Após voltar a vencer, Aldo declara: "Eu só tenho um objetivo, e é voltar a ser campeão"

Campeão do Povo mostrou porque foi dono do cinturão por quase uma década e venceu Frankie Edgar na disputa pelo Cinturão Interino.

Após voltar a vencer, Aldo declara: "Eu só tenho um objetivo, e é voltar a ser campeão"
Foto: Josh Hedges/Getty Images

O brasileiro José Aldo venceu a disputa pelo cinturão interino dos pesos penas do UFC 200, que aconteceu na noite deste sábado (9), em Las Vegas, Nevada. A luta foi contra Frankie Edgar, número 2 do ranking, e o Campeão do Povo venceu por decisão unânime dos juízes (49-46, 49-46 e 48-47). Com a vitória, Aldo deve ter a revanche que tanto quer contra o campeão da categoria Conor McGregor.

Mudando suas características e estudando bastante o adversário no início da luta, Aldo preferiu ser cauteloso, medindo a distância e contra-atacando com jebs e diretos durante boa parte da luta ao invés de usar sua principal arma, que são suas pernas, e por isso seu técnico, Dedé Pederneiras, pediu para que ele soltasse os chutes. Porém, essa estratégia foi muito bem excutada e o Manauara conseguiu abrir o supercílio de Edgar.

Sobre a estratégia para luta, Aldo comentou: "Confio nele, amo ele. Frankie é um grande adversário, tem um wrestling muito bom, eu o respeito. Mas eu só tenho um objetivo: é vencer este m*** - se referindo ao irlandês Conor McGregor. Ele não vai ter a mesma sorte que teve da outra vez." 

Ao ser entrevistado após a luta, Aldo dedicou a vitória a Dedé: "Não luto pelo UFC, luto pelo meu técnico. Este cara é tudo, ele é meu pai. Perdi meu pai, mas ganhei ele. Eu não fiz nada, foi ele quem fez."

O americano Edgar é o segundo do ranking dos penas e dependia da vitória na luta contra Aldo para ganhar uma chance de lutar contra o Notório McGregor. The Answer não lutava pelo UFC desde de dezembro de 2015, onde nocauteou Chad Mendes. Apesar de derrotado, Frankie Edgar conseguiu alcançar a marca de seis horas dentro do Octógno, sendo o primeiro lutador a chegar nesse feito.