Em combate eletrizante Justin Gaethje estreia com nocaute sobre Michael Johnson no TUF 25 Finale

Brasileiro Dhiego Lima é derrotado por Jesse Taylor na final do The Ultimate Fighter. Marcel Fortuna e Ju Thai foram outros brasileiros derrotados no card

Em combate eletrizante Justin Gaethje estreia com nocaute sobre Michael Johnson no TUF 25 Finale
(Foto: Getty Images/Brandon Magnus)

O UFC desembarcou em Las Vegas nesta sexta-feira (07) para receber a final da 25ª edição do The Ultimate Fighter. Na luta principal, Michael Johnson deu as boas-vindas ao estreante Justin Gaethje. Os finalistas do reality, Dhiego Lima e Jesse Taylor, foram destaques na luta co-principal. O evento ainda teve Marcel Fortuna e Juliana Lima, a Ju Thai, como destaques verde-amarelos no octógono

Na luta principal da noite, Michael Johnson enfrentou o estreante Justin Gaethje, ex-campeão do World Series of Fighting. Após combate espetacular, o jovem conseguiu um nocaute sobre Johnson no segundo round. O "Menace" sofreu sua segunda derrota seguida no UFC, enquanto Gaethje venceu sua 18ª luta em 18 embates na carreira.
O combate começou movimentado na trocação, com grande volume de golpes dos dois atletas. Johnson iniciou com mais pressão, mas o debutante no Ultimate surpreendeu e cresceu no combate mais franco. 

Os dois lutadores mantiveram a intensidade na troca de golpes, com Gaethje encurralando Johnson na grade e acertando fortes chutes nas pernas e abalando o ex-TUF 12 com golpes retos e joelhadas no clinch. No último minuto, Johnson acertou bom golpe em Justin, que sentiu e foi patrolado pelo “The Menace” nos segundos finais do round inicial, sendo salvo pelo gongo o ex-campeão do WSOF. 

O segundo round começou no mesmo ritmo do anterior, com muita intensidade na troca de golpes entre os atletas. Gaethje vinha trocando na distância com Johnson, mas foi abalado novamente por um golpe do oponente. O cansaço dos atletas ficou mais flagrante ao longo do round. Apesar de ter tido melhores momentos na luta, Johnson foi abalado por um golpe de Gaethje e o ex-campeão do WSOF recuperou o domínio das ações, aplicando belos golpes em Johnson até ser parado pela intervenção do árbitro John McCarthy.

Na luta co-principal, o brasileiro Dhiego Lima encarou Jesse Taylor pela final da 25ª edição do The Ultimate Fighter. A luta foi definida no segundo round, em favor do americano, por finalização. Taylor supera uma derrota sofrida em outubro, enquanto Dhiego acumulou sua segunda derrota seguida na carreira. Jesse Taylor iniciou a luta com tudo, botando Dhiego Lima para baixo assim que pode. Logo teve o controle posicional na luta de solo, fazendo uso do ground and pound para pontuar.

O americano fez transições em busca de finalizar Dhiego, tentou estrangulamentos, mas sem sucesso. Durante o restante do round, Taylor buscou bater por cima para garantir pontos. O segundo round começou com uma grande chance do brasileiro, que abalou Taylor com um golpe, mas logo deu brecha para ser pego pelas costas. O americano encaixou um mata-leão e superou o brasileiro, que bateu para encerrar a luta.

Outros combates da noite: 

Peso-leve: Drakkar Klose venceu Marc Diakiese por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28).
Peso-meio-pesado: Jared Cannonier venceu Nick Roehrick por nocaute técnico a 2min08seg no round 3.
Peso-médio: Brad Tavares venceu Elias Theodorou por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28).
Peso-meio-pesado: Jordan Johnson venceu Marcel Fortuna por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)
Peso-palha feminino: Angela Hill venceu Ashley Yoder por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Peso-meio-médio: James Krause venceu Tom Gallicchio por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Peso-meio-pesado: C.B. Dollaway venceu Ed Herman por decisão unânime (29-28, 29-27, 29-27)
Peso-palha feminino: Tecia Torres venceu Ju Thai por finalização aos 53s do round 2.
Peso-pena: Gray Maynard venceu Teruto Ishihara por decisão unânime (30-26, 30-26, 30-26)

Luta