Após conquista histórica, McGregor declara que quer ser sócio do UFC

Agora com dois cinturões, irlandês continuou a fazer declarações polêmicas e anunciou que vai ser pai

Após conquista histórica, McGregor declara que quer ser sócio do UFC
(Foto: Getty Images)

Conor McGregor fez história na madrugada de domingo (13) quando conquistou seu segundo cinturão em Nova York. O lutador que já possuia o cinturão dos pesos penas e após nocautear Eddie Alvarez no UFC 205, conquistou o cinturão dos pesos leves. Conhecido por suas declarações e atitudes polêmicas, McGregor não mudou sua postura após o grande feito.

Ainda no octógano, Conor pediu por seu segundo cinturão e não poupou nos palavrões. "Onde está o meu segundo cinturão? Eu rendo 4,2 bilhões de dólares a vocês e vocês não me dão a p... do meu cinturão?", perguntou o vencedor ao microfone. McGregor declarou também estar em um nível acima dos outros lutadores: "Eles não estão no meu nível. É melhor vocês melhorarem de tamanho, peso ou o que for, porque senão eu vou acabar com vocês todos", declarou. "Eddie é um guerreiro, mas não deveria estar aqui comigo", completou o irlandês sobre o adversário.

Na coletiva após a luta, McGregor declarou que seria pai e que quer ser sócio do UFC. "Há algumas bombas que queria soltar. Um dos anúncios é que serei pai no começo do ano que vem. Estou cagando nas calças, não sei o que terei de fazer", anunciou o lutador. "Quero que esse bebê seja muito feliz, vou tirar um tempo e ver como vai ser." 

"Eles precisam vir falar comigo. Os novos proprietários não vieram falar comigo desde que a companhia foi vendida, e, como um homem de negócios, eu conquistei algo. Quem é o dono da companhia agora? Há pessoas que compraram parcelas, cadê minha parte? Cadê minha participação?", disse Conor.

McGregor também declarou que está "novo em folha", sem nenhum arranhão: "Para um jovem de 28 anos com todos os cinturões e todos os recordes, num jogo como este, posso continuar fazendo isso o dia inteiro. Mas, sou um homem de palavra, tenho uma família vindo, então quero o que é meu, se me quiserem de volta", declarou o irlandês que saiu ileso na luta contra Eddie Alvarez.

Sobre lutas futuras e a campanha que Khabib Nurmagomedov fez após ganhar de Michael Johnson no UFC 205, Conor se mostrou exigente. "Khabib lutou só uma vez nos últimos oito anos! Ele não lutou tão frequentemente quanto gosto. Para eu me comprometer a algo assim, as pessoas precisam aparecer e serem competidoras consistentes. Ele teve uma boa performance hoje, serei justo, mas veremos aonde isso vai. Preciso ver atividade, preciso ver consistência", encerrou.