Vitória goleia, se mantém fora do Z-4 e confirma rebaixamento do Figueirense

De quebra, equipe Baiana abriu três pontos de vantagem para o Internacional, que joga na segunda-feira (21); Figueirense é rebaixado para Série B de 2017

Vitória goleia, se mantém fora do Z-4 e confirma rebaixamento do Figueirense
(Foto: Francisco Galvão / EC Vitória)
Vitória
4 0
Figueirense
Vitória: FERNANDO MIGUEL; JOSÉ WELISON (EULLER), KANU, VICTOR RAMOS, DIEGO RENAN; WILLIAN FARIAS, MARCELO, CÁRDENAS; MARINHO (TIAGO REAL), ZÉ LOVE (DAVID) E KIEZA. TÉCNICO: ARGEL FUCKS
Figueirense: GATITO FERNÁNDEZ; AYRTON, BRUNO ALVES, WERLEY E MARQUINHOS PEDROSO; JOSA, JACKSON CAUCAIA (YAGO) E BADY (RENATO); LINS, EVERTON SANTOS (RAFAEL SILVA) E RAFAEL MOURA. TÉCNICO: MARQUINHOS SANTOS
Placar: 1-0, MIN. 23, WILLIAN FARIAS. 2-0, MIN. 46, ZÉ LOVE. 3-0, MIN. 56, KIEZA. 4-0, MIN. 61, MARINHO
ÁRBITRO: LUIZ FLÁVIO DE OLIVEIRA (GO). AUXILIARES: MARCELO CARVALHO VAN GASSE (SP) E MIGUEL CATÂNEO RIBEIRO DA COSTA (SP)
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 36ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO 2016, REALIZADA NO ESTÁDIO BARRADÃO, EM SALVADOR/BA

Pela 36ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro de 2016, Vitória e Figueirense se enfrentarem no Barradão na tarde deste domingo (20). A partida era fundamental para as duas equipes que lutam contra o rebaixamento. Quem levou a melhor foi o Vitória que conseguiu golear o Figueira e segue firme no desafio de se manter na primeira divisão. O placar final foi de 4 a 0 para o time da casa.

Com essa goleada, o Figueirense está matematicamente rebaixado para a segunda divisão nacional. Willian Farias, Zé Love, Kieza e Marinho marcaram os gols da partida e promoveram uma grande exibição em tarde chuvosa diante do estádio lotado.

Na próxima rodada, o Vitória vai encarar o Coritiba fora de casa. O jogo está marcado para o estádio Couto Pereira no dia 28 de novembro, segunda-feira. Já rebaixado, o Figueirense vai receber o Fluminense no próximo domingo (27) no estádio Orlando Scarpelli.

Vitória se destaca no primeiro tempo de gols perdidos

Com as duas equipes necessitando muito vencer a partida para fugir do temido rebaixamento, o jogo não poderia ser diferente. Ao total foram 25 finalizações no primeiro tempo. 18 do Vitória e 7 do Figueirense.

A partida também não poderia ser fácil. Logo aos 15 segundos de jogo, houve a primeira parada. O lateral-direito Zé Welison, do time da casa, dividiu uma bola com o atacante Lins, do Figueira, e levou a pior no lance. O treinador Argel Fucks foi obrigado a promover a substituição do lateral logo no inicio da partida. Euller entrou no jogo.

Quando a bola voltou a rolar no gramado do Barradão, as duas equipes optaram por trocar passes até achar algum espaço para a criação de jogadas mais perigosas. Com as duas equipes fechadas no sistema defensivo algumas bolas foram levantadas na área. Para o vitória a alternativa aérea era Kieza, já para o Figueirense a alternativa era Rafael Moura.

A primeira chance mais clara de gol foi do Vitória aos sete minutos. Após cobrança de escanteio, Vitor Ramos escora a bola de cabeça em direção ao Kieza. Porém, o atacante estava desequilibrado, mas mesmo assim conseguiu mandar a bola na trave. Assustando o Figueirense.

A resposta dos visitantes veio um minuto depois com o atacante Lins. Após contra-ataque rápido da equipe Catarinense a bola foi lançada até o atacante Lins, que invadiu a área. Ao tentar fazer o cruzamento a bola desviou em Diego Renan que quase mandou contra o próprio patrimônio ao tentar fazer o corte. A bola saiu para escanteio.

O jogo era lá e cá. Aos nove minutos, foi a vez do Vitória tentar um contra-ataque. Com muita velocidade, a equipe Rubro-Negra chegou ao ataque com Marinho. Mesmo no chão e desequilibrado, o atacante conseguiu finalizar, mas mandou a bola para fora, não levando perigo para o goleiro Gatito Fernándes.

Após diversas finalizações sem muito perigo das duas equipes, o Vitória conseguiu abrir o placar aos 23 minutos de jogo. Após um bate e rebate dentro da grande área a bola sobrou com o volante Willian Farias, que de primeira chutou muito forte para abrir o placar. A bola ainda bateu no travessão antes de balançar as redes. 1 a 0 Vitória.

O Figueirense não sentiu o gol que sofreu e, quando a bola voltou a rolar, a equipe comandada por Marquinhos Santos logo tentou responder. Pelo lado esquerdo Lins invadiu a área e tirou de Kanu. Na hora do chute mandou cruzado e obrigou o goleiro Fernando Miguel fazer uma grande defesa.

Com o resultado parcial, o Figueira estava sendo rebaixado, mas dentro de campo a equipe seguiu no ataque. Aos 27 minutos Everton Santos cruzou do lado direto de campo, a bola sobrou com o centroavante Rafael Moura, que dentro da pequena área perdeu um gol inacreditável. A bola desviou na coxa do jogador e saiu pela linha de fundo.

Em resposta um minuto depois, o Vitória chegou no ataque novamente com “Di Marinho”. O atacante da equipe de casa mandou um chute de perna esquerda que passou muito perto da trave do Figueirense. Mais uma vez assustando a equipe visitante.

O Figueirense chegou novamente com perigo após uma cobrança de falta no lado direito de ataque. Ayrton cruzou a bola para a grande área, e Bruno Alves cabeceou em direção ao gol, mas Fernando Miguel bem colocado e atento ao lance caiu para fazer a defesa.

Aos 33 minutos após a defesa do Figueirense afastar mal, a bola sobrou com o time do Vitória. Diego Renan foi lançado no lado esquerdo de campo, tirou do marcador e chutou para o gol, novamente Gatito Fernándes fez boa defesa, evitando o segundo gol do time da casa. Só dava Vitória, três minutos mais tarde a equipe Baiana chegou com perigo com o Euller. Após bate e rebate a bola sobrou com o lateral que finalizou de dentro da área. A bola saiu passando muito perto da trave de Gatito.

O Figueira chegou mais uma vez no primeiro tempo. Após troca de passes da equipe de Santa Catarina, a bola sobrou com Rafael Moura que de perna esquerda chutou de primeira, a bola desviou em Victor Ramos e saiu em linha de fundo.

Ainda deu tempo da equipe da casa perder mais um gol. Kieza recebeu a bola na área e bateu cruzado. A bola bateu no travessão. No rebote Marinho perdeu o gol, mesmo estando sozinho dentro da pequena área.

Com direito a goleada no segundo tempo, Vitória confirma o rebaixamento do Figueirense

O Vitória não quis dar chance para o azar e logo no primeiro lance do segundo tempo, aos 34 segundo, marcou mais um gol. Zé Love aproveitou a sobra e da entrada da área arriscou um chute de perna esquerda e foi feliz na finalização. 2 a 0 Vitória.

Ainda pensando em pelo menos empatar a partida, o Figueira tentou o primeiro ataque do segundo tempo. Aos sete minutos Everton Santos cruzou para a área e Lins chutou de primeira. Fernando Miguel fez boa defesa. Um minuto depois Bady arriscou outro chute e obrigou Fernando Miguel a fazer mais uma defasa. Buscando mais velocidade, Marquinhos Santos promoveu a entrada de Yago na vaga de Jackson Caucaia aos nove minutos.

A alteração do Figueirense não funcionou. Isso porque dois minutos mais tarde o Vitória aumentou o placar. Marinho carregou a bola e fez bom passe para Kieza, da entrada da área o atacante chutou cruzado de perna direita para o fundo do gol. Vitoria 3 a 0. Kieza estava a sete rodadas sem marcar gols.

O sonho do Figueirense, de se manter na elite do futebol Brasileiro, que já era complicado ficou praticamente impossível. Aos 15 minutos o Vitória chegou muito forte ao ataque e marcou o quarto. Um golaço. Marinho, que já era muito festejado pela torcida, recebeu um passe pela direita e chutou colocado no ângulo de Gatito Fernándes, que não teve o que fazer. Vitória 4 a 0.

A única grande chance do Figueirense no segundo tempo foi com Rafael Moura aos 29 minutos. De fora da área o atacante mandou um foguete e acertou o travessão de Fernando Miguel. O goleiro não chegaria na bola.

Com o placar administrado o Vitória apenas trocava passes e buscava se defender das poucas oportunidades criadas pelo Figueirense. A torcida do time da casa fazia a festa. Mesmo com chuva na capital Baiana o torcedor não abandonou a equipe e compareceu em bom número no estádio. Ao todo eram 22.648 torcedores que gritavam “Olé” e comemoravam a importante vitória da equipe.

Para o Vitória, que luta contra o rebaixamento, a goleada foi de grande importância na tarde deste domingo. O time Baiano abre três pontos de vantagem para o Internacional, 17º colocado com 39 pontos. Além disso, o saldo de gols do Vitória melhorou em relação ao Colorado. Agora o Rubro-Negro tem um saldo de -2, enquanto o Inter possui um saldo de -6. Agora o Vitória deve torcer para o Corinthians, que enfrenta o Internacional na segunda-feira (21), em São Paulo. Uma vitória da equipe Paulista aliviaría muito a situação do time da boa terra.

Com a derrota de goleada, o Figueirense está matematicamente rebaixado para a Série B. A equipe de Santa Catariana fecha a rodada com seus 34 pontos na 18ª colocação e já não pode alcançar nenhum outro time fora do Z-4..