Dia da Mulher VAVEL: o bônus e ônus de ser mulher no jornalismo esportivo

Dia da Mulher VAVEL: o bônus e ônus de ser mulher no jornalismo esportivo

Larissa Coelho
Quando entrei na faculdade, sabia que seguiria para o mundo esportivo assim que formasse. Escolhi o jornalismo pois queria contar histórias às pessoas. Era um desejo que seria conquistado a longo prazo, já que histórias eram contadas por homens, e a presença da mulher no esporte era ignorada. A sociedade nos...

Jornalismo esportivo: há problema em revelar o time de coração?

Grande parte dos estudantes que sonha em atuar na área esportiva do jornalismo escolheu a profissão devido à paixão por determinado time de futebol. Porém, quando a oportunidade de trabalhar em um grande veículo de comunicação aparece, a dúvida vem à mente: será que há problema em revelar o time de coração? Assim, a VAVEL Brasil foi atrás de jornalistas e torcedores para saber quais suas opiniões quanto à posição do “torcer ou não torcer” no jornalismo esportivo. Gian Oddi, jornalista e comentarista da ESPN, afirmou que prefere não se manifestar como torcedor enquanto atua para evitar posteriores situações de má fé que possam vir a deslegitimar seu trabalho. No entanto, ele não esconde para qual time torce. Adepto da Roma, Gian não vê problema em um profissional da área torcer por um clube de fora do Brasil. Foto: Divulgação/ESPN “Talvez com exceção de Real Madrid e Barcelona, que já são capazes de...
total: 8 mostrando: 1 - 8

últimas últimas notícias