Judô: tudo o que você precisa saber para o Rio 2016

Um dos esportes mais praticados no mundo e que sempre traz medalhas ao Brasil, chega forte nessa Olimpíada

Judô: tudo o que você precisa saber para o Rio 2016
Judô: tudo o que você precisa saber para o Rio 2016

Vindo do Japão, o judô é um dos esportes mais praticados em todo o mundo. Significando o 'caminho suave', a modalidade de luta cativa inúmeras pessoas no mundo, com um estilo mais leve, tranquilizante, mas ao mesmo tempo potente, dominador e letal. Com praticantes cada vez mais novos, o esporte olímpico vai ter mais uma participação nessa edição de 2016.

Nos Jogos Olímpicos desde o Japão 1964, o judô precisou mais algumas décadas para terem mulheres. Somente em Barcelona-92, que elas puderam competir na Olimpíada. O esporte tem um charme e uma atenção especial. Geralmente, as lutas acontecem no começo do evento, com emoção e presença de público muito alta. O mundo inteiro aguarda até o final, já que o combate pode ser decidido no último segundo e mudando completamente o resultado.

Divido em masculino e feminino, o judô segue as normas de sua federação e divide em sete categorias de pesos.

Masculino
Feminino
Ligeiro (-60kg) Ligeiro (-48kg)
Meio-leve (60/66kg) Meio-leve (48/52kg)
Leve (66/73kg) Leve (52/57kg)
Meio-médio (73/81kg) Meio-médio (57/63kg)
Médio (81-90kg) Médio (63/70kg)
Meio-pesado (90-100kg) Meio-pesado (70-78kg)
Pesado (+100kg) Pesado (+78kg)

Palco dos jogos - Arena Carioca 2

Feita exclusivamente para esses Jogos Olímpicos, a Arena Carioca 2 foi recentemente inaugurada e também será sede das Lutas Olímpicas e bocha. Feita na Barra da Tijuca, terá 10 mil lugares e, após os jogos, servirá de local para treinamentos de atletas de alto rendimentos.

Os campeões de 2012

O Japão domina o quadro geral de medalhas, com 72 no total, sendo 36 de ouro. Na sequencia, a França aparece com 40 medalhas, sendo 12 de ouro e a Coréia do Sul, com um ouro a menos e quatro menos no total. O Brasil aparece na nona posição, com 3 ouros, 3 pratas e 13 bronzes.

Em Londres, os brasileiros fizeram bonito e levaram quatro medalhas, com Sarah Menezes levando o primeiro ouro feminino da história, e três bronzes, com Felipe Kitadai, Mayra Aguiar e Rafael Silva.

A Rússia foi a grande vencedora em termos de ouros (3), mas França e Japão levarão 7 medalhas, igualando no topo.

Os favoritos

Para o Rio 2016, os favoritos para levarem o ouro são os principais rankeados em suas categorias. Mayra Aguiar, nos meio-pesados feminino, pode dar uma medalha ao Brasil, assim como Sarah Menezes, nos leves.  Kayla Harrison (EUA) pode atrapalhar os sonhos de Mayra nessa edição.  Idalys Ortiz (Cuba) é o grande nome da categoria peso-pesado feminina, enquanto no masculino, Felipe Kitadai pode surpreender nos leves. Ilias Iliadis (Grécia), é o principal nome até 90kg. O japonês Masashi Ebinuma é o grande nome da categoria até 66kg, mas o maior nome do momento é Teddy Riner, francês, dono dos peso-pesados, campeão olímpico e mundial.

Curiosidades

- Em Londres, uma judoca fez história, ao ser a primeira mulher a representar a Arábia Saudita. Mesmo com a derrota nos segundos iniciais, Wojdan Shaherkani, de apenas 16 anos, competiu pela primeira vez.

- Inicialmente, os lutadores competiam de branco, mas passou a usar o kimono azul para facilitar na visualização dos rivais.

- Ricardo Jr, de Guam, foi o lutador mais pesado a competir numa Olimpíada, com mais de 210kgs.

Maiores medalhistas

No Masculino, o francês Angelo Parisi tem quatro medalhas, com um ouro e três bronzes, mas em questão de ouros, Tadahiro Nomura, japonês, levou três vezes a premiação máxima.

No Feminino, Ryoko Tani, com dois ouros, duas pratas e um bronze, é a maior medalhista da modalidade.