As mulheres não pedem mais espaço na sociedade; elas querem o que é seu

Em mais um Dia Internacional da Mulher celebrado nesta quinta-feira (8), a VAVEL Brasil abre espaço para que o fim do preconceito, além do direito de torcer e curtir qualquer esporte, sejam reconhecidos

As mulheres não pedem mais espaço na sociedade; elas querem o que é seu
As mulheres não pedem mais espaço na sociedade; elas querem o que é seu

Mais um dia 8 de março chega em nossos calendários e voltam à tona as homenagens às mulheres. Embora estas sejam mais que merecidas e justas, todos são cientes de que os pedidos e desejos estão muito longe do ideal. Todo instante, mulheres sofrem preconceito, assédio de suas inúmeras formas, violência e menosprezo. Ainda assim, elas não desistem e lutam por algo que é previsto pelas Constituições mundo afora e pela Declaração Universal dos Direitos Humanos: a igualdade entre todos os membros da sociedade.

Nada mais justo que elas tenham o que é seu por direito, por mérito e por eficiência no que fazem. As mulheres não pedem mais espaço e superioridade, elas lutam incessantemente todos os dias para conquistarem o que deveria ser proporcionado.

Por isso, nesta quinta-feira (8), a VAVEL Brasil destaca o que lutamos todos os dias, tanto em nosso meio como queremos e gostamos de ver – a relação sensacional e fantástica entre a mulher e o esporte. Vários feitos e momentos estão registrados na história. E algumas redatoras que compõem nosso grupo escreveram sobre diversos temas relacionados com o dia especial.

Abaixo, veja todo o conteúdo produzido

Dia Internacional da Mulher: árdua luta para conquistar seu espaço no futebol

Mulheres, futebol e outras coisas: unidas pelo desejo de igualdade

Relação entre mulheres e esporte: o papel delas nas arquibancadas e nas cabines de imprensa

Como o futebol pode ajudar a mulher conquistar seu espaço dentro e fora de campo

Dia Internacional da Mulher: carta às amantes do esporte

No Dia Internacional da Mulher, o máximo agradecimento à Melânia Luz; saiba quem foi