UFC "Dos Anjos x Alvarez" recebe novos confrontos envolvendo brasileiros

Para "Semana Internacional de Lutas", Ultimate inclui combates no dia 7 de julho, em Las Vegas

UFC "Dos Anjos x Alvarez" recebe novos confrontos envolvendo brasileiros
Divulgação / UFC

 Tradicionalmente, na semana da Independência dos Estados Unidos (comemorada no dia 4 de julho), o UFC leva ao público uma enxurrada de confrontos impactantes. Em 2016 não será diferente, pois a partir de 7 de julho se iniciam os eventos da "Semana Internacional de Lutas", dia no qual o campeão peso leve Rafael Dos Anjos busca manter o cinturão diante do perigoso Eddie Alvarez, na luta principal do UFC Fight Night: "Dos Anjos x Alvarez". 

E, nos últimos dias, novos duelos envolvendo brasileiros foram incluídos para o evento. Gilbert Durinho, atleta da Blackzilians, bate de frente com Lukas Sajewski na categoria até 70kg. O tricampeão mundial de Jiu Jitsu sofreu sua primeira derrota no MMA no último combate, diante do russo Rashid Magomedov, pelo UFC Fight Night 77 em novembro, e visa a reabilitação diante do polonês. Lukas vive situação semelhante, afinal perdeu pela primeira vez em junho para o alemão Nick Hein, no UFC Fight Night 69. Os dois nunca foram nocauteados ou finalizados e tem a arte suave como principal arma para sair com a vitória.

Outros atletas nacionais foram escalados nessa semana para subir ao octógono do MGM Grand Garden Arena. Dileno Lopes, finalista do TUF Brasil 4, mede forças com Anthony Birchak no peso galo. Dois duelos entre Brasil e México também agitam o card preliminar. Entre os meio-médios, Vicente Luque encara Alvaro "El Chango" Herrera, enquanto Reginaldo Vieira, campeão do TUF Brasil 4, enfrenta Marco Beltran na categoria até 61 kg.

Invicto, Alberto Mina sobe ao cage para superar Mike Pyle

Sem nunca ter sofrido um revés nas artes marciais mistas, o paraibano Alberto Mina precisa reunir forças para uma parada dura: o veterano Mike Pyle. Com 40 anos, o americano frequenta a divisão dos meio-médios do Ultimate desde 2009, já coleciona 10 triunfos na organização e vai para o 40º embate na carreira. Mina vai apenas para sua terceira luta pelo UFC (13ª na carreira) e quer manter bom retrospecto, já que nas duas primeiras saiu com o braço erguido.

Alberto Mina busca manter o cartel limpo no MMA