falou em entrevista coletiva. O atleta, considerado umas das principais peças do time mesmo na mal temporada, esquece de seu bom momento individual, mostrando que a equipe está unida no sentido de tirar o Vitória da zona da degola.

“Não importa não ser criticado, porque eu não vejo o individual, vejo o coletivo. O Vitória tem sido contestado, então eu me entrego da mesma maneira que os outros. Difícil você ver um Kieza ser questionado, o Marinho como foi, o Zé Love, uma zaga, e você ficar fora dessa situação, sendo que eu faço parte de um todo. Assim como eu sempre falo, não é o Marinho o salvador da pátria, porque ele não joga sozinho. É o momento de unir forças, não pensar no individual, e sim no coletivo. Claro, como capitão, talvez eu tenha uma responsabilidade maior de fazer com que a equipe se motive.", declarou Willian.

Nem só do coletivo da equipe Willian comentou. O capitão também deixou claro que não está satisfeito com o momento rubro negro. “Eu te garanto que não tem nenhum cara mais frustrado do que eu aqui com esses três resultados. Um cara que, no meu modo de ver, sinto bastante o momento, sinto a derrota. Os torcedores saem tristes, mas não tem, talvez, um cara mais frustrado do que eu e do que a nossa equipe, porque é triste você ver um Barradão lotado como estava contra o Cruzeiro e não conseguir dar de presente para o torcedor a vitória."

"A gente poder chegar em casa e dizer: ‘Pô, hoje deu certo’, para minha esposa, meus filhos. Poder estar com uma cara melhor em casa. Não ache que a gente perde um jogo e chega em casa feliz, sorrindo. As vezes a maior importância que a gente tem é chegar em casa, olhar para a esposa e os filhos e saber que deu certo. E o quanto é triste chegar e se lamentar do que deu errado.", comentou também o capitão, complementando sobre a vida pessoal quando envolvida com os resultados do time em campo.

Farias comentou também sobre a necessidade de vencer em casa, alertando para um fôlego a mais com o empate no Rio de Janeiro contra o Fluminense.  “A gente pensa primeiramente em vencer, dar o nosso melhor, para que o Vitória sempre vença. A gente sabe que a torcida vai comparecer. Nesse último jogo, a gente recuperou a confiança de voltar a jogar bem. Aqui no Barradão, a gente tem que recuperar essa confiança na vitória e passar essa confiança para o torcedor”, encerrou.

No Barradão e com promessa de casa cheia mais uma vez, o Vitória receberá o Atlético-PR às 17h no horário de Brasília (16h em Salvador) pela 34° rodada da Série A.