Eduard Soghomonyan é eliminado na estreia da luta greco-romana

O armênio-brasileiro ainda sonhou com a disputa do bronze, mas acabou caindo logo na primeira luta

Eduard Soghomonyan é eliminado na estreia da luta greco-romana
(Foto: Ryan Pierse/Getty Images)

Não deu para o Brasil na categoria 130kg masculina da luta greco-romana. O armênio naturalizado brasileiro Eduard Soghomonyan, esperança do país ma modalidade, acabou sendo eliminado logo em sua primeira luta, caindo diante do georgiano Iakobi Kajaia em menos de dois minutos.

Mais uma esperança de medalhas caiu nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Eduard Soghomonyan foi derrotado em sua estreia olímpica e acabou eliminado na categoria 130kg masculina da luta greco-romana.

Kajaia, vice-campeão no Pré-Olímpico da Turquia, não deu chances ao lutador brasileiro. Passivo até demais, Soghomonyan recebeu duas punições por isso. Quando recebeu a segunda, o adversário escolheu ir para o par-terre, girando Eduard quatro vezes e conquistando oito pontos e o encerramento da luta por superioridade técnica com apenas 1 minuto e 43 segundos de combate.

Soghomonyan não teve uma história fácil até chegar na Rio 2016. O lutador precisou enfrentar a guerra e sobreviveu ao conflito de Nagorno-Karabakh, entre seu país e o Azerbaijão, nos anos 1990. As batalhas da vida construíram seu caráter e seu espírio de luta. Eduard precisou deixar sua família para trás e veio ao Brasil buscar um futuro diferente. Adotado pelos brasileiros e apaíxonado pelo país, ele resolveu se naturalizar para caminhar junto atrás do ouro olímpico.

A chegada em 2012 fez com que o armênio se encantasse logo de cara pelo Brasil e escolhesse competir pelo lugar que o recebeu de braços abertos. Dois longos anos e muitas viagens depois, Eduard conseguiu concluir o duro processo de naturalização. A seletiva para os Jogos Olímpicos também foi difícil e a classificação veio apenas um mês antes dos jogos.

Com a derrota, o Brasil não pode mais ganhar medalhas na luta greco-romana, já que Eduard era o único nesta categoria. Agora, deposita agora suas esperanças nas mulheres na luta livre, que começa apenas na quarta-feira.