Depois de críticas, campeão Tyron Woodley rebate: "Eu sou o melhor do mundo"

Mesmo após se consolidar como campeão meio-médio e defender seu cinturão pela terceira vez, Woodley não consegue ganhar a simpatia do torcedor mesmo vencendo Demian Maia

Depois de críticas, campeão Tyron Woodley rebate: "Eu sou o melhor do mundo"
Woodley ainda não é querido pelos fãs (Foto: Getty Images)

Tyron Woodley segue como campeão peso-meio-médio do Ultimate. Porém, o americano, que venceu Demian Maia por decisão unânime (50-45, 49-46 e 49-46) na segunda luta mais importante do UFC 214, novamente teve que lidar com o barulho ensurdecedor das vaias que levou da torcida.

As vaias para o campeão não duraram apenas durante o combate, na entrevista pós-luta ainda no octógono, Woodley foi fortemente vaiado. "Eu sou o melhor do mundo, enfrentei dois especialistas em duas lutas seguidas. Eu tenho que me adaptar a esses grandes estilos. Poderia ter lutado mais dois rounds, estou me sentindo forte", disparou o americano, vaiado pelo público.

Dana White parece ter se indignado com mais uma atuação nada empolgadora do campeão meio-médio e foi forte na declaração após a luta. “Pergunte aos fãs se eles querem ver uma luta do Tyron Woodley. Acho que a resposta será um não unânime. Quem vai querer pagar para ver o Woodley de novo? Ele é o tipo de cara que poderia ter finalizado essa luta a qualquer hora, mas ele não quis correr o risco. Se você não correr o risco, você não ganha a recompensa”, disse Dana White.

Dias atrás, Dana White havia declarado que o vencedor entre Tyron Woodley e Demian Maia teria como desafiante nada menos do que Georges St. Pierre, porém, após um combate nada animador, o presidente do UFC parece ter mudado de ideia.

Durante a entrevista coletiva, Dana disse que no quinto round do co-main event decidiu que voltaria com os planos de Michael Bisping e Georges St. Pierre. O vencedor do duelo, enfrentará o dono cinturão interino, Robert Whittaker - que precisará passar por processo cirúrgico no joelho após enfrentar Yoel Romero.

“Eu sei que Michael Bisping vai lutar. Ele vai aparecer e vai lutar. Robert Whittaker teve uma lesão no joelho. Ele vai estar fora por um bom tempo. Quem vencer a luta entre GSP e Bisping vai enfrentar Whittaker”, revelou Dana.

Para Tyron Woodley, o mandatário do UFC, Dana White, colocou Robbie Lawler - que venceu Donald Cerrone neste sábado (29) -, como um dos favoritos a desafiar o campeão.