Grã-Bretanha surpreende, vence Holanda e conquista o primeiro ouro olímpico no hóquei

Britânicas, em primeira final olímpica, sobem ao lugar mais alto do pódio após vencerem holandesas nos pênaltis

Grã-Bretanha surpreende, vence Holanda e conquista o primeiro ouro olímpico no hóquei
Foto: Divulgação / Twitter / Great Britain Hockey
Holanda
3 3
Grã-Bretanha
Holanda : JOYCE SOMBROEK; WILLEMIJN BOS, MARLOES KEETELS, MAARTJE PAUMEN, MARGOT VAN GEFFEN; LIDEWIJ WELTEN, NAOMI VAN AS, EVA DE GOEDE; KITTY VAN MALE, KELLY JONKER, HOOG ELLEN. TÉCNICO: ALYSON ANNAN-THATE.
Grã-Bretanha : MADDIE HINCH; LAURA UNSWORTH, CRISTA CULLEN, KATE RICHARDSON-WALSH, GISELLE ANSLEY, HOLLIE WEBB; SUSANNAH TOWNSEND, NICOLA WHITE;ALEX DANSON, SOPHIE BRAY. TÉCNICO: CRAIG KEEGAN.
Placar: 1-0, MIN. 8, LILY OWSLEY. 1-1, MIN. 15, KITTY VAN MALE. 2-1, MIN. 24, MAARTJE PAUMEN. 2-2, MIN. 25, CRISTA CULLEN. 3-2, MIN. 36, KITTY VAN MALE. 3-3, MIN. 51, NICOLA WHITE.
ÁRBITRO: MICHELLE JOUBERT. CARTÃO VERDE: CRISTA CULLEN (MIN. 17, 2TH). LAURIEN LEURINK (MIN. 50, 4TH).
INCIDENCIAS: FINAL OLÍMPICA DO HÓQUEI SOBRE GRAMA FEMININO, NA RIO 2016. JOGO REALIZADO NO CENTRO OLÍMPICO DE HÓQUEI, ÀS 17H.

A final do hóquei sobre grama feminino na Rio 2016, foi protagonizado por Holanda x Grã-Bretanha, nesta sexta-feira (19). O jogo de bastante emoção acabou sendo decidido nos pênaltis, e deu a primeira medalha de ouro para a Grã-Bretanha. As meninas da Holanda, ficaram com a sua segunda medalha de prata da história. O jogo acabou em 3 (0) a (2) 3.

As holandesas alçaram voos bem altos, conquistando sete medalhas em sua história olímpica; ouro em Los Angeles em 1984, Pequim em 2008 e Londres em 2012. Prata em Atenas em 2004, e bronze em Seul em 1988, Atlanta em 1996 e Sydney em 2000. Já as britânicas chegaram à sua primeira final de Jogos Olímpicos; a sua melhor colocação fora em duas olimpíadas quando conquistaram medalhas de bronze, em Barcelona em 1992, e Londres em 2012.

Trajetórias até a final olímpica

Na fase de jogos preliminares, a Holanda ocupou o Grupo A, e somou 13 pontos, classificando para as quartas de final em primeiro lugar. Jogaram cinco partidas, ganharam quatro, empataram uma e não tiveram nenhuma derrota. Na fase seguinte eliminaram as argentinas por um placar apertado de 3 a 2. Semifinalistas, empataram em 1 a 1 com a Alemanha, mas ganharam por 4 a 3 nas cobranças de pênaltis.

As britânicas estiveram no Grupo B, acumularam 15 pontos e também classificaram com a melhor campanha. Nos cinco jogos ganharam todos. Nas quartas de final encontraram com as espanholas, e as eliminaram vencendo por 3 a 1. Na semifinal passaram por cima da Nova Zelândia com um placar de 3 a 0.

As holandesas encontraram bastante dificuldades ao longo da Rio 2016, mas devido ao seu histórico olímpico, chegaram até a final com um certo favoritismo. 

O jogo dramático e o ouro conquistado nos pênaltis

O primeiro gol aconteceu logo no primeiro período aos 8 minutos de partida. Lily Owsley da Grã-Bretanha arremessou com força e tirou as chances de defesa da goleira holandesa.

O empate holandês aconteceu aos 43 segundos do segundo período, com Kitty Van Male que deu um arremesso perfeito.

A Holanda surpreendeu e ainda no segundo tempo virou o jogo. O árbitro marcou um penalty córner aos 24 minutos, e Maartje Paumen não perdoou. converteu o gol para a Holanda.

O segundo período estava agitado e ainda sobrou tempo para a Grã-Bretanha empatar as coisas aos 25 minutos com Crista Cullen.

Aos 36 minutos do terceiro tempo Kitty Van Male novamente marcou e colocou a Holanda mais uma vez na frente. 3 a 2.

Na metade do último período, aos 51 minutos Nicola White voltou a deixar tudo igual para a Grã-Bretanha. O empate persistiu até o último minuto do tempo normal, e então o jogo foi levado para os pênaltis.

No shoot out, as britânicas acertaram apenas duas vezes, o que foi o suficiente para superar as holandesas que não acertaram nenhum gol.

A Grã-Bretanha ganhou o seu primeiro ouro olímpico na primeira vez que chega em uma final. A Holanda conquista a sua segunda medalha de prata na histórica olímpica. O bronze ficou com a Alemanha que derrotou a Nova Zelândia por 2 a 1.