Milha 81 de Stephen King

Como um carro velho pode se tornar assustador? Assim como "Christine", Stephen King nos leva para uma história aonde o principal meio de transporte do mundo pode se tornar algo mortal

Milha 81 de Stephen King
(Foto: Divulgação)

Stephen King tem o dom de transformar veículos em máquinas de matar. Foi assim em Maximum Overdrive, filme baseado no conto (Trucks) que está presente no livro Sombras da Noite. Ou Christine, um Plymouth Fury 1958, que matava quem fazia oposição a seu dono, o sem sal Arnie Cunnigham.

E é o suspense com o desconhecido que vamos encontrar em Milha 81. Conto lançado em ebook e presente no livro The Bazaar of Bad Dreams, ainda indisponível no Brasil. A história é curta, mas envolvente.

Tem como cenário um posto de gasolina abandonado na milha 81 as margens da rodovia I-95. Pete Simmons, como toda criança tenta provar para os seus amigos e irmão que já é grande o suficiente para se virar sozinho por aí. Depois da recusa do irmão de deixá-lo brincar com seus amigos, decide explorar as entranhas do posto abandonado.

"Um carro passou em direção ao sul, depois outro. Por causa do trailer, não viram a mulher que naquele momento estava metade dentro e metade fora da perua deformada, como o Coelho Quincas preso ao Boneco de Alcatrão. Nem ouviram os gritos. Um dos motoristas escutava uma faixa do Toby Keith; o outro, Led Zeppilin. Ambos tocavam a todo volume suas preferências musicais tão distintas. Na lanchonete, Pete Simmons ouviu os gritos, mas, como estava longe, eles soaram como um eco enfraquecido. As pálpebras de Pete Tremeram. E os gritos cessaram."

Em meio a um local sujo, usado como motel e ponto de drogas, Pete parece se divertir, se “sentindo” o dono do pedaço. Encontra uma garrafa de Whisky e decide tomar alguns goles. Por conta da quantidade de álcool que entrou em seu organismo acaba dormindo na abandonada lanchonete que outrora fora uma franquia da Burguer King. Lá fora uma estranha perua Chevrolet ou Ford adentra ao pátio do posto. O que chama a atenção é estar totalmente suja, a ponto de não se reconhecer que modelo de carro é.

Neste momento vários personagens que seguiam pela rodovia, acabam entrando no posto. O primeiro, Doug Clayton, um vendedor de seguros, temente a Deus e pela necessidade de ajudar o próximo vê o estranho carro parado e resolve seguir os preceitos da bíblia.

"A porta do carro se fechou com violência. Os braços de Carla ainda envolviam a cintura do marido, e, ao ser puxada para a frente, ela teve outro arroubo de lucidez.

É o carro, você precisa manter distância do carro!"

A partir daí várias pessoas com personalidades distintas começam a parar e prestar ajuda, sem se dar conta dos do perigo que aquele carro velho e sujo esconde. Milha 81 é um conto curto. O final pode parecer óbvio e até bobo para alguns. O legal da história é a profundidade dos personagens em um curto espaço de tempo, já que os capítulos da história são os carros de cada um dos envolvidos, e isso diz muito sobre cada ocupante.

Além de todo o suspense, King nos leva a refletir sobre a ajuda que damos a estranhos na rua, pessoas que nunca iriamos conhecer em condições normais. Aliado a isso está o fascínio por lugares abandonados ou carros sinistros.

Você nunca mais vai ver um carro da mesma maneira.

Clique aqui para comprar o ebook.