Na estreia no handebol feminino, Brasil domina e bate a bicampeã olímpica Noruega

Ana Paula, Dani Piedade e Mayssa se destacaram na vitória brasileira

Na estreia no handebol feminino, Brasil domina e bate a bicampeã olímpica Noruega
Foto: Reuters
Brasil
31 28
Noruega

No primeiro dia dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o Brasil estreou no handebol feminino contra a Noruega e venceu por 31 a 28, na manhã deste sábado (6), na Arena do Futuro, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca. Destaque para a atuação de Ana Paula que liderou a seleção brasileira ofensivamente.

O confronto entre Brasil e Noruega marcava o encontro entre as duas últimas seleções campeãs do Mundial. Por sua vez, as norueguesas conquistaram ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim (2008) e Londres (2012), chegando com certo favoritismo para os jogos do Rio já que conquistaram o Mundial em 2015.

Entretanto, o Brasil chegou forte para os jogos do Rio 2016 e são os candidatos para derrubarem a Noruega. E ficou provado no primeiro confronto que as meninas são capazes disso. Ana Paula, Dani Piedade e Mayssa foram as grandes destaques da vitória brasileira. Leia a crônica completa abaixo.

Brasil abre vantagem, mas Noruega encosta no fim do primeiro tempo

A Noruega abriu o placar na Arena do Futuro, mas em pouco tempo o Brasil reagiu e conseguiu virar o placar, ficando com a liderança até o final do primeiro tempo. Com boa atuação do trio Dani Piedade, Duda Amorim e Ana Paula, o Brasil dominou as atuais campeões mundiais e conseguiu abrir uma vantagem confortável.

Mas após a exclusão de Dara por cometer três faltas que resultaram em dois minutos fora do jogo, a Noruega aproveitou alguns momentos em que a seleção brasileira foi para o ataque com goleira na linha e encostou no placar, indo para o intervalo apenas um gol atrás no placar: 17 a 16.

Brasil cresce no segundo tempo e vence na estreia

A seleção brasileira voltou melhor para o segundo tempo, aumentando a vantagem e não deixando a Noruega jogar nos primeiros cinco minutos de jogo devido a forte marcação. Porém, as norueguesas apareceram para o segundo tempo e conseguiram empatar o jogo em 18 a 18.

Porém, o Brasil não deixou a Noruega comemorar muito e logo em seguida já abriu sua maior vantagem no jogo, com seis gols de frente. O bom momento da seleção brasileira surgiu justamente logo quando a torcida foi aumentando dentro da Arena do Futuro.

O bom momento do Brasil não era só ofensivamente - com Ana Paula como destaque - mas também defensivamente. Enquanto as meninas resolviam na frente, na defesa a goleira Mayssa fechava o gol. Num contra-ataque de três contra um, a goleira brasileira protagonizou a maior defesa do jogo, levantando o público na Arena do Futuro. 

O jogo caminhou para o final, a Noruega conseguiu diminuir um pouco a vantagem aproveitando cobranças de sete metros, mas a vitória do Brasil já estava decretada.

Foto: Reuters
Foto: Reuters