Canadá vence Estados Unidos em final antecipada
Meghan Agosta marcou dois gols na vitória canadense (Foto: The Canadian Press/Adrian Wyld)

Canadá e Estados Unidos mostraram porque estão um patamar acima das outras seleções no hóquei no gelo feminino. Na partida que definiu a liderança do Grupo A, as canadenses bateram as norte-americanas por 3 a 2, com uma exibição fantástica no terceiro período da partida, quando marcaram os seus três gols.

O jogo começou fechado, com os dois times mostrando uma incrível solidez defensiva. Poucas chances foram criadas no primeiro tempo, e o placar só foi aberto faltando pouco mais de dois minutos para o fim da segunda etapa, quando as americanas aproveitaram a vantagem numérica do power play. Hilary Knight desviou um chute de Alex Carpenter, para tirar qualquer chance de defesa para a goleira canadense.

As canadenses voltaram para o terceiro período dispostas a manter sua invencibilidade nos jogos olímpicos de inverno - não têm uma derrota desde a final de 1998 - e conseguiram o empate em menos de três minutos. Hayley Wickenheiser deu bela assistência e Meghan Agosta empurrou para o gol vazio. A virada veio logo em seguida, aos 3'54". Winckenheiser, responsável pela jogada do primeiro gol, chutou para defesa da goleira americana, Jessie Vetter, que acabou soltando o disco que, após confusão com a defesa, morreu no fundo da rede. Como não existe gol contra no hóquei no gelo, o tento foi contabilizado para a canadense. Aos 14'55", Agosta fez o terceiro das canadenses e o seu segundo na partida, após roubar o disco e construir o brakaway.

Apesar de tudo indicar que o jogo estaria definido, o final do jogo foi eletrizante. Faltando 1'05" para o final, Anne Schleper diminuiu o marcador para 3 a 2, quando as americanas já haviam trocado a goleira por mais uma jogadora de linha. Além disso, 30 segundos mais tarde a seleção canadense sofreu uma penalização por muitas jogadoras no gelo, e tiveram que se segurar com uma atleta a menos. A pressão final foi enorme, mas as canadenses conseguiram manter a vitória e a classificação com o primeiro lugar do Grupo A.

Finlândia bate Suíça na prorrogação

Na outra partida válida pelo Grupo A, as finlandesas começaram muito bem, e já abriram 2 a 0 no placar com menos de dez minutos de jogo, gols de Jenni Hiirikoski e Michelle Karvinen, dando a impressão de que a vitória seria fácil. No entanto, as suíças vieram para o segundo período dispostas a mostrar que ainda não havia terminado, e buscaram o empate em apenas oito minutos, com Romy Eggimann e Phoebe Stanz, mas sofreram o terceiro gol, aos 15 minutos, o segundo de Karvinen na partida.

Mesmo com nova desvantagem no placar, as suíças não desanimaram e buscaram o empate no terceiro período da partida, com gol de Stefanie Marty, quando faltavam pouco mais de quatro minutos para o final. Mas apesar de toda a dificuldade, as finlandesas conseguiram espantar a zebra e garantir a vitória logo aos dois minutos da prorrogação, e dessa vez foi Hiirikoski fazer o seu segundo gol e garantir a vitória.

Apesar da eletrizante vitória, e a classificação em terceiro lugar do grupo, a Finlandia precisa melhorar muito para tentar alcançar o objetivo de buscar alguma medalha em Sochi, e o clima entre as atletas, após o jogo, não foi de grande celebração.

VAVEL Logo