Buscando melhores momentos, Vitória e Vasco se enfrentam no Barradão

Rubro-Negro almeja confirmar boa sequência e sair do Z-4, enquanto Vasco quer esquecer episódios ocorridos no clássico e retomar posto no G-6

Buscando melhores momentos, Vitória e Vasco se enfrentam no Barradão
Foto: Paulo Fernandes/Vasco
Vitória
Vasco da Gama
Vitória : Fernando Miguel; Patric, Kanu, Ramon, Geferson; Yago, Uillian Correia, Carlos Eduardo, Cleiton Xavier; David, André Lima; TEC: Alexandre Gallo.
Vasco da Gama: Martín Silva; Gilberto, Rafael Marques, Jomar, Henrique; Jean, Wellington, Mateus Vital, Yago Pikachu, Wagner (Escudero); Thalles; TEC: Milton Mendes.
ÁRBITRO: Antonio Dib Moraes de Souza - PI (CBF); auxiliado por: Cleriston Barreto Rios - SE (CBF) e Fabio Pereira - TO (CBF); Adicionais: Cáudio Francisco Silva - SE (CBF) e Alisson Furtado - TO (CBF)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2017, a ser realizada na noite desta quarta-feira (12), às 21h45 (de Brasília), no Estádio Manoel Barradas, o Barradão, em Salvador.

Nem uma semana se passou após toda a confusão que marcou o pós-jogo entre Vasco da Gama e Flamengo, no último sábado, e a equipe da colina volta a campo, diante de outro Rubro-Negro, só que desta vez, o baiano. Vindo de vitória contra o Atlético-GO, em partida que também ocorreu no último sábado, o Vitória espera, diante do Vasco, confirmar a boa fase para tentar, de vez, escapar da zona de rebaixamento do Brasileiro. Já o Cruz-maltino, almeja esquecer os problemas, de fora e de dentro de campo, como a ausência de Luís Fabiano, lesionado e a possível venda de Douglas, além do desfalque do camisa 10 Nenê, para voltar a trilhar caminhos de triunfo.

Ocupando a 17ª posição na classificação, com 12 pontos, o Leão da Barra espera, em casa, subir de vez na tabela, visando o rival Bahia, 16º com os mesmos 12 pontos. Já o Vasco, que vinha ocupando vaga no G6 frequentemente, com a derrota para o rival Flamengo, no sábado, despencou para o décimo posto, somando 16 pontos, apenas quatro a mais que o próximo adversário, mostrando a necessidade de voltar a pontuar logo, ou o Z4 pode começar a ameaçar.

Um misto de um piauiense, dois tocantinenses e dois sergipanos comandarão disciplinarmente a partida. Com o apito na mão, Antonio Dib Moraes de Souza, do Piauí, e para seu auxílio, os assistentes Cleriston Barreto Rios, do Sergipe, e Fábio Pereira, do Tocantins, além dos adicionais Cláudio Francisco Lima e Silva, do Sergipe e Alisson Sidnei Furtado, do Tocantins. Todos fazem parte do quadro de arbitragem da Confederação Brasileira de Futebol.

Leão afina parte tática para enfrentar o Vasco

Sem mostrar o trabalho, com portões fechados, o técnico Alexandre Gallo finalizou a preparação da equipe do Vitória para o duelo diante do Vasco, nesta quarta (12), no Barradão. O treinador aproveitou a privacidade e ausência da imprensa para ajustar o posicionamento dos atletas em campo, visando postar melhor a equipe para o enfrentar o clube carioca.

Após, Gallo comandou uma atividade de bolas paradas, mesclando formações ofensivas e defensivas, tentando melhorar o posicionamento e evitar que o Vasco usufrua de liberdade nestes fundamentos. Os trabalhos foram encerrados com um treino de dois toques.

A notícia ruim, e que aliás, vem tirando o sono do treinador da equipe, Alexandre Gallo, e dos torcedores, é a lesão no joelho de Willian Farias. Na última segunda-feira, o Departamento Médico da equipe baiana confirmou o afastamento do atleta por pelo menos três semanas, para resolver o problema físico.

Pela primeira vez, o Rubro-Negro perderá o atleta por um período tão longo, o que preocupa a Comissão Técnica do clube, pela perda de qualidade no meio campo, mas que não chega a ser um problema tão grande, já que nos sete jogos dos quais Farias ficou de fora, o Vitória triunfou em cinco, tendo ainda um empate e apenas uma derrota.

Para sua vaga, Gallo deverá escolher entre Renê Santos, ou o quase xará, Uillian Correia, como o principal volante no esquema de contensão no meio. Ainda, Felipe Souto e Bruno Ramires brigam por fora pela vaga, mas sem muita preferência.

Luís Fabiano é vetado para o jogo por problemas físicos

Ainda nem é mês de aniversário do Vasco da Gama, mas o clube já enfrenta um enorme inferno astral. Como se não bastasse a derrota para o maior rival, em seus domínios, no último sábado, e toda a confusão que ocorreu após o apito final, que renderá perdas de mando de campo à equipe e a possível venda do meio-campo Douglas Luiz para o Manchester City, a mais nova péssima notícia que assola o Gigante da Colina é o afastamento de Luís Fabiano, sem previsão de retorno, por problemas físicos.

No centroavante, foi detectado um problema de desequilíbrio muscular, que vem afetando o atleta no quadril, e dando reflexos de dores no joelho, o colocando em situação de incapacidade de enfrentar o Vitória, e talvez até mesmo o Santos, no próximo fim de semana.

O volante Douglas, que cumpriu suspensão diante do Flamengo, está fora da partida, alegando dores no tornozelo. Contudo, informações desta terça-feira (11) sugerem uma possível venda do jovem talento aos ingleses do City, contudo, nada ainda foi confirmado pelo Vasco.

Nenê, que levou o terceiro cartão amarelo, e Bruno Paulista, que se lesionou durante o primeiro tempo do clássico também estão fora. Eles podem retornar na próxima rodada. Já Jean, que também cumpriu suspensão automática no último jogo, retorna ao meio campo. 

Esporte Clube Vitória