Brasil perde para a Holanda no handebol feminino dos Jogos Olímpicos (23-32)

Brasil perde para a Holanda no handebol feminino dos Jogos Olímpicos (23-32)
Brasil perde para a Holanda no handebol feminino dos Jogos Olímpicos (23-32)

Agradeço todos que acompanharam esse jogo aqui na VAVEL Brasil, um forte abraço.

Holanda vence o Brasil por 32 a 23 no handbol feminino e está classificada para a semifinal.

2° Tempo: Fim de jogo!

2° Tempo: Holanda próxima da vitória, 30-23

2° Tempo: Holanda volta a abrir, 27-22

2° Tempo: Ale marca, 25-21

2° Tempo: Holanda amplia, 25-19

2° Tempo: Duda manda para fora, segue 24-19 para a Holanda

2° Tempo: Holanda faz e em seguida do meio da quadra Fran aproveita goleira-linha fora e marca, 23-18

2° Tempo: Ale converte os 7 metros, 22-17

2° Tempo: Duda diminui, 21-16

2° Tempo: Holanda abre muito, 21-15

2° Tempo: Holanda segue na frente, 19-15

2° Tempo: Fernanda no arremeso de 7 metros converte denovo, 17-14

2° Tempo: Holanda abre, 17-13

2° Tempo: Belo ponto da Holanda, 16-13

2° Tempo: Fernanda guarda mais um, 15-13

2° Tempo: Fernanda diminui, 15-12

2° Tempo: Holanda amplia, 15-11

2° Tempo: Holanda faz, 14-11

2° Tempo: Fran arremessa mas a goleira holandesa faz a defesa

2° Tempo: Holanda abre, 13-11

2° Tempo: Começa o segundo tempo!

1° Tempo: Fim do primeiro tempo!

1° Tempo: Fernanda converte novamente o lance livre, 12-11

1° Tempo: Jéssica diminui, 12-10

1° Tempo: Holanda abre com acamisa número 8, 12-9

1° Tempo: Técnico holandês pede tempo, 11-9

1° Tempo: Fernanda converte o lance livre, 10-8

1° Tempo: Deonise acerta a trave mais uma vez

1° Tempo: A Holanda faz em seguida, 9-7

1° Tempo: Brasil encosta no placar, 8-7

1° Tempo: Grande arremesso da Fran, 8-6

1° Tempo: Holanda abre denovo, 8-5

1° Tempo: Brasil diminui, 7-5

1° Tempo: Mais um das holandesas, 7-4

1° Tempo: No contra-ataque a Holanda amplia, 6-4

1° Tempo: Virada holandesa, 5-4

1° Tempo: Holanda empata, 4-4

1° Tempo: Ana Paula vira o jogo para o Brasil, 4-3

1° Tempo: Sensacional ponte área do Brasil e o empate, 3-3

1° Tempo: Fernanda coloca lá dentro, 3-2

1° Tempo: Holanda amplia o placar, 3-1

1° Tempo: Holanda na frente novamente, 2-1

1° Tempo: Alexandra empata para o Brasil, 1-1

1° Tempo: UUUUH! Brasil acerta a trave, foi quase

1° Tempo: A Holanda sai na frente, um a zero

1° Tempo: Começa o jogo!

Já classificada, a seleção brasileira feminina de handebol venceu Montenegro na manhã deste domingo por 29 a 23 na Arena do Futuro, na Barra, garantiu a liderança do grupo A e agora vai encaarar a Holanda nas quartas de final.

O triunfo foi sobre um rival que chegou ao Rio credenciado pela conquista da prata em Londres-2012 e como uma das principais forças, mas que virou a maior decepção da modalidade. Foram cinco derrotas em cinco jogos, já tendo entrado em quadra eliminado neste domingo.

Com o resultado, o Brasil chegou a quatro vitórias em cinco partidas, soma 8 pontos e tem 21 de saldo; a Noruega, atual bicampeã olímpica e com 6 pontos, é a segunda colocada. O time europeu ainda encara, às 16h40, a Romênia, que briga com Angola e Espanha por duas vagas - cada país tem 4 pontos.

Mesmo que a Noruega vença, a equipe verde e amarela já é a primeira da chave por levar vantagem no confronto direto com as europeias - ganhou delas na estreia por 31 a 28.

O adversário no mata-mata será a Holanda, quarta na chave B após a derrota por 38 a 34 para a Rússia também neste domingo. Os quatro primeiros colocados de cada um dos dois grupos se classificam, com a vitória valendo 2 pontos e o empate, 1. 

O cruzamento é assim: primeiro colocado do A x quarto do B; segundo do A x terceiro do B; terceiro do A x segundo do B; e quarto do A x primeiro do B.  

O técnico dinamarquês Morten Soubak já repetiu várias vezes que tanto faz o rival da próxima fase, por isso, não via muita importância da posição no grupo. Segundo ele, das 12 seleções, 11 brigam por medalha no Rio. 

No jogo, embora tenha dominado e aberto boa vantagem, o Brasil relaxou na reta final do primeiro tempo e o terminou ganhando com apenas dois gols de diferença, por 12 a 10. Na etapa final, o time do técnico Morten Soubak ampliou a diferença, a administrou e ganhou sem dificuldades. A central Ana Paula foi a maior goleadora do Brasil, com seis, seguida pela ponta Alexandra, com cinco. 

Seja bem-vindo, torcedor! Acompanhe agora a mais um dia de evento nos Jogos Olímpicos Rio 2016! Fique conosco!