Presidente do Vitória mostra alívio com permanência rubro-negra na Série A: "Demos nosso máximo"

Mandatário em exercício, Agenor Gordilho destacou reabilitação da equipe na temporada, apesar de todo o drama envolvido na última rodada do Brasileirão

Presidente do Vitória mostra alívio com permanência rubro-negra na Série A: "Demos nosso máximo"
Foto: Maurícia da Matta/EC Vitória

Por um gol, o Vitória permaneceu na elite do futebol nacional. Diante de um Barradão lotado, a equipe rubro-negra saiu na frente do placar diante do Flamengo, mas permitiu a virada no último lance da partida e foi derrotado por 2 a 1. Se a Chapecoense não virasse o marcador no momento derradeiro e rebaixasse o Coritiba, o Leão da Barra estaria rebaixado. Apesar de todo o susto, drama e desespero, a permanência na Série A do Campeonato Brasileiro para a próxima temporada foi comemorada pelos dirigentes do clube.

O presidente em exercício do clube, Agenor Gordilho, manifestou total alívio com a manutenção na elite e dos recursos financeiros viabilizados com a permanência. Ainda no gramado do Barradão, minimizou o péssimo desempenho como mandante, evidenciado na rodada derradeira, e destacou a reação no segundo turno do Brasileiro.

“Hoje demos nosso máximo, jogando de igual para igual. No fim, a bola presenteou o Flamengo. Nós estamos na primeira divisão, mas não sofremos mais um rebaixamento, como muitos que aí estão, já foi para a B, para a C. Eu peguei na B, com 12 pontos, mas com esse grupo maravilhoso, somos times de primeira divisão. Esse é o presente para minha torcida”, afirmou.

+ Diego marca no fim, Flamengo vira sobre Vitória e garante vaga na fase de grupos da Libertadores

Prestes a deixar o principal cargo do clube, uma vez que as eleições estão programadas para acontecer no próximo dia 13, Gordilho voltou a declarar alívio e enfatizou o trabalho de motivação do elenco, renovação da comissão técnica e celebrou os pontos conquistados como visitante, fundamentais para garantir a sobrevivência a duras penas.

“Meu sentimento é de alívio. Nosso objetivo, quando pegamos esse time no dia 20 de julho, com 12 pontos e a torcida desacreditada, era levantar a moral do grupo. Contratamos a comissão técnica toda nova, demos moral. Em 11 partidas fora, nós vencemos seis, empatamos quatro e só perdemos uma; o Vitória só perdeu para a Chapecoense. Atropelamos todo mundo e viemos lá de baixo, no 19º lugar, o clube entregue, o elenco desmotivado e está aí. Estão de parabéns o elenco e a torcida. Somos clube de primeira divisão. No passado, eles fizeram festa aqui por ter ficado na Série B. Estamos fazendo festa aqui porque somos de primeira divisão”, continuou.

O mandatário do Vitória comentou sobre as vaias recebidas pelos torcedores após o resultado negativo. Agenor Gordilho afirmou que o torcedor tem o direito de fazer o que bem entender, mas voltou a exaltar os esforços do rubro-negro na tarde deste domingo (3). “Torcedor tem direito a tudo. Agora, tem que ver que a gente jogou contra o outro time inteiro, sem cinco titulares. A mesma chance que eles tiveram para ganhar, a gente também teve. Jogamos de igual para igual. O objetivo foi cumprido. De 12 pontos, nós estamos acabando com 43, na primeira divisão. Fomos buscar a classificação lá fora. E aqui dentro atropelamos o Palmeiras. Atropelamos todos lá. Em 11 jogos, só perdemos um. Deus abençoe nosso clube para que ano que vem tenha um destino melhor e lute pela Libertadores”, concluiu.

O Vitória encerrou a participação no Campeonato Brasileiro da Série A 2017 com 43 pontos ganhos, no 16º lugar, à frente do Coritiba apenas no saldo de gols (-8 contra -9). Em 2018, o Leão da Barra vai disputar a Copa do Nordeste, o Campeonato Baiano, a Copa do Brasil e o Brasileirão.